Amianto: vilão ou mocinho?

Ligo ontem para minha mãe em Minaçu/GO e ela me diz que várias pessoas foram para Brasília para participarem de um protesto em prol ao NÃO fechamento da empresa SAMA – Mineradora de amianto (e NÃO ao banimento to AMIANTO CRISOTILA). Na verdade nem sabia que a coisa estava tão feia assim, procurei ontem mesmo sobre o assunto na internet e não encontrei nada apenas sitações sobre a fibra e tal.

Fui para o twitter (claro) para ver o que diziam sobre ele e foi inevitável … achei estes tweets de imediato:

@renatamachado Quantas pessoas têm a experiência de pegar um engarrafamento na Esplanada em virtude de uma manifestação a favor do amianto crisotila???

@nandabarreto inacreditável: manifestação a favor do amianto na esplanada dos ministérios.

Por fim, vejo que ela é contra a manifestação em outro tweet dela.

Hoje pela manhã ainda curiosa pela repercusão (que não está havendo e isto me deixa furiosa) procuro mais coisas sobre o amianto e mencontro um post no Blog do Omar que achei magnífico, ele apresenta ambas as partes desta problemática, sem dar sua opnião é claro. Para ver o poste na integra CLIQUE AQUI.

E comentei o seguinte (ainda esperando aprovação):

Olá!

Olha, eu sou praticamente filha do amianto… tenho 24 anos e nasci em Minaçu/GO, cidade onde situa-se a mineradora de Amianto Crisotila, meu pai foi funcionário da empresa durante 20 anos, somos TODOS saudaveis, meu pai logo que saiu da empresa foi obrigado a fazer exames anuais na UNICAMP para saber se haveria algum problema, e isto nunca foi diagnosticado, tanto que agora (ja faz quase ou masi de 10 anos que meu pai se aposentou pela SAMA) ele necessita fazer estes exames apenas de 5 em 5 anos.

Eu também, durante meu período de faculdade ( sou Engenheira Ambiental) fiz um estágio na empresa SAMA por um mês, onde pude conhecer e trabalhar por toda a parte ambiental da empresa, no qual o seu controle ambiental é perfeito, não apenas enquanto material particulado suspenso no ar, mas diante a todos os assuntos ambientais.

Fui também criada em volta deste presuposto de que o Amianto anfibólium faria mau a saúde e a empresa sempre deixou isto bem claro… mas a diferença entre o amianto crisotila e o anfibólio é gritante … para quem não conhece… (leigos) fica fácil falar mal do amianto em sí…

Com toda esta problemática que assola o uso do amianto, eu fico indignada com a ignorância de alguns, seria muito mais fácil tentar comprender como é o processo da empresa na parte de manufaturação da fibra e todos os selos que ela tem, inclusive a ISO 14000, de qualidade ambiental… e tenho certeza que ela está sempre de portas abertas para quem quiser ver de perto..

Fica aqui minha ideia quanto a isto, quero dizer também que seu post está magnífico, é sempre bom ler posts de exclarecdimento, mesmo que o blogueiro não coloque seu ponto de vista.

E também, q eu não sou a favor do AMIANTO, e sim.. sou afavor do uso controlado do amianto crisotila, que eu sei que é totalmente viável e responsável aqui no Brasil!

Abraços

Esqueci de mencionar que na empresa há locais onde o índice de particulado é ZERO dentro da empresa, que a diferença entre o amianto crisotila e anfibólio, de uma forma bem simples é que um (crisotila) a ponta da fibra é arredondada o que dificulta a penetração da fibra no pulmão e a outra (anfibólio) é pontiaguda, o que favorece a esta penetração da fibra, podendo provocar a asbestose (doença provocada pela inalação constante de amianto anfibólio – câncer). Além do que gosto de mencionar que o amianto é prejudicial por INALAÇÃO e NÃO por ingestão, ou seja, falar que tomar água de caixa dágua feita de amianto pode ser prejudicial? até pode… PARA QUEM DEIXA ELA ABERTA (DENGUE) PARA QUEM NÃO LIMPA A CAIXA DÁGUA. AÍ SIM!!!

No mais é só, ainda não sei o que deu a manifestação em Brasília mas assim q eu souber aviso aqui ou no twitter.

Engenheira Daiane Santana.

___________

  • Entre em contato comigo via Twitter.

Sugestões e dúvidas: daianeea@gmail.com

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

12 comentários em “Amianto: vilão ou mocinho?

  • 17 de abril de 2009 em 11:53
    Permalink

    Oi, Daiane. A discussão em torno do amianto não é de hoje e o tema sempre vai ser polêmico. O ideal seria desenvolver matérias-primas alternativas para a matéria-prima e substituir ao udo do amianto. Será que não seria uma boa ideia?
    beijos

  • 17 de abril de 2009 em 15:01
    Permalink

    Ola Daiane,
    venho comunicar que lá no meu blog tem 4 selos para esse excelente seu blog… Fique a vontade para busca los!!! 🙂

  • 17 de abril de 2009 em 15:58
    Permalink

    Parabéns Daiane,

    Bom se todas as pessoas que conhecem a realidade do amianto crisotila, fizessem como você e defendessem o nosso bem mineral.

  • 17 de abril de 2009 em 16:05
    Permalink

    @Clarissa, acho que vc não entendeu minha menssagem, ou nem sequer leu meu poste, afinal de contas EU DEFENDO o uso consciente do amianto crisotila, e isto inclui a extrasão, o que eh o mais evidente no caso.

    E tb .. matérias-primas que possam substituir outra MP sempre são bem vindas… nada contra .. mas neste caso.. nós n estamos muito preocupados com um produto destes não… rs

  • 17 de abril de 2009 em 16:07
    Permalink

    @Marcelino – muito obrigada, eu denfendo com unhas e dentes rs

    Mas é bem por aí, quem entende a produção e tal tem propriedade para falar, agora quem não sabe de NADA acha* que tem, e isto q dá nos nervos mesmo rs

    abraços

  • 18 de abril de 2009 em 1:02
    Permalink

    Moro em Minaçu há 26 anos e dentro da vila SAMA, criei meus filhos brincando,passeando e estudando aqui. Meu esposo trabalha há vários anos, eu tmabém já trabalhei e defendo o uso controlado do amianto crisotila, pois minha familia vai muito bem,mesmo convivendo todos esses anos aqui.

    O que falta para muitas pessoas é conhecer a a nossa realidade e o funcionamento da usina,mas muitos não conhecem e falam pelo que houvem,fico com pena de tantas pessoas tão esclarecidades mas muito ignorantes e preconceituosos com relação ao amianto.Temos vários apresentadores de TV que vivem falando mal do amianto.

    Essas pessoas que falam sem conhecer o produto que se sintam a vontade pra virem ao nosso municipio,conhecer a usina, o processo da maufaturação da fibra e as pessoas que aqui trabalham,moram e dependem dela pra sobreviverem, e com certeza que sairão daqui com outro conceito sobre esta fibra tão condenada que é o amianto

    Querem banir não por ser prejudicial, mas por interesses economicos de grupos internacionais e para colocarem uma fibra que ninguém conhece nem sabem,quais maléficios podem nos trazer.

    Será que o cigarro, o cimento, a cal,o ferro e tantos outros produtos que com seu uso sem controle também não matam?
    Porque querem cruxificar apenas os trabalhadores da mina de amianto…

    Essas pessoas que falam sem conhecer o produto que se sintam a vontade pra virem ao nosso municipio,conhecerem a usina e as pessoas que aqui trabalham,moram e dependem dela pra sobreviverem, e com certeza sairão daqui com outro conceito sobre esta fibra tão condenada que é o amianto crisotila.

    Fomos a esta manifestação aliás foram milhares de pessoas da nossa cidade, e outros estados como, Minas Gerais, Rio de Janeiro,São Paulo, Bahia e outros, pra mostrarem aos engravatados de gabinete que nunca vieram conhecer nossa realidade e querem acabar com milhares de empregos, que queremos sim trabalhar com amianto crisotila, mas com controle e qualidade de vida que temos aqui.
    Mas engraçado que isto a imprensa não foi mostrar, poucos apareceram.

  • 21 de abril de 2009 em 22:45
    Permalink

    Martins, quero falar para todos que nos Estados Unidos houve uma grande contaminação de trabalhadores etc…se deu por um mineral chamado vermiculita, que não tem nada haver com telhas e caixas d agua aqui no Brasil, mas foi classificado naquele pais como asbestos.

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • Pingback:Diego Cabral Camara

  • Pingback:O Amianto e os Problemas da Imprensa | O Crepúsculo - Textos, Crônicas, Contos, Opinião, Entretenimento, Variedades, Curiosidades, Música, Cinema, TV, Games

  • Pingback:EU MATO A COBRA E MOSTRO O PAU! | S u s p e n s a . info | 4.0

  • Pingback:Vivo Verde » Eu mato a cobra e mostro o pau! #15 Suspensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.