#RockinRio terá energia limpa com “árvores solares” para o público que visitar o evento

Árvore de energia solar OPTree, no Rio de Janeiro. que será instalada na Cidade do Rock no Rock in Rio 2017 (Foto: Divulgação)

Árvore de energia solar OPTree, no Rio de Janeiro. que será instalada na Cidade do Rock no Rock in Rio 2017 (Foto: Divulgação)

A Cidade do Rock terá mais uma grande novidade nesta edição, agora com foco no meio ambiente. Aproveitando o Amazonia Live, que convoca a população a se engajar na causa do meio ambiente e colaborar com doação de árvores, o festival traz como proposta a colocação de árvores espalhadas pelo parque. Mas o que o público não sabe é que entre as plantas que serão colocadas está a OPTree,  um gerador fotovoltaico em formato de árvore que transforma luz solar em energia elétrica. Para tornar esta ação viável, a organização do festival acaba de fechar uma parceria com a Comerc Energia e a Sunew, as empresas que desenvolveram o projeto e as “árvores”.

A OPTree é um produto inovador, com design e que trabalha o conceito da energia limpa da melhor forma possível, além de oferecer inúmeros benefícios aos usuários, como por exemplo a possibilidade de carregar um celular, lâmpadas e até roteadores de internet. Suas “folhas”, leves, flexíveis e sustentáveis, são produzidas com os Filmes Fotovoltaicos Orgânicos, conhecidos como OPV (Organic Photovoltaics) e que representam a terceira geração de células solares.  As árvores foram desenvolvidas 100% no Brasil e podem ser instaladas em praças públicas, parques, calçadão de praias, jardins de museus, entre outros.

OPTree instalado no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

OPTree instalado no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

 

De acordo com a organização do Rock in Rio, cinco OPTrees serão instaladas na Cidade do Rock — quatro espalhadas pelo parque e uma na área VIP. “Estas árvores foram pensadas para serem instaladas em áreas públicas e, no Rock in Rio, com a energia gerada por elas, reforçamos para o público que é possível, sim, contribuir para o meio ambiente de forma prática e muito simples. Queremos que o mote do Amazonia Live esteja vivo na Cidade do Rock e as OPTrees  traduzem exatamente o olhar que estamos dando à natureza ”, afirma Roberta Coelho, diretora de projetos especiais do Rock in Rio.

O Amazonia Live é o projeto socioambiental do Rock in Rio que visa restaurar mais de 400 hectares de floresta desmatada nas cabeceiras e nascentes do Rio Xingu, entre outras áreas emergenciais. O início do projeto aconteceu em abril de 2016 e o objetivo é que sejam plantadas 4 milhões de árvores até 2019. Todos podem se engajar na causa fazendo sua contribuição no www.amazonialive.com.br.

Projeto Por um Mundo Melhor do Rock in Rio

Muito mais que um evento de música, o Rock in Rio pauta-se também por ser um evento responsável e sustentável.  Em 2001, através do projeto social “Por um mundo melhor”, assumiu o compromisso de consciencializar as pessoas para o fato de que pequenas atitudes no dia-a-dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, o Rock in Rio recebeu a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis, um reconhecimento do poder realizador da marca que desenvolve diversas ações com vista à construção de um mundo melhor, como a criação de 182.500 empregos diretos e indiretos no total das 17 edições, e mais de R$ 71 milhões investidos em causas socioambientais e a construção de um legado positivo para as cidades onde o evento é realizado.