Climategate: o escândalo da fraude do Aquecimento Global

Meu Deus, sim… Eu começo esta matéria assim. Dias atrás o @compulsivo me mandou um link que falava Climategate: Caí a verdadeira máscara do aquecimento global antropogênico”, já deu para sacar que a coisa é cabeluda né? No dia nem dei muita moral, porque achei (às vezes ainda penso que acho) que não fosse muita verdade e que poderia haver algo sujo por aí, o fato é que a história começou a se espalhar, e como diz o próprio @compulsivo, “você é a pessoa certa para postar este conteúdo no idioma de Camões…“. Então vamos lá. Em poucas palavras, surgiram algumas matérias na internet de jornais reconhecidos mostrando um escândalo que pode mudar muitas coisas caso seja COMPROVADO à farsa gigantesca sobre o aquecimento global.

charge

Peguei um conjunto de informações que estão sendo vinculadas em sites e blogs e  decidi discorrer sobre o assunto nesta matéria.

Dias atrás vários e-mails e documentos foram hackeados da Unidade de Pesquisas Climáticas da Universidade de East Anglia (CRU-EAU), pertencentes a cientistas pró-aquecimento global, até aí tudo bem, o fato é que estes documentos que serviam de comunicação entre eles mostram evidências de manipulação de dados, conspiração para falsificação de dados que comprometiam a premissa de que fatores antropogênicos aumentariam a temperatura no planeta.

Ler isto compromete todas aquelas informações que se vê falar em palestras, campanhas [2], propagandas, documentários famosíssimos, na televisão, ONG’s brigando pelo mundo, em sites e até mesmo aqui em meu blog, trabalhei uma época como estagiária na área justamente de mudanças climáticas e em um artigo usei os dados de aumentos  e diminuição de temperatura e precipitação indicados pelo IPCC, colocar isto agora átona é praticamente esvair por terra não só o meu, mas milhares de artigos científicos por aí. Será que nos fizeram de trouxas?

trouxapalhaço

Alguns e-mails relatam campanhas bem coordenadas para desbancar e desacreditar céticos do clima e evitar que sua influência acabe chegando a jornais peer-reviewed (que possuem um sistema de checagem, com um ou mais editores, para revisar e verificar a veracidade das informações de uma reportagem), e parcerias evitando liberdade de informação.

“Até agora a universidade nem os cientistas tentaram questionar a autenticidade dos documentos e emails em questão.”

Que particularmente, eu acho muito estranho. A imprensa tenta acobertar, pois é o que parece, evidenciando e-mails menos comprometedores e até ignorando a ideia de que algo foi descoberto, além de que como disse no início da matéria o caso de terem sido hackeados (BBC).

e-mail

Escrito por Phil Jones, o diretor do centro, em 1999, diz:

“Eu acabei de completar o truque na Nature (jornal científico) ao aumentar as temperaturas reais a cada série para os últimos 20 anos (ex: de 1981 até hoje) e de 1961 para keith para esconder o declínio da temperatura”,

Jornal London Telegraph.

Consideram-se este, como o maior escândalo da ciência moderna, por estes cientistas estarem envolvidos em como uma conspiração, destruição ilegal de informações meio estranhas, dificuldade organizada à divulgação, manipulação de dados e ainda falhas em seus trabalhos públicos, além de outros.

Agora o que eu achei meio louco é conciliar o climatage a um movimento de CULTO AO CLIMA, com referência à uma expansão de um poder ditatorial, global e não eleito, esfacelando poderes de Estados e nações controlando a economia global, com leis e regulamentos, ” impossível negligencias de redução de CO2 nas indústrias”, dando glórias ao ambientalismo (que eu acho meio incompetente mesmo), igualando a uma  NOVA RELIGIÃO UNIVERSAL. Será que só eu que acho isto uma loucura de tamanha relevância? Fica a cardo de vocês comentarem.

“Enquanto isto, o IPCC tentou negar a gravidade do climategate (como estão chamando o caso), alegando que não tem nenhuma influência sobre as suas conclusões sobre o aquecimento global, apesar do fato de que os cientistas da Universidade de East Anglia terem usado de intimidação e caça as bruxas acadêmicas para garantir que os dados que eles não concordavam politicamente seriam impedidos de aparecer no relatório da quarta avaliação do IPCC (AR4), que foi publicado em 2007. Fonte

CW

Mas vamos aos fatos, segundo o Site do Jornal Telegraph, há três tópicos/revelações interessantes neste documento, representação falsa, a não divulgação das informações e abuso de posição.

