Equipes de fiscalização do Naturatins coíbem a crimes ambientais em municípios do Estado

As equipes de fiscalização das Gerencias Regionais do Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins dos municípios de Palmas e Tocantinópolis realizaram em agosto, de 17 a 19, ações em vários municípios do Estado. As operações tiveram como objetivo coibir a pesca predatória e o tráfico de animais silvestres, além de vistoriar o processo de retirada da estruturas nas praias, após o final da temporada. Ainda nas operações, três infratores foram encaminhados para delegacia, além da apreensão de 2.011 metros de redes malhadeiras e materiais predatórios de pesca, e ainda R$ 30.500,00 em multas aplicadas.


Nos município de Ponte Alta, Santa Tereza, Novo Acordo e São Felix e Rio Sono a equipe de Palmas, em atendimento a denúncias, percorreu os rios Balsa, Mineiro, Sono, Perdido e Tocantins. No percurso foram recolhidos uma paca abatida, seis quilos de pescado das espécies pacu e curimatã, um molinete, uma tarrafa, 17 pindas, 482 metros de redes malhadeiras, entre outros materiais predatórios.

Na ação foram identificados três infratores que foram encaminhados para a delegacia de Novo Acordo, onde foi realizados os procedimentos administrativos que resultou, em R$ 30.500,00 em multas. Ainda no município os pescados e a paca foram inutilizados em uma cerâmica. De acordo com o Gerente da Unidade, Natal Castro, o pescado não foi doado à comunidade carente, pois estava em processo de decomposição.

Já os fiscais da Gerência de Tocantinópolis, se deslocaram para os municípios de Palmeiras do Tocantins, Darcinópolis, Maurilandia e Itaguatins percorrendo as mediações do rio Tocantins. Nas visitas às praias, a equipe vistoriou desde o armazenamento ao processo de limpeza e retirada do lixo e ainda recolheu 1529 metros de redes malhadeiras, 205 metros de espinhel, 19 boias, três tarrafas, duas espingardas bate – buchas, seis espingardas e sete motores de polpa. Também durante as fiscalizações as equipes orientaram ribeirinhos, pescadores quanto à importância da carteirinha de pesca emitida pelo Naturatins.

Mais fotos:

Fabio Souza

Sabe aquele tipo de pessoa, cheia de perfeccionismo e super sincera? Aquelas que têm sempre que encontrar um defeito ou uma falha em tudo?! Pois é, ele é desse jeito. E foi esse sei jeito de fazer comentários intensos, maliciosos e muito temperados, que o fez ganhar a fama de “Homem Pimenta”. Mas devo confessar que, por trás das pitadas ardentes, ele tem sempre uma pontinha de razão. Consagrado palmense que integra o seleto grupo da ascom do Naturatins, Fábio Souza está entre os jornalistas mais styles da capital, senão do Tocantins. Atendo ao mundo e as novas tecnologias, ele adora a agitação das grandes cidades. Não que Fábio seja avesso à tranqüilidade dos pequenos centros, mas é que ele gosta mesmo é de badalação. Ele assina matérias para a Net, tem uma mãe “mestre cuca”, quase famosa, e por ter uma mãe assim, ele vive entre os negócios ligados à gastronomia e o jornalismo. Ele adorou conhecer o Jalapão, mas acredita que não suportaria ficar naquele lugar por mais de cinco dias seguidos. É que naquele lugar, a internet ainda não chegou, o que o deixaria desconectado do Twitter e de sua rede de contatos. Vale lembrar que ele também adora essa nova ferramenta virtual. Gosta tanto que é quase o “garoto propaganda” oficial do twitter em Palmas. Fábio Souza tem vários projetos de vida e se alguém perguntasse a ele hoje, qual o seu grande sonho, ele diria: Conhecer Nova York e outros tantos lugares mundo afora. Outros planos que não saem da sua cabeça são: Se tornar um empresário de $UCE$O “o que bancaria seus sonhos mais caros”, tudo isso é claro, sem ter que abrir mão do seu amor pelo jornalismo “sua profissão de paixão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.