Mídias sociais e o meio ambiente

Olá pessoal!

Esta noite assisti uma palestra na web sobre mídias sociais e a escola no século 21 (vídeo abaixo ou CLIQUE AQUI), para quem não sabe as Mídias Sociais são espaços de interação entre usuários. São considerados exemplos de mídias sociais: blogs, redes sociais (Orkut), fóruns, e-groups, instant messengers, wikis, sites de Sharing (YouTube, Flickr). Nestes canais, as pessoas podem dialogar e compartilhar informação.

Um blog como este é uma forma de mídia social, pois mais do que anunciar, ele tem o intuito de analisar as opiniões sobre um tema e fazer com que se torne uma discussão. Mais do que divulgar, é discutir os aspectos positivos e negativos de um serviço ou de uma ideia (critério) utilizado aqui ou alí afavor da sustentabilidade, do desemvolvimento, do desempenho ambiental (seja o termo que queira usar) , afim de direcionar os esforços deste meio de comunicação, encurtando ainda mais a área de conhecimento de cada um.

Muitas são estas formas de mídias socias voltadas para o meio ambiente (VEJA), os blogs são a mais pura forma de expressar este laço e ajudar em uma compreeção que diariamente é imposta a cada um de nós, saber que não se pode jogar lixo na rua é fato, ver uma pessoa jogando também, achar que isso não vai te prejudicar em nada também é um fato, mas saber que isto pode prejudicar algum ser vivo que se encontra em algum efluente ou mesmo no mar, já é distante de mais para o pensamento humano.

Talvez pequenos assuntos ambientais repassados de forma simples como … quantas vezes bate um beija-flor as suas asas por segundo? Resposta: de 50 a 80 vezes por segundo, possa gerar assuntos entre rodas de amigos, conversas familiares na mesa do jantar, entre outras ocasiões. Talvez uma comunidade no orkut que divulgue ideias e projetos possa aflorar a curiosidade de alguem fazendo com que haja uma interação, o próprio Twitter nos ajuda nisto também.

Enfim, o que quero apresentar-lhes é que os assuntos ambientais criam forças maiores a cada dia e as mídias sociais são um grande aliado para esta conquista.

Havia falado sobre o vídeo né? Então aí está ele, é uma palestra de Luli Radfahrer, com o título “Para que serve uma monocotiledônea – (nerds, mídias sociais e a escola do século 21) “de uma forma bem tranquila e que foi indicado por Guilerme Euler.

Daiane Santana
_____________
– Pessoal vote no TOP30 aí do lado!
– PARTICIPE do VIVOVERDE PERGUNTA!
– Entre na Comunidade do VIVOVERDE!
– Procuro parcerias, entre em contato!

Sugestões e dúvidas: daianeea@gmail.com

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

3 comentários em “Mídias sociais e o meio ambiente

  • 27 de janeiro de 2009 em 5:30
    Permalink

    acho que é a melhor coisa que poderia ler a essa hora da manhã.

    depois volto aqui e dou uma olhada nesse vídeo 😉

    bacana o blog ;*

  • 27 de janeiro de 2009 em 6:07
    Permalink

    Obrigada dani huhuhuh

    🙂

  • 27 de janeiro de 2009 em 13:08
    Permalink

    Good!

    Não sei até que ponto a comunidade virtual é realmente ativista. Acho que a aplicação prática de qualquer comunidade virtual (nesse sentido) é unicamente informativa.

    Sim, um site que eu queria compartilhar com vc (daria um bom post, não? :p)
    >> http://www.storyofstuff.com/index.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.