Representação falsa:

Vieram com todas as desculpas possíveis para dissimular os dados de base sobre a qual os seus resultados e recordes de temperatura foram baseados.

Não divulgação:

O que é que estes cientistas parecem tão ansiosos para esconder? Esta segunda revelação parece ser a mais chocante dos documentos vazada é a forma como eles mostram que os cientistas tentam manipular os dados através dos seus programas de computador tortuosos, sempre a ponto de em apenas uma direção desejada – a menor temperatura do passado e para “ajustar” as temperaturas recentes para cima.  Para transmitir a impressão de um aquecimento acelerado.

Para um cientista, não é muito difícil fazer a amostragem de dados, mas se um cientista não pode fornecer os dados brutos de apoio para a sua publicação, a sua credibilidade se torna muito baixo. Segundo se ele explicar que o descartou, aí cai por terra.

Abuso de posição:

A forma cruel em que esses acadêmicos foram determinados para silenciar qualquer perito questionamento dos resultados que têm chegado por esses métodos duvidosos – não apenas por se recusar a divulgar os seus dados de base, mas por descrédito e congelamento fora qualquer revista científica, que se atreve a publicar os seus trabalhos críticos.

Analisando todo este caso, como disse a princípio não ter dado credibilidade a este escândalo e perceber que muito se diz e pouco se comprova ainda, percebo que danos “burocráticos” ainda podem vir a ser respeitados. Se caso tenha ocorrido de fato toda esta manipulação de dados, algo irá mudar.

Molion

Mas o que deixa até feliz é que com isto tudo, alguém aqui no Brasil mesmo, parecia já prever isto, é o caso do cientista, “Luiz Carlos Baldicero Molion, que não se deixa levar pelas teses do terrorismo climático difundidas pelo ambientalismo radical, cuja maior ênfase é dada ao aquecimento global. Não quero dizer com isso que não esteja acontecendo um aquecimento do planeta. Como Molion afirma, isso é cíclico, ou não, pois depende de inúmeros fatores e não, exclusivamente, das emissões de CO2 antropogênicas (produzidas pelo homem). O eventual aquecimento global, no entanto, está sendo utilizado como pretexto para se tentar inibir o desenvolvimento sócio-econômico dos países, mormente do Terceiro Mundo, com afirmações catastrofistas sem nenhum fundamento científico, numa atitude – como Molion diz (e muitos outros autores) – «neocolonialista», coisa de fundo geopolítico e malthusiano. Fonte

Eu já conhecia esta teoria dele a tempos, acho que veio se encaixar perfeitamente no caso.

O que indigna mais, são ações que já começaram a ocorrer para que haja o cancelamento da COP-15,  acho que o banimento não é o método correto e sim uma visão diferenciada da forma que vão tratar as ações propostas no evento, já que veio a tona tudo isto. E toda ação que de uma forma ou de outra traga benefícios ao homem x meio é válido.

Há de se lembrar que não é por isto que não vamos deixar de diminuir as emissões de CO2 na atmosfera, nem por isto deixaremos de diminuir o desmatamento, pois isto está diretament e ligado a escassez de água, que é um problema global também. Ou será que os Chiseses querem um país com o ar mais poluído do que é?

Quer apimentar um pouco as coisas? ASSINE A PETIÇÃO PARA SUSPENDER O CENTRO CRU-EAU.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

26 comentários em “Climategate: o escândalo da fraude do Aquecimento Global

  • 2 de dezembro de 2009 em 12:49
    Permalink

    nss sequestro de carbono é ruim de mais néhh porra loka do caraio

  • 2 de dezembro de 2009 em 12:52
    Permalink

    nss sequestro de carbono é ruim de mais néhh porra loka do caraio
    e meu pai disse que não pode acabar com a natureza néhh seu porra de vivo verde que porra de nome é esse nssssssssss

  • 2 de dezembro de 2009 em 13:18
    Permalink

    Esse caso do climagate já tem rondado o grupo de emails da facu faz um tempinho, e sempre rondando os mesmos assuntos aqui abordados. Manipulação de dados, silenciamento dos céticos da ação antropogenica, e até mesmo sitação dos trabalhos do Molion.

