Prefeitura de Palmas/TO apresenta projeto para candidatura dos Jogos Mundiais Indígenas 2015 e até surpreende, mas será?

Jogos Indígenas - Foto: Google Imagens

Jogos Indígenas – Foto: Google Imagens

Ontem (07/04) a Prefeitura de Palmas apresentou o projeto para a candidatura dos Jogos Mundiais Indígenas 2015. Assim que cheguei por aqui em 2003, pude acompanhar a VI edição dos Jogos dos Povos Indígenas, realizado aqui em Palmas/TO. Já vão mais de 10 anos, o que me lembro é de um evento grandioso e um contato muito próximo às nações indígenas. Muito artesanato indígena, muita pintura e também muitas festas e apresentações. São boas lembranças.

Mas chega de conversa e assista ao vídeo de apresentação do projeto:

Não conhece esta integração BRT? Há duas semanas a Prefeitura de Palmas/TO também apresentou o projeto. Segue vídeo:

Não sou mais uma adepta à política, já fui, hoje sou mais adepta a reivindicar meus direitos como cidadã e sou da galera do #votonulo (talvez isto mudei, assim eu espero). Mas digo uma coisa, se estes projetos saírem mesmo do “papel”, no caso, do “vídeo”, seria ótimo para a população palmense! Gaba-se tanto de que esta é uma cidade criada no século XX, mas com problemas do século retrasado.

No vídeo do projeto para os Jogos Mundias Indígenas 2015, apresenta-se a integração ao Projeto BRT, a revitalização e utilização do estádio, pista de corrida, raia para natação e canoagem, a arena para 5 mil pessoas, podendo acomodar o vôlei e o futebol de areia, estes podem ser eventos permanentes em Palmas. Vi  um comentário que lembra da revitalização de nossas praias, que são locais belíssimos, mas que já estão passando da hora de ter uma reforma.

As ocas/barracas poderiam ser permanentes, depois, por meio de sorteio ou licitação (que não seja aquela ‘robalheira’ que já conhecemos) à população, para gerar renda local. Quanto ao museu “embaixo da ponte” eu gostei muito da ideia, desde que haja segurança e vigilância a noite, afinal, Palmas/TO precisa sim de mais museus. Hummmm a inserção do basebol por aqui, eu achei inovador, mas seria ótimo, com campeonatos entre quadras/bairros e quem sabe, estaduais (olha eu viajando rs).

De fato, o que queremos é isto mesmo, se era preciso desenhar, fizeram até melhor nestes vídeos. O que me deixa receosa é justamente o poder público, que ainda me faltam esfregar na cara para que eu acredite que possa ser algo satisfatório, honesto e com respeito ao povo. Mas, ainda há esperança, mesmo que pouca.

Afinal, queremos ver essa cidade mais linda e projetada para presente, futuro (e além)” –  parafraseando a Gerusa (cidadã palmense em um comentário ao post do Prefeito Amastha).

E você? Confia que tudo isto será realidade por aqui?