Parceria entre Governo do TO e TNC cria sistema de Gestão de Unidades de Conservação no Estado

Trazer 12 anos de documentos com informações únicas sobre as Unidades Conservação no Estado foi um dos principais objetivos para elaboração do GESTO – Sistema Estadual de Criação e Gestão de UC do Tocantins. A ferramenta, uma das únicas na América Latina, foi entregue ao Governo do Estado nesta terça-feira, 17, no Auditório da sede do IBOPE- Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, em São Paulo.

central3

Para a criação do Sistema foram consumidos cerca de quatro meses de trabalho, envolvendo técnicos da TNC – The Nature Conservancy e do Governo para transformar os documentos que com o tempo poderiam se deteriorar em um banco de informações para pesquisas, além de possibilitar a alimentação de novas informações sobre essas unidades.

Representado o Governo do Estado, participaram da solenidade o presidente do Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins, Alexandre Tadeu Rodrigues, e, representando o secretário do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Divaldo Rezende, a superintendente de Meio Ambiente e Florestas, Marli Santos.

No primeiro momento, o gerente da TNC, Henrique Garcia, apresentou passo a passo como funciona o sistema, que já está disponível no endereço eletrônico www.gesto.to.gov.br. A ferramenta foi elaborada em duas interfaces, uma para gestão e alimentação de dados sobre as 28 UC’s existentes no Tocantins, sendo elas Federais, Estaduais, Municipais e as RPPN’s (Reserva Particular do Patrimônio Natural), e outra para o público, onde haverá informações sobre a gestão das unidades. “Graças aos esforços do Governo do Estado, estamos entregando a ferramenta que veio para mudar a gestão das UC’s no quesito transparência e na confiança dos dados que serão disponibilizados no sistema”, destacou Garcia.

Ele explicou também que o Gesto foi elaborado com software livre e está correlacionado com sistema de coordenação geográfica e satélite. “No Sistema, os usuários terão um cadastro para inserir os atos legais como portarias, normas e sistemas que remetem à conservação, terão ainda acesso às questões do zoneamento, o uso público, monitoramento e pesquisa, além de processos de licenciamentos das APA’s (Áreas de Preservação Ambiental), como também histórico dos trabalhos realizados nas UC’s”, disse.

Para o presidente do Naturatins, a ferramenta veio pra mudar a forma de gerir as Unidades, aliando a gestão pública com a privada. Ele destacou ainda que o órgão será o mais beneficiado com a ferramenta, já que é o executor da política ambiental no Estado. “Com o sistema e com uma gestão organizada e transparente, será mais fácil conseguir recursos por meio de convênios que priorizem a conservação ambiental das Unidades”, destacou, acrescentando ainda que o sistema disponibilizará informações sobre a fauna e flora das Unidades, exemplificando o projeto de monitoramento e conservação do pato mergulhão, informações que estarão disponíveis no software.

central2.to.gov.br

Para a execução do sistema, a superintendente da Semades destacou a parceria com a Secretaria da Juventude e o Ministério das Comunicações na implantação, prevista para julho, de internet Banda Larga nas quatro principais Unidades no Estado: Cantão, Jalapão, Lajeado e Monumento das Árvores Fossilizadas. “Queremos levar essa ferramenta também para escolas e universidades para promover a pesquisa e principalmente o conhecimento sobre as questões ambientais no Estado”, frisou Marli.

Dentre as definições do encontro, está prevista uma capacitação entre os dias 24 e 27 deste mês, para os servidores que estão lotados nas UC’s, para que possam conhecer e assim, colocar o novo sistema em prática. No dia 07 de junho, o Sistema será apresentado na solenidade de abertura da 17ª Semana no Meio Ambiente, em Palmas.

Participaram da solenidade em São Paulo representantes do Ibope, Organizações Não Governamentais, Institutos Ambientais, Fundações, empresas, imprensa nacional, entre outros.