VII CBUC – Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação destaca a proteção dos oceanos

“Este ano, o congresso será realizado pela segunda vez no Nordeste, desta vez em Natal (RN), serão destacadas a importância econômica das unidades de conservação e a proteção dos oceanos. Com a temática: Áreas protegidas: um oceano de riquezas e biodiversidade”

A palavra “proteção” já explica muito do objetivo das Unidades de Conservação que foram criadas pelo poder público (Lei nº 1560/2005), esta ferramenta permite a hamonia entre o cuidado com a biodiversidade e o desenvolvimento econômico e social dos Estados. São importantes para contribuir diretamente na conservação do patrimônio natural e cultural, possibilitando a redução das pressões causadas por algumas atividades humanas, favorecendo ao baixo impacto ambiental, transformando-se em locais de referência para o convívio e apreciação que a natureza protegida oferece.

Pensando nisto que a Fundação Grupo Boticário iniciou há 15 anos a realização do Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação (CBUC) um dos maiores e mais renomados da América Latina nesta área. Os congressos reúnem os principais especialistas do Brasil e do mundo em quatro dias de atividades que propiciam a troca de experiências, a aproximação entre as pessoas e servem de inspiração e motivação para aqueles que trabalham à frente das áreas naturais protegidas.

Durantes estes 15 anos várias atividades foram criadas por meio do evento, assim como em 2000, que o evento ofereceu apoio ao firme posicionamento do governo estadual do Mato Grosso do Sul pela criação do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, a primeira unidade de conservação federal daquele Estado, que estava sendo judicialmente questionada. Já em 2009, em conjunto com o Congresso aconteceu a III Mostra de Conservação da Natureza e o II Simpósio Internacional de Conservação da Natureza. Diversos temas foram tratados nos quatro dias do evento, que aconteceu em Curitiba (PR), com destaque para as mudanças climáticas e seus efeitos sobre a biodiversidade mundial.

E este ano o congresso está sendo realizado pela segunda vez no Nordeste, desta vez em Natal (RN). Neste VII CBUC, serão destacadas a importância econômica das unidades de conservação e a proteção dos oceanos.

O Naturatins (Instituto Natureza do Tocantins) está participando do evento. Quer saber de tudo que ocorreu e está ocorrendo no evento? O portal (o) eco está fazendo uma ótima cobertura.

Mais informações:

 

Local: Centro de Convenções de Natal, RN

Data: 23 a 27/09/2012

Como chegar

Site

Programação

Redes sócias:

 

Facebook /fundacaogrupoboticario | Twitter @fund_boticario

 

Saiba que:

 

As Unidades de Conservação são divididas em duas categorias, as de uso sustentável, no qual têm o objetivo de disciplinar o processo de uso e ocupação do solo e promover a proteção dos recursos naturais que se encontram em seus limites. E as de proteção integral, que é exclusivamente por áreas públicas e têm por objetivo à preservação integral de ambientes naturais com características de grande relevância ecológica, beleza cênica, cultural, educativo e recreativo.

 

No Estado do Tocantins temos:

 

Uso sustentável

APA – Foz do Rio Santa Tereza

APA – Ilha do Bananal / Cantão

APA – Jalapão

APA – Lago de Palmas

APA – Lago de Peixe / Angical

APA – Lago de Santa Isabel

APA – Nascentes de Araguaína

APA – Serra do Lajeado

 

Proteção integral

Monumento Natural das Árvores Fossilizadas

Parque Estadual do Cantão

Parque Estadual do Jalapão

Parque Estadual do Lajeado