Método de irrigação por gotejamento caseiro

Neste final de semana (ontem) eu e minha mãe havíamos acabado de descer do ônibus, quando nos deparamos com isto:

Que legal, não? O criador eu não conheço, mora na rua de minha casa, mas o método de irrigação por gotejamento, foi o máximo e como minha mãe mesma disse… “tão fácil de fazer!!” (rs)

Fica a dica!

[UPDATE] PS: Nos comentários o pessoal deu uma atentão a proliferação da dengue, acho que talvez uma telinha nesta parte superior seria bom…

Esta matréria não é patrocinada!

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

12 comentários em “Método de irrigação por gotejamento caseiro

  • 22 de agosto de 2011 em 9:42
    Permalink

    Muito interessante, e deve ser melhorado. Dependendo da velocidade de gotejamento, pode ter água constantemente na garrafa caso se abasteça todos os dias. Isso pode gerar problemas com mosquitos vetores de doenças.

    Solução: Não cortar a garrafa! Fazer apenas um furo c/ agulha para entrar ar, impedindo que mosquitos tenham acesso à água. Para encher a garrafa seria só retira-la, abrir a tampa, encher, colocar a tampa e pendurar novamente no local. ;P

    Vivoverde,
    Viva o Verde, Viva!!! \o

  • 22 de agosto de 2011 em 9:43
    Permalink

    Vejo um problema nisso …dengue, mais creio que se fizer um suporte para segurar a base pode resolver isso …

  • 22 de agosto de 2011 em 9:49
    Permalink

    Muito bom Daiane.. Otima dica do seu “visinho”

  • 22 de agosto de 2011 em 9:57
    Permalink

    Eu acho que talvez uma telinha bem fininha nesta parte superior seria bom também, dá para reter a proliferação do mosquito e também é de fácil manejo, quando for necessário encher novamente o recipiente!

  • 22 de agosto de 2011 em 10:06
    Permalink

    Já tem até em casas agropecuárias esse “mecanismo” de irrigação, é bem interessante, na chácara do meu primo, em torno do muro tem pra irrigar a cerca viva…

  • 29 de novembro de 2011 em 9:58
    Permalink

    Eu fiz este cotejador, usei o Equipo de soro, aquela parte que controla as gotas do soro na aplicação nas pessoas. Comprei na farmácia, custou R$1,50 a unidade. É só colar a parte que entra no tubo de soro na tampa da garrafa em um furo feito com uma tesoura, você pode regular o gotejamento. Ficou bem interessante. No fundo da garrafa fiz um pequeno furo e encho com um funil, como aqui em Teresina o sol é muito quente, cubro com um pano para não aquecer muito a água e já evita o musquito da dengue. Vou fazer uns dez para colocar em plantas no meu terreno no interior. Gostei muito. Na minha horta vou usar mangueira gotejadora.

  • 29 de novembro de 2011 em 10:01
    Permalink

    Só para complementar: Usei cordão de Nylon para pendurar as garrafas. Façam, é bem prático e eficiente.

  • 29 de novembro de 2011 em 10:03
    Permalink

    Olá Jocely!

    Realmente a sua ideia é boa, não posso retirar o seu mérito de que foi bem inteligente pensar nisto. Mas enfim, o que eu quiz deixar claro nesta matéria é que “aquela” garrafa PET que já havia sido utilizada, ela pode ser reutilizada em alguma outra atividade e não, ser descartada em qualquer lugar, sem finalidade nehuma, como ir para os rios, córregos, lixões e afins.

    Sem mais;

  • 29 de novembro de 2011 em 12:56
    Permalink

    Valeu, Daiane. Concordo com você. Que bom seria se todos pensasse igual a você e a mim também, pois fico triste quando vejo tanta inguinorância neste sentido. Tenho um amigo e vizinho que aproveita as garrafas pet para fazer vassouras, e ganha bem com isso. Um abraço.

  • 1 de outubro de 2013 em 18:27
    Permalink

    A ideia do equipo de soro foi legal. Para prevenir a dengue coloque uma telinha e resolverá o problema. Para o quipo não entupir coloque um chumaço de algodão no bