A caça às baleias no Japão foi cancelada

Fiquei de olho nesta “novela” por dias, na verdade por anos. Saía uma notícia aqui e outra ali, mas nada muito concreto, os ativistas há anos brigando por isto, eu confesso que sempre tive fé, mas eu preferia assistir de longe. Até que hoje me deparo com esta notícia, “ Cercado por protestos de todos os lados, o Japão desiste da caça às baleias, em plena meia-estação” do dia 18 de fevereiro. Achei um máximo, afinal a fé no qual eu tinha em relação ao trabalho dos ativistas, reinou!

Após intensas manifestações de repúdio por parte de ativistas, o Japão abriu mão das suas atividades baleeiras no Santuário de Proteção do Oceano Antártico Sul, em plena meia-estação, no momento em que os países latino-americanos exigiram que aquela nação pusesse um fim à matança de baleias.  

Ato este que certamente foi muito comemorado pelas ONGs e pelos países que não aprovam mais a matança às baleias.

1010607

Esta matéria eu li no SWPA (Sociedade Mundial de Proteção AnimaL) que é um grupo que promove o bem-estar animal e tem como “interesse”: um mundo onde o bem-estar animal importe e os maus-tratos contra os animais tenham fim!

Sendo assim eles não aprovam ações de ativistas que sejam ilegais, ou que ponham em risco vidas humanas, mas o que não se deve negar é que há de se comemorar, afinal, saber que a frota baleeira japonesa tenha decidido se retirar da Antártica, e de que centenas de baleias serão salvas dos arpões dos caçadores é louvável! Mas ainda nãos e sabe se foram embora definitivamente.

Embora o mundo comemore este feito, ainda há inúmeras baleias sofrendo em outros lugares.

Apesar da trégua temporária às baleias nos mares do Hemisfério Sul, o Japão também caça baleias no Pacífico Norte, e mais de mil animais dessa espécie ainda são submetidos, a cada ano, a uma morte lenta e dolorosa nas águas da Noruega e da Islândia.

fin_whale_350_tcm28-1392

Mas o WSPA vai trabalhando em paralelo também, no ano passado eles conseguiram recolher mais de 100.000 assinaturas exigindo que a Noruega pusesse um fim à sua cruel caça comercial às baleias. O que foi visto como o maior manifestação de repúdio à caça de baleias na Noruega.

Gosto de manifestações, sou totalmente a favor, desde que pacíficas. Acho que na conversa pode-se abrir portas para várias outras possibilidades até jamais pensadas. Quando há a cooperação dos indivíduos em uma causa aparentemente nobre e sensata, aí sim percebe-se que o mundo/humanidade está caminhando no sentido certo.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

4 comentários em “A caça às baleias no Japão foi cancelada

  • 15 de março de 2011 em 21:12
    Permalink

    Esta notícia foi publicada dia 10/03/2011 e no dia 11/03/2011 a natureza se rebelou contra o Japão… estranhooooo !!!!

  • 23 de novembro de 2011 em 21:20
    Permalink

    Interessei-me pelo assusto, por conta de um documentário que passou ainda pouco na televisão. Este documentário tratava exatamente da caça desenfreada à baleias na Noruega; País que exporta os produtos provindos da caça para o Japão , já que o número de baleias mortas supera o número de consumidores dentro do próprio país.
    Creio que a humanidade tende a decair ainda mais em questões ambientais, poluição, extinção de animais e ate mesmo em meio ao desmatamento. E o FATO é o de que não importa quantas reuniões sejam feitas ou mesmo conferências o ser humano só irá entender o resultado de suas ações quando forem atingidos pelas consequências de seus próprios atos , “Isso se entenderem”. Sei que tudo isso parece um pouco pessimista , mas é a realidade que está à nossa frente e só nos resta espera-lá.

  • 23 de novembro de 2011 em 21:20
    Permalink

    Interessei-me pelo assusto, por conta de um documentário que passou ainda pouco na televisão. Este documentário tratava exatamente da caça desenfreada à baleias na Noruega; País que exporta os produtos provindos da caça para o Japão , já que o número de baleias mortas supera o número de consumidores dentro do próprio país.
    Creio que a humanidade tende a decair ainda mais em questões ambientais, poluição, extinção de animais e ate mesmo em meio ao desmatamento. E o FATO é o de que não importa quantas reuniões sejam feitas ou mesmo conferências o ser humano só irá entender o resultado de suas ações quando forem atingidos pelas consequências de seus próprios atos , “Isso se entenderem”. Sei que tudo isso parece um pouco pessimista , mas é a realidade que está

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.