    O que eu fiz, e que todo mundo deveria fazer, quando recebe esse tipo de informação é no minimo questionar. Primeiro achei falso o artigo que mandaram pro email, depois eu descobri que realmente existia o tal Climategate. Posteriormente eu busquei mais informações, já que a imprensa brasileira não sabe o que é citar fontes externas em suas noticias.

    Pelo que eu acabei encontrando, deu pra entender o por que de tanto auê em cima do tema. É muito mais fácil ler uma noticia num grande portal de internet do que gastar tempo e energia pra ler as extensas explicações do cientistas (e pra piorar, está tudo em inglês). Sem contar que o povo adora uma teoria conspiratoria, sobre o Norte rico querendo ganhar em cima do Sul pobre.

    Pela pesquisa que eu fiz, encontrei informações que explicam muito bem o por que estão fazendo tempestade em copo d’água. A quem interessar, segue os links:

    Representação falsa – Manipulação de Dados:

    http://www.desmogblog.com/michael-mann-his-own-words-stolen-cru-emails
    http://www.ncdc.noaa.gov/paleo/globalwarming/briffa.html
    http://www.realclimate.org/index.php/archives/2006/06/national-academies-synthesis-report/
    http://www.nytimes.com/2006/06/22/science/22cnd-climate.html

    Eu recomendo darem uma checada neste post:
    http://enviroknow.com/2009/11/25/climategate-the-swifthack-scandal-what-you-need-to-know/

  • 2 de dezembro de 2009 em 17:27
    Permalink

    estou pasmo… por isso achava estranho outros tipos de pesquisadores falarem que a temperatura iria cair

  • Pingback:SwiftHack Scandal: megalomania e falta de bom senso. | Kommunikation in NeTZen

  • Pingback:Douglas Costa

  • 2 de dezembro de 2009 em 21:26
    Permalink

    Vamos aos fatos: dados foram manipulados para evidenciar o aquecimento global, isso não que dizer que não esteja acontecendo ou que as anomalias climáticas não decorram da interferência humana.
    Tentativas mesmo que bem intencionadas, visando abrir os olhares das grandes massas, acabam prejudicando o trabalho sério que alguns tentam fazer.

  • 2 de dezembro de 2009 em 21:32
    Permalink

    Eu concordo com você Murius. Justamente por ter trabalhado com esta área durante um tempo e ter conhecido trabalhos sérios.

    =]

  • 2 de dezembro de 2009 em 23:15
    Permalink

    O tratado de Copenhague, tem sim, que ser barrado o quanto antes. O que decidirem lá terá consequencias trágicas para a humanidade, e tudo baseado em uma farsa, como você mesmo já viu.

    Que bom você ter se ligado pelo menos, porque se formos depender da imprensa brasileira, o povo vai ficar no escuro, ou talvez no “verde-escuro” 🙂

  • 2 de dezembro de 2009 em 23:21
    Permalink

    Biggorna, o site realclimate está enrolado nos emails também. Vários dos envolvidos no escândalo escrevem ou fazem parte do site. Nos emails é mencionado que os professores poderiam usar o site para promover suas idéias…

  • Pingback:Blog Direito Moderno

  • Pingback:Painel do Servidor

  • Pingback:Gilmar

  • 4 de dezembro de 2009 em 0:03
    Permalink

    Eu ainda não vi nenhuma matéria neste blog sobre o Black Pixel Project. Um quadradinho preto instalado no monitor do computador que ajuda à economizar energia. Achei interessante e fiz um post sobre ele no meu blog. Queria que Daiane (dona deste blog) fizesse um post falando sobre este projeto realizado pelo Greenpeace.
    Para mais informações acesse o post que fiz, divulgando o referido projeto: http://midiaeecologia.blogspot.com/2009/09/um-quadradinho-faz-toda-diferenca.html .

  • Pingback:Murilo Andrade

  • Pingback:Marcelo Barros

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • 4 de dezembro de 2009 em 19:54
    Permalink

    É realmente um assunto para uma ótima conspiração, porém contra os países sub-desenvolvidos , a princípio, não há. Pelo fato de que os maiores poluidores,EUA, estão sendo pressionados para ter alguma redução no impacto ambiental, onde eles não querem seder pelo fato de interferir diretamente em sua economia.
    Entretanto ,com base nisso, os países europes podem estar apoiando essa conscientização para tentar quebrar a economia dos EUA.
    Ou ainda mais, os EUA que se demostram duvidosos em relação ao aquecimento global, pode ter “lançado” essa dúvida, sobre esse assunto, para parar um pouco com a pressão sobre eles.
    Sem dúvida um assunto bem complexo.

    Conheci o blog pelo o NSN e já está no meus favoritos.
    Vlw

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • 5 de dezembro de 2009 em 0:51
    Permalink

    Só bomba! Jornalisticamente no que dá pra acreditar, crenças falsas, e manipulação em massa isso acontece ao menos aqui no Brasil, desde que o primeiro Jornal começou a circular, isso e histórico no Brasil, nem quero imaginar o que acontece em outros lugares.

    Homens brincando de serem deuses, climas se modificando, bom do que mesmo morreram os dinosauros…

    O sensacionalismo,a falta de visão, o poder excessivo na mão de poucos, manipulação da fé alheia, acontece até mesmo de pais para filhos, então minha gente, o negócio é mais pra cima mesmo!

    Mas mesmo com tudo isso a alienação é tão grande e a falta de educação e compromisso com o viinho é tão significante o que podemos fazer é a nossa parte e ainda sim sem se desiludir com a raça humana!

  • 5 de dezembro de 2009 em 16:17
    Permalink

    Além de um “Pesquise” o blog também tá precisando de um “Arquivo do Blog”!!

  • Pingback:Bióloga Daniela Lima

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • 21 de maio de 2011 em 8:19
    Permalink

    Olá,

    Alguns dizem que há interesses por trás desse tal de aquecimento global. Pode até haver alguns que se aproveitam no meio de uma coisa midiática tão grande, mas enquanto o absurdo empirismo dessa gente que comanda e domina essa questão não aplicar as ciências de conhecimento universal e assim continuar cometendo erros tão absurdos e elementares da física básica, podem deixar que se trata apenas de ignorância científica mesmo e, por isso, uma “conspiração” climática mundial não se sustenta. E já deram muitas provas disso, em seus “modelos” fajutos (os quais são ajustados para darem os resultados desejados, que absurdo!!), em publicações de revistas, em “previsões”, etc. Primeiro eles têm que entender bem e resolver cientificamente a questão, como eu já a resolvi, modestamente, o que o Molion não conseguiu, antes de afirmarem que há conspiração, por uma questão de lógica e bom senso.

    Quem comanda e domina essa questão no mundo é o IPCC e seus meteorologistas, climatologistas, hidrologistas, etc, os quais, para afirmar que existe aquecimento “global”, absurda e ingenuamente relacionaram um aumento de temperatura com um aumento de CO2. Mas, para constatar que há aumento do efeito estufa não basta uma simples e ingênua relação de um parâmetro com outro, pois na atmosfera há muitos outros parâmetros que precisam ser relacionados entre si para podermos realmente constatar um aumento de aquecimento atmosférico. E tais relações são baseadas na teoria física da questão, o que não se vê os profissionais acima relacionados fazerem, por isso erram tanto e tão absurdamente. E falo isso não apenas em relação às coisas que se vê na mídia, mas em relação às publicações de suas revistas internacionais, cujos artigos deveriam ser um primor de ciência, mas não são, são muitos e enormes absurdos mesmo.

    Além de eles terem relacionado somente um único parâmetro com outro, eles escolheram apenas as partes da história em que há os referidos aumentos, mas há outras partes da história em que há reduções desses parâmetros que não foram considerados por eles. É nessa hora que entra o Molion, que escolheu para suas afirmações exatamente o lado contrário dos outros, ou seja, quando os referidos parâmetros decrescem, cometendo o mesmo erro, só que do lado contrário. Vale lembrar que o Molion é tambem meteorologista e, como os outros empíricos, só depende de dados experimentais, os quais têm uma variabilidade natural complexa que confunde se as análises não forem ajudadas pela verdadeira teoria científica. Trabalhei e tenho trabalhado teórica e experimentalmente com sistemas de aquecimento atmosferico e posso dizer que quase tudo que tem sido dito sobre o tal do aquecimento “global” está essencialmente errado, inclusive pelo Molion.

    Por incrível que pareça, o ser humano é sim capaz de causar mudanças climáticas, mas não do jeito que dizem. Com poucas palavras, faço qualquer um entender como o ser humano pode sim interferir no clima. Enquanto isso, conheçam mais em sartori-aquecimentoglobal.blogspot.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.