No Rio usina vai transformar lixo em gás natural

Gás natural - Joern Pollex/Getty Images

Gás natural – Joern Pollex/Getty Images

Oito municípios do Rio firmaram um consórcio para a construção do aterro sanitário Dois Arcos localizado em São Pedro da Aldeia. O aterro foi inaugurado no dia 04 de agosto, último dia de prazo para a regularização de lixões de todo o Brasil, conforme estabelecido pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

A inauguração do Aterro Dois Arcos veio com uma novidade: A Usina de Tratamento de Biogás. Segundo notícias do Portal EBC a usina vai transformar em gás natural cerca de 600 toneladas de lixo produzidas diariamente pelos municípios consorciados.

Enquanto o gasoduto não estiver pronto, o  gás obtido irá abastecer os caminhões que fazem o recolhimento do lixo e os veículos da própria companhia. Mais tarde, este gás vai ser misturado com gás da CEG-Rio e será distribuído aos consumidores sem custos adicionais, conforme a coordenadora do Programa Rio Capital da Energia, Maria Paula Martins.

Conforme matéria do Biodieselbr o biogás gerado nos aterros sanitários, por contar em sua composição com metano e dióxido de carbono, é um dos gases formadores do fenômeno conhecido efeito estufa e que vem contribuindo para o aquecimento do planeta.

Pode ser classificado como biocombustível por ser uma fonte de energia renovável, sendo uma forma de obter energia que pode auxiliar o ser humano a se emancipar da dependência dos combustíveis fósseis (Wiki).

Biogás - Imagens: Google Imagens

Fonte: Agência Brasil / INFO