Boletins com classificações de riscos de incêndios florestais já reduziu os focos de incêndios em 23%

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) já divulgou mais de 100 boletins diários sobre os riscos de incêndios florestais no Estado através de seu site institucional e redes sociais, incluindo o WhatsApp Ambiental por meio de lista de transmissão, com informações sobre as variáveis meteorológicas.

O boletim apresenta dados que indicam a oscilação de temperatura, velocidade do vento e umidade relativa do ar. Em relação à temperatura, quanto mais alta ela for, maior será o risco de incêndios florestais, assim como ocorre com a velocidade do vento. Já em relação a umidade do ar, quanto menor ela for, maior será o risco.

A fonte dos dados é do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e a divulgação segue até novembro, mês estimado para o início das chuvas. Para se cadastrar e receber os Boletins Diários em primeira mão, os interessados devem enviar nome completo, cidade que reside e o número de telefone para o e-mail meioambiente@secom.to.gov.br ou ainda entrar em contato pelo próprio WhatsApp Ambiental (63) 99988-0030.

A divulgação diária dos boletins tem contribuído significativamente com a redução dos focos de incêndios em todo o Estado. Segundo a última atualização do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Tocantins reduziu 23% em comparação ao mesmo período do ano passado, em que o levantamento apontava que de 01 de janeiro a 10 de setembro de 2019 foram registrados 8815 focos de queimadas, enquanto nesta atualização apresentou 6759 focos. Vale ressaltar que, da totalidade das queimadas no Estado, 98% se concentram no bioma Cerrado, sendo somente 2% no bioma Amazônia.

A prática de queimadas para qualquer fim está proibida no Tocantins pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), desde o dia 13 de julho, até o dia 13 de novembro de 2020, pela Portaria nº 084/2020, publicada no Diário Oficial do Estado, de 07 de julho de 2020, devido aos riscos ambientais e ameaças de incêndios no período de estiagem, ficando invalidadas todas as autorizações emitidas anteriormente.

Por Luíza Caetano/Governo do Tocantins.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do Portal VivoVerde, nascida e residente de Minaçu/GO e há 12 anos escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduada em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultor, ministra treinamentos nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @VivoVerde | Instagram: @DaianeVV | 063999990294

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.