Evolução X Criação

A Teoria da Evolução já possui mais de um século de existência e, ainda hoje, gera muita polêmica. E engana-se quem pensa que esse tema só gera controvérsia entre cientistas e religiosos, pois em muitas situações rotineiras e especialmente na escola esse tema causa reboliços e debates fervorosos.

A Evolução está presente nos conteúdos dos livros de Ciências e Biologia que são usados em todas as escolas do país, mas mesmo assim boa parte dos alunos não compreende bem seus conceitos. Até mesmo muitos professores têm resistência em relação a esse conteúdo didático.

Deus e a Terra (Foto: Divulgação)

Como no passado, os professores de hoje têm vários motivos para encarar o ensino da Teoria da Evolução como um grande desafio.

A Evolução é uma estrutura teórica bem definida, que se baseia na Biologia e em várias outras Ciências. A Evolução é uma teoria fundamentada em achados fósseis e em experimentos realizados em laboratórios. A Evolução da vida considera as mudanças das características hereditárias dos seres vivos, que passam de uma geração para outra. Este processo faz com que as populações de organismos mudem ao longo do tempo, fazendo surgir novas formas de vida.

Por outro lado, a Criação é a crença religiosa de que a humanidade, a vida, a Terra e o universo são criação de Deus. A idéia central da Criação divina está escrita com detalhes nos primeiros capítulos do Gênesis da Bíblia. Ali, os cristãos encontram uma explicação clara de como tudo aconteceu.

Em geral, a Teoria da Evolução é vista pelos alunos e demais pessoas como algo frio e distante do seu dia-a-dia. A idéia geral que os alunos têm é que ela trata-se de um mero assunto que precisa ser aceito e decorado para passar de ano, não como algo que vá lhes servir para sua vida prática.

O Evolucionismo é visto como algo complicado, enquanto que a Criação é passada como algo simples e fácil. Os professores ensinam a Teoria da Evolução esforçando-se para explicar os eventos da natureza, enquanto que o Criacionismo apresenta os eventos da natureza como sendo parte dos planos e desígnios de Deus.

A Evolução é tratada pela Biologia como um assunto frio e desprovido de emoção, enquanto que a Criação é apresentada pela versão cristã como um ato de amor e dedicação de Deus em prol da humanidade. Esse, talvez, seja o aspecto mais forte que favorece a aceitação da criação divina. É mais agradável pensar que um Ser Supremo dispensou muito amor e cuidado para criar todas as coisas, do que procurar entender todos os nomes e fatos complicados que permeiam a Teoria da Evolução.

Geralmente, a Criação é sempre vista como algo positivo e simples, um assunto cotidiano que pode ser partilhado com qualquer pessoa dentro de casa ou com vizinhos e amigos. Principalmente no Brasil, um país essencialmente cristão, é fácil encontrar alguém que tenha uma Bíblia em casa. Mesmo nas famílias mais humildes a Bíblia está presente. É sabido que grande parte dos brasileiros não tem o hábito de comprar e ler livros, pelo custo alto que eles representam, entretanto o livro sagrado do cristianismo pode ser considerado uma exceção, pois é sem dúvida alguma a obra escrita mais presente nos lares brasileiros.

Para muitos, aceitar a Criação é um simples ato de fé, pois não exige muito esforço, nem muito estudo. Assim, quem crê simplesmente crê; não precisa explicar por que crê. É um ato de fé.

Por outro lado, os cientistas trabalham de forma diferente, pois as Ciências se baseiam na razão e na experimentação. Por isso, eles estudam muito, passam horas pensando, fazendo cálculos e realizando experimentos – tudo isso para tentar encontrar respostas. Esse é um trabalho cansativo que acaba afastando a Teoria da Evolução das pessoas e, também, dificulta ao professor tratar desse tema na sala de aula.

É certo que ainda hoje esse debate entre Evolução e Criação divide muito as opiniões, pois geram muita polêmica, dentro e fora da escola. E, pelo cenário apresentado, acredito que ainda veremos tais contradições se manterem por muito tempo.

Giovanni Salera Júnior é Mestre em Ciências do Ambiente e Especialista em Direito Ambiental. Atualmente é Analista Ambiental do Governo Federal. Maiores informaçõesCurriculum Vitae

4 comentários em “Evolução X Criação

  • Pingback:Tweets that mention vivoverde » Evolução X Criação -- Topsy.com

  • 1 de dezembro de 2010 em 11:35
    Permalink

    Muito bom! realmente como aluno e jovem na época que comecei a aprender sobre a evolução do homem me sentia confuso e dentro de minha mente sempre teve o choque entre o que eu aprendi na catequese e o que o professor me passava. Porém, não quero entrar no mérito de apontar qual das duas é errada, opinião é algo difícil de se aceitar.

  • 2 de dezembro de 2010 em 16:34
    Permalink

    Recomendo continuidade desse tema observando-se:
    A sociedade criacionista brasileira: http://www.scb.org.br/

    É muito superfícial a análise de que para se entender o Criador, Deus, não deve se estudar, isso remete a falsa idéia que Deus seria discuidado, o que os criacionistas sabem que não é fato. Todo amor que ele teve por nós exigiu sim muita ciência.

    Convido ao Leitor a conheçer a inúmera quantidade de grandes cientistas de destaque, e mais sobre o assunto Criacionismo e Evolucionismo na SBC.

    “O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência.” Provérbios 9.10.

    Perceba que existem distinção entre “sabedoria”, “conhecimento” e “prudência”….busque sobre isso..e boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.