Os problemas e a suas soluções em cinco minutos

1. Visão consumista:

Um vídeo gravado por Tim Kasser. Ele apresenta uma teoria unificadora do que está errado e o que poderia ser feito sobre isso.

Caso vídeo não seja exposto no site, clique aqui:

Cada vez mais as pessoas estão perguntando, se somos tão desenvolvidos, por que ainda tem gente passando fome na terra?

2. Visão ambientalista:

Segundo o Globo Rural deste domingo somos a segunda nação que mais produz carne bovina na terra. Também é verdade que maioria dos brasileiros não come  de boi todos os dias ou 8 vezes por mês.  Dos 200 milhões de hectares de terra reservado para o posta 90 milhões não serve mais para nada ou opera em baixa produção.

Então eu pergunto a você, leitor. Como crescer sem destruir? Veja este artigo que retirei e creditei ao site da Embrapa

Você não achará nenhuma resposta sobre nosso tema, mas verá como é está a situação da carne verde no Brasil.

O consumo de carne bovina no Brasil segue as disparidades da renda existentes no País. O grupo de pessoas de renda elevada tem taxas de consumo semelhantes às dos maiores consumidores mundiais, mais de 50 kg/hab./ano, enquanto as camadas de baixa renda têm consumo de terceiro mundo, com menos de 10 kg/hab./ano. A disponibilidade interna situa-se em torno de 34 kg/hab./ ano.   Texto por : Sérgio de Zen , Professor da Esalq/USP.

55 milhões de cabeças de boi contra 22 milhões de pessoas no norte da amazônia - Dados de 1994

Se quiser saber mais, tem um vídeo que assisti no colégio em 2006: A carne é fraca

3. Visão de um empreendedor:

O holandês Stef van Dongen é jovem, entusiasmado e está determinado a encontrar formas lucrativas para resolver os problemas do planeta. Para isso criou a Enviu, uma incubadora para empresários de até 35 anos que criam negócios sustentáveis. O modelo de negócios da Enviu é misturar o melhor das empresas privadas e das ongs – sacada que Dongen teve quando conheceu as comunidades pesqueiras do Chile e viu como sofriam com a pesca predatória. Ali teve a ideia de aliviar a pressão sobre os ecossistemas e aumentar a renda da população com o ecoturismo. Decidiu, então, trazer para a região jovens profissionais da Holanda, que apoiaram pescadores na criação de 30 microempresas. Hoje a Enviu tem convênios com mais de 40 universidades em diversos países. Seu projeto mais famoso é o Sustentable Dance Club, uma discoteca na qual os passos de dança do público geram energia. O sistema reduz em até 50% as contas de água e de luz e custou 250 mil euros. Para Dongen, o local é uma espécie de metáfora da energia e capacidade que os jovens têm de produzir transformações significativas no mundo.

Stef van Dongen costuma dizer que o mundo precisa de “ideias uau” para resolver problemas socioambientais. Teve inspiração para criar o Sustentable Dance Club enquanto dançava em uma balada na Argentina.

 

4. Visão de qualquer pessoa na terra que não está nem aí:

 

 

Reflita algumas outras soluções!