Choram os elefantes da África: covardia, indignação e impunidade

As imagens realmente chocam porém se faz necessário mostrá-las com o intuito de conscientizar mais pessoas a assinarem a petição (link abaixo).
Apesar de nossos esforços continuamos a perder elefantes todos os dias. Se não revertermos a situação rapidamente, o futuro dos elefantes africanos estará seriamente comprometido“, palavras do secretário executivo da Agência Nacional de Parques do Gabão, Lee White em declaração recente à imprensa internacional.
Esta é a situação do caos na região propriamente no Gabão, localizado na costa oeste da África central, onde mais de 11.000 elefantes foram mortos em menos de uma década em função da ambição covarde e desenfreada do ser… “humano”? É triste perceber a que ponto chegamos!

Caçadores ilegais e covardes estão dizimando literalmente a população mundial de elefantes apesar de todas as medidas de seguranças incrementadas para tentar deter o massacre.
O destino de tanta crueldade é o mercado ilegal de marfim, este, muito requisitado principalmente na Ásia e Oriente Médio onde juntamente com chifres de rinoceronte são usados para fazer enfeites e remédios.
Como o preço no mercado negro de marfim aumenta a cada ano (um quilo de marfim está estimado em cerca de 1.500 euros), o país está se tornando alvo das piores espécies de caçadores ilegais na África Central“, diz Ali Bongo Ondimba presidente do Gabão.

Muitos fatores são responsáveis pela “prosperidade” da caça ilegal, incluindo a fronteira compartilhada com países pobres (como Camarões) e a presença de uma grande operação de mineração (a maioria de ouro ilegal) facilitando e muito as operações do contrabando.
Por isso acho muito importante que nos engajemos nesta empreitada.
Se estiver de acordo com o combate a esta mazela humana e quer que estes assassinos covardes sejam presos, clique aqui e assine a petição online.
Grande abraço!

Por Tomé Ferreira

Fonte e imagens:
action.panda.org