Alunos do Pronatec de Taguatinga e Tocantinópolis têm aulas práticas em agronegócio

Por Tânia Caldas
Fotos – Acervo Agetec

Em Tocantinópolis, alunos do Pronatec tem aula em granja

Em Tocantinópolis, alunos do Pronatec tem aula em granja

Com objetivo de aliar teoria à prática, na última sexta-feira, 30, alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) do curso de agronegócio de Taguatinga, município distante 466 km de Palmas tiveram aulas práticas em uma usina de calcário. Já os estudantes de Tocantinópolis, a 525 km da Capital, tiveram aulas práticas uma granja de frangos.

Na usina de calcário os alunos do Polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB) de Taguatinga tiveram a oportunidade de acompanhar o trabalho de exploração do minério desde a mina, onde está a matéria prima, até ao processo final da produção. Também conhecerem todos os equipamentos tecnológicos usados pela empresa.

“Aqui na cidade só víamos os caminhões passarem cheios de calcário. Não sabíamos como era processado. Com a visita à Usina, vimos tudo, desde a explosão da mina, até o produto virar pó. Além de aprendermos que o calcário serve para fazer a correção do solo. Também acompanhamos a produção de brita, muito usada na construção civil”, esclarece a estudante Clene Pereira Lima, 40 anos.

Alunos do Pronatec tem aula prática em usina de calcário

Alunos do Pronatec tem aula prática em usina de calcário

Para Josélia Ferreira Martins da Silva, coordenadora do Pronatec do Pólo, a visita alcançou a finalidade. “Após essa aula prática, vamos agora agendar com a indústria de água mineral, na zona rural da cidade. Lá os alunos também terão a oportunidade de vivenciar a realidade de produção. Temos que motivá-los e incentivá-los para relacionar as aulas teóricas com o dia a dia das empresas”, ressaltou a coordenadora.

Já no município de Tocantinópolis, os alunos conheceram como é o cotidiano de uma granja que há oito anos produz frangos. Conforme a coordenadora do sistema da Rede e-Tec Brasil, naquela cidade, Marly Pereira Monteiro, foi elaborado juntamente com os alunos um questionário de perguntas, com as quais foi possível entender o funcionamento da granja.

“Entre os motivos desta visita estão fatores como a informatização. Esta é a única granja da região que usa da informatização nos distribuidores de água e ração. Além do resfriamento que ocorre constantemente”. A coordenadora também acrescentou que os alunos tiveram outros conhecimentos relativos ao curso, a exemplo da importância da dedetização de todos os caminhões.

Nestes dois municípios os cursos do Pronatec são ofertados por meio de parceria entre da Agência Tocantinense de Ciência, Tecnologia e Inovação (Agetec), Universidade Aberta do Brasil (UAB) e Rede e-Tec Brasil, que juntas tem como propósito ampliar e democratizar o acesso a cursos técnicos de nível médio, públicos e gratuitos, em regime de colaboração entre União, Estados, Distrito Federal e municípios.

Fonte: SECOM/TO