Horário de Verão

O horário de verão, vigente no nomento em grande parte do Brasil e do mundo, tem como objetivo diminuir e/ou evitar os picos de demanda energética. O processo resume-se a adiantar uma hora o fuso horário do local. A ideia de se criar um horário de verão para melhor aproveitamendo solar, partiu de Benjamin Franklin em 1784. Entretanto, o primeiro país a adotar a prática, foi a Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial. Seguido, mais tarde, pela Inglaterra.

Entretanto, o horário de verão é de pouca utilidade para países tropicais equatoriais, sendo que independente da estação do ano, pouco se varia em relação ao tempo que o sol permanece no “céu”. Também é de pouca utilidade principalmente para agricultores, que começam seus dias de trabalho junto com o nascer do sol, independente de seu horário.

No Brasil, o horário foi adotado por decreto em 1931. Em todo o território nacional. Porém, desde então, houve vários períodos em que a prática não foi realizada, se tornando uma prática constante a partir de 1985. Atualmente é adotado apenas nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste da nação. Pois os estados do Norte, recebem pouquíssimas vantagens com a implementação. Mas para nós brasileiros, o motivo de adotarmos esse horário não é devido a economia energética e sim, a própria segurança do sistema energético.

Grande parte da população, retorna para suas residências a partir das 18 horas. Com todos utilizando chuveiros elétricos, condicionadores de ar, televisores, fornos, etc. A demanda se torna muito alta. É neste mesmo horário que (em horário normal) ligam-se as redes de iluminação pública. Porém, com o horário de verão, a iluminação pública desloca-se uma hora no fuso-horário. O que garante a segurança do sistema elétrico, promovendo uma demanda mais gradual e evitando a sobrecarga. Nos estados do sul, a economia energética mensal (em horário de verão) atinge 5% durante o consumo de pico.

O horário de verão também recebe muitas críticas, sendo acusado de afetar a sensibilidade das pessoas em relação ao tempo. Principalmente das mais velhas, podendo trazer prejuízos a saúde. (Fonte: Wikipédia)

Utilize este link para verificar os períodos de vigência do horário de verão no Brasil.

Por Pedro H. Pastorello