Ford atinge meta de redução global de emissões de CO2 oito anos antes do previsto

Tanque água de reúso. Fonte: Ford

Tanque água de reúso. Fonte: Ford

A Ford Motor Company anunciou, como parte de seu 19º Relatório Anual de Sustentabilidade, que cumpriu sua meta de reduzir as emissões industriaisde CO2 oito anos antes do previsto (veja o relatório completo em inglês). Em 2010, a empresa estabeleceu a meta de reduzir as emissões de dióxido de carbono das operações de produção em 30% por veículo produzido até 2025.

A Ford atingiu o objetivo duas vezes mais rápido que o esperado. Os resultados são significativos – redução de mais de 3,4 toneladas de 2010 a 2017 -, o equivalente a emissões de gases de efeito estufa de mais de 728.000 veículos de passageiros rodando por um ano.

“Estamos orgulhosos do trabalho que fizemos para atingir esse objetivo. Realizamos várias melhorias em nossas operações de manufatura, que tiveram um papel importante para a redução na emissão de CO2”, disse Bruce Hettle, vice-presidente de Manufatura e Relações Trabalhistas. Entre as ações, foram feitas atualizações nas operações de pintura e a instalação de mais de 100.000 luminárias de LED.

Ford América do Sul

O relatório traz um capítulo dedicado à América do Sul com as ações desenvolvidas pela Ford na região. No que diz respeito à redução das emissões de CO2, que globalmente diminuíram em 32% – o equivalente a 0,67 tCO2/veículo –, a contribuição da América do Sul foi muito significativa, chegando a 0,27 tCO2/veículo. Esse resultado foi alcançado com a implementação de diversas ações voltadas à redução de consumo de energéticos industriais – como energia elétrica e gás natural –  e com base na matriz energética do Brasil, que é cerca de 70% hidráulica. O relatório também aborda outras iniciativas desenvolvidas pela empresa, como a economia de água e o foco em ações de responsabilidade social.

Economia de água

Em 2017, a Ford Brasil economizou mais de 35 milhões de litros de água potável em suas operações, passando a utilizar 2,82 m³ por veículo ante os 2,98 m³ usados em 2016. Nos últimos cinco anos, o complexo de São Bernardo do Campo diminuiu o consumo em 35,8%, que representa economia de 863,7 milhões de litros. Uma das ações implementadas para melhoria contínua dos processos de manufatura foi a otimização da água de descarte durante a pintura. Ela é armazenada no tanque de coagulação, um reservatório com capacidade para 1,3 milhão de litros, filtrada e, por meio de bombeamento, é utilizada em serviços satélites como a limpeza das grades das cabines de pintura, lavagem de empilhadeiras e teste de infiltração em todos os automóveis e caminhõesproduzidos. Este processo permite ainda completar os quatro reservatórios do sistema de combate a incêndio que, somados, totalizam 5,4 milhões de litros. Paralelamente, a unidade de São Bernardo possui três reservatórios que são abastecidos com a captação de água de chuva.

Outras ações de redução de consumo foram implementadas em 2017, como o reúso de água nas torres de resfriamento e nos banheiros, que geraram economia equivalente ao consumo de 342 famílias com quatro pessoas no período de um ano – redução de aproximadamente 35 milhões de litros. Já a fábrica de Camaçari obteve redução de 38%.

Segurança

No Brasil, a Ford Caminhões desenvolveu uma tecnologia para evitar que os caminhoneiros cochilem ao volante. O Boné Alerta é capaz de interpretar os movimentos da cabeça do motorista por meio de sensores e avisa quando ele está com sono para fazer uma parada de descanso. O alerta é feito por três tipos de sinais: vibratório, visual e sonoro. A criação do acessório foi precedida de um estudo para identificar os movimentos do caminhoneiro que fazem parte da sua rotina normal de trabalho e os que indicam sono. Essa base de dados depois foi transferida para a unidade central de processamento do boné, que funciona conectada a um acelerômetro e um giroscópio para identificar cada tipo de situação. A Ford é a primeira fabricante a pensar em um ‘wearable’ (tecnologia de vestir) para utilização enquanto o motorista está ao volante e que pode contribuir na prevenção de acidentes.

            Além disso, a Ford introduziu recursos aprimorados à Assistência de Emergência – função que liga automaticamente para o serviço de atendimento de urgência, SAMU, por meio de um celular pareado, em caso de acidente com acionamento dos airbags ou corte da bomba de combustível. Com a atualização, é possível reunir dados sobre o tipo de colisão, se o airbag foi acionado, quantos cintos de segurança foram afivelados e a taxa de desaceleração do veículo.

Responsabilidade Social

O Ford Fund e a Artemisia – organização sem fins lucrativos pioneira no fomento de negócios de impacto social no Brasil – lançaram o “Ford Fund Lab: Inovação e Mobilidade” em junho de 2017. Entre 150 startups inscritas, 20 foram selecionadas para participar de um processo de aceleração de curto prazo, que contava com workshops dinâmicos e webinares temáticos, nos quais tiveram acesso a ferramentas inovadoras, conteúdos exclusivos, conexão com outros empreendedores do setor e mentorias com especialistas. Desses 20 negócios, três foram selecionados para receber o capital semente de US$ 6.600,00 do Ford Fund e aprimorar ainda mais suas soluções: JaUbra, Onboard Mobility e Garatéa.

O Programa Ford de Educação para Jovens oferece apoio educacional e capacitação técnica para alunos de baixa renda de escolas públicas de Camaçari. O programa, apoiado pelo Ford Fund no Brasil desde 2015, forneceu treinamento em gestão, com foco principal na postura e no comportamento ético, além de qualificação profissional nas áreas de Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Mecânico Automotivo e Logística para 75 alunos com idades entre 17 e 24 anos em 2018. Um curso piloto de robótica para 25 alunos do Ensino Fundamental, com idades entre 14 e 16 anos, também foi introduzido neste ano. As aulas são baseadas na metodologia LEGO e têm como objetivo desenvolver habilidades como raciocínio lógico, criatividade e trabalho em equipe, além de estimular o interesse pela inovação, ciência e tecnologia. O programa já beneficiou 300 estudantes.

Em 2017, a Ford Brasil distribuiu 10.000 mochilas sustentáveis e kits escolares para crianças de escolas públicas de Camaçari por meio de uma parceria com o Projeto Axé. Mulheres de famílias de baixa renda tiveram aulas de corte e costura e fizeram as mochilas com uniformes reciclados de empregados da companhia.

Desde 2011, o Odontomóvel oferece atendimento odontológico para alunos de escolas públicas entre 2 e 15 anos. Até o fim de 2017, as cinco unidades móveis atenderam mais de 20.000 crianças e adolescentes e realizaram mais de 141.000 procedimentos em Camaçari e Candeias (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE).

Em setembro do ano passado, cerca de 1.600 empregados participaram do Mês Global do Voluntariado ajudando a realizar melhorias nas instalações e fazendo doações de alimentos e livros a entidades como Acer do Brasil, Lar Escola Santa Verônica, SOAPRO e Vivo Feliz.