Uma análise sobre os mitos verdes

Ontem saiu no site MSN Verde os 5 mitos verdes, e a leitora Poliana Macedo pediu que eu comentasse sobre a matéria. E aqui estou eu, de início dou os parabéns a quem fez, pois conseguiu deixar de uma forma bem clara os conceitos de desempenho ambiental.

A primeira questão abordada foi:

  • MITO –Alimentos orgânicos são sempre a melhor opção

Não necessariamente. Carne, laticínios, ovos, frutas e vegetais orgânicos são bons porque não contêm antibióticos, hormônios ou pesticidas e fertilizantes sintéticos, além de serem produzidos de um modo sustentável, sem agredir o solo ou o planeta.

Oque a matéria quiz focar mesmo é que eles nem sempre são as melhores opções pois eles são produzidos geralmente longe dos locais onde serão revendidos, e isto gera um um custo, e ainda mais precisa-se de transporte para isto, facilitando então o aumento do consumo e queima de c0mbustível fóssil, o que acarreta no aumento da liberação de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera. Contribuindo assim para o tão famoso efeito estufa (eu já até acho bonitinha esta expresão.. do tanto que falam dela.. )

E ainda fica a dica: comprar sempre alimentos locais. Se eles puderem ser também orgânicos, melhor ainda!

  • MITO – Carros híbridos são mais ecológicos

O que é? – Um carro híbrido contém peças com a combinação de veículos a gasolina e elétricos, uma tentativa de obter o melhor de dois mundos.

Carros híbridos têm a fama de emitir menos gases prejudiciais ao meio ambiente do que os não-híbridos

Mas o que pega é que antes de você pensar em trocar de veículo é bom lembrar que, há todo um custo ambiental para produzir um novo carro e mais … […] se o seu novo híbrido for um SUV, ele emitirá mais poluição do que um compacto não-híbrido […].

Fica a dica: O melhor mesmo é caminhar (caso o destino for próximo), andar de bicicleta que denigre em quase zero o meio e ainda tem o uso de transporte público, que muita gente reclama mas ainda é uma boa escolha se for pensar ambientalmente.

  • MITO – Desligar o ar-condicionado do carro ao dirigir economiza combustível

Na verdade, dirigir com as janelas abertas cria tanta resistência que todo combustível economizado por desligar o ar condicionado é gasto por conta do esforço maior que o motor do carro precisa fazer. Claro que a pior opção é fazer os dois: ligar o ar e abrir a janela. Da mesma maneira, o contrário é o ideal: manter as janelas fechadas e desligar o ar, mas aí, prepare-se para suar!

Não preciso nem comentar, acho que muitos leitores vão apenas… adorar saber disto … física .. é a física que tanto amamos, agora ainda mais!!

  • MITO – Se todos plantarem muitas árvores, o aquecimento global será revertido

ao ‘respirar’, as florestas ajudam a diminuir a temperatura e a quantidade de poluentes do ar e que suas folhas absorvem a luz do Sol, ajudando a resfriar o planeta

Até então, certinho! Mas o que a matéria evidência e com grande clareza é que não adianta sair plantando em tudo quanto é lugar, nào digo aqui para nós brasileiros, por se tratar de uma região tropical e próximo a linha do Equador, está mais doque certo sair plantando árvores… pois absorvem (ou seqüestram) CO2, o que ajuda a diminuir a temperatura global realmente. Mas, as localizadas longe desta área (Linha do Equador) mais elas tentarão que reter calor, elevando a temperatura do ambiente.

Agora, se você nunca nem plantou uma árvore, e nem sabe quando fará isto, fica a dica de apoiar um programa de reflorestamento ou de compensação de emissão de carbono, claro que agora você vai se informar antes do lugar, são entidades que lutam contra o desmatamento das florestas tropicais e equatoriais.

  • MITO – Viver uma vida verde é muito caro

Ser verde não significa consumir um monte de produtos ecológicos. Não consumir é sempre uma alternativa – a melhor. Na verdade, viver uma vida verde e viver uma vida simples é quase a mesma coisa.

E a matéria ainda mostra algumas alternativas que fazem da sua vida mais verde e o que todo mundo busca, mais barata… veja algumas:

– Consumir menos carne;
– Comprar mais em lojas de segunda mão. Vale tudo: brinquedos, roupas, móveis…;
– Se inscrever na biblioteca pública;
– Tirando equipamentos eletrônicos que não estão em uso da tomada;
– Economizar água.

Há… adorei a matéria, uma boa análise, visão de como é observado o impacto ambiental e de forma simples e objetiva.


___________

  • Entre em contato comigo via Twitter.

Sugestões e dúvidas: contato@vivoverde.com.br

 

 

 

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do Portal VivoVerde, nascida e residente de Minaçu/GO e há 12 anos escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduada em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultor, ministra treinamentos nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @VivoVerde | Instagram: @DaianeVV | 063999990294

2 comentários em “Uma análise sobre os mitos verdes

  • 20 de maio de 2009 em 8:04
    Permalink

    Olá Daiane,

    Sobre o mito do ar condicionado, se estivermos rodando em uma rodovia aonde a velocidade é constante e alta, eu concordo.

    Porém se formos rodar na cidade, o mais econômico ainda é andar com a janela aberta e o ar desligado.

    Sobre o viver uma vida verde é caro, concordo plenamente que devemos consumir menos.

    Postei no meu blog um vídeo interessante sobre o consumismo, faça uma visitinha http:\\dicasdodi.blogspot.com

    Parabéns pelo blog, muito legal!

  • 20 de maio de 2009 em 8:47
    Permalink

    Estava lendo umas coisas na revista do O Globo, Magazine, e vi uma coisa que me lembrou o blog; um filme chamado “O Planeta” que vai sair no cinema. Não me lembro muito bem a data e tudo isso, mas posso ver para você depois e te falar.

    A matéria foi realmente muito interessante, principalmente a parte do “Viver uma vida verde é muito caro”.

    Beijos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.