Em meio a pandemia, Ecam e parceiros apoiam comunidades tradicionais de 9 estados

Mais de 6,5 mil Cestas básicas e kits de higiene fazem parte das doações, além de equipamentos médicos como as 10 mil máscaras entregues.

person gather hand and foot in center
Photo by Pixabay on Pexels.com

A Ecam (Equipe de Conservação da Amazônia) juntou forças com seus parceiros para realizar novas entregas de materiais de apoio para povos e comunidades tradicionais durante a pandemia de Covid-19. A iniciativa está sendo realizada desde abril deste ano e já apoiou 9 estados: Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Rondônia e Tocantins. As comunidades estão recebendo doações de cestas básicas, kits de higiene, materiais informativos de prevenção à Covid, além de outros recursos para enfrentamento do vírus.

A rede de apoio, entre Ecam e diversos parceiros, surgiu a partir da identificação de problemas que essas comunidades vinham enfrentando desde o início da pandemia, como dificuldade para escoamento da produção, e, consequentemente, aumento da insegurança alimentar, difícil acesso a materiais informativos e de prevenção e pouco acesso a serviços básicos de saúde. “Diante deste cenário, a Ecam enquanto parceira de associações e comunidades tradicionais, tem tentado contribuir com ações emergenciais voltadas para as comunidades mais vulneráveis, com o objetivo de amenizar, o máximo possível, os impactos que a pandemia tem causado, apoiando  com alimentação, máscaras e  materiais informativos”, explica Meline Machado, coordenadora de projetos da Ecam. 

Pensando na atual situação dessas comunidades, a iniciativa, só nos meses de julho e agosto, doou mais de 9 mil máscaras e cerca de 1,5 mil cestas básicas e kits de higiene, para comunidades indígenas, quilombolas e urbanas, do Estado do Pará, Mato Grosso, Tocantins e Amazonas. No mês de agosto, também foi realizada uma entrega emergencial  de equipamentos médicos à Unidade de Cuidados Paliativos Indígena (UCPI) da Aldeia Sede da Terra Indígena Alto Rio Guamá (PA).  “As comunidades têm sofrido ainda mais por terem pouco acesso à saúde,  então vimos nas doações uma forma de  apoiar as unidades de saúde que estão distantes dos centros urbanos, com a entrega de termômetros, máscaras com reservatórios, cilindros de oxigênio, entre outros equipamentos de extrema necessidade”, complementa Meline. 

Desde abril, a Iniciativa já apoiou cerca de 90 comunidades e territórios tradicionais e  urbanos, com um total de mais de 10 mil máscaras, 6, 5 mil cestas básicas e Kits de higiene, além de equipamentos a unidades de saúde e materiais informativos, como banners, folders e anúncios em mídias locais¹. A Ecam ainda tem ações previstas para os próximos meses. 

Essas ações contaram com a parceria e apoio de diversas organizações e movimentos representativos como a CONAQ, ARQMO, Malungu, Zane Kag Haw, AGITASI, CGPH, APIM, Coopaflora, Google, Programa Territórios Sustentáveis, Rainforest Fund, entre outros. Além do apoio financeiro de parceiros da Ecam de longa data, também contamos com recursos de “vaquinhas” virtuais e outros financiamentos coletivos.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do Portal VivoVerde, nascida e residente de Minaçu/GO e há 12 anos escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduada em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultor, ministra treinamentos nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @VivoVerde | Instagram: @DaianeVV | 063999990294

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.