A glória de manhã, ralo, boca de sino ou simplesmente vertedouro

Vou começar o ano com imagens belíssimas (pelo menos eu acho). Até pensei em escrever um montão de coisas que eu gostaria que fossem reais este ano, mas descobri que posso resumir em algumas linhas, veja: A RevistaVV retornar (online ou até mesmo impressa), ter um App vinculado ao #VV, ganhar o prêmio TopBlog em Top1, fazer do VivoVerde uma marca¹, arrumar um emprego no qual eu ganhe melhor e  eu possa ser mais feliz, fazer parcerias sólidas… Acho que só (rs)
Viu como foi fácil e rápido? (tsc) Mas esta matéria não é para falar do que virá, quanto a isto me resta trabalhar e esperar #TeremosSorte!

Você provavelmente já viu estas fotos (abaixo) na internet e até pensou que alguém poderia estar te enganando… Confesso que de tão belo (eu acho demais), chega a ser curioso. Estes são vertedouros, ou podem ser chamados também de “a glória de manhã”, “ralo”, ou “boca de sino”, denominações inspiradoras né?

Para vocẽ entender melhor, estes vertedouros são um método para controlar a liberação de fluxos de uma barragem ou dique. Esses vertedouros ajudam a prevenir inundações em barragens ou a destruição de uma represa inteira (porém, aqui no brasil são utilizados na maioria das vezes, vertedouros do tipo superficial, diferente destes, daquele que somos mais acostumados a encontrar em barragens de hidrelétricas. Mas vamos as imagens:

 

Nas áreas em que a superfície do reservatório pode congelar, os boca de sino estão normalmente equipados com quebra gelo para prevenir o entupimento.

 

Curiosidade:

“O maior vertedouro do mundo é o da Usina Hidrelétrica de Tucuruí, no rio Tocantins, no Brasil, com uma capacidade de projeto calculada para a enchente decamilenar (Período de retorno igual a dez mil anos) de 110.000 m³/s.”

 

Lindos, não?

Um vertedouro é uma estrutura utilizada para fornecer a libertação controlada dos fluxos a partir de uma barragem ou dique, sendo posicionada no rio que foi represado. Comportas e fusíveis podem ser projetados em vertedouros para regular o fluxo de água e altura da barragem. Alguns vertedouros são concebidos no formato de um sino invertido para que a água possa entrar por todo o perímetro. – D&T

Mais informações: Wiki

 

Vídeo indicado pelo amigo Sérgio Oliveira: Youtube – Lake Berryessa

 

 

Fonte e inspiração: Design e Tendência

Marca¹: Um registro, com um CNPJ próprio.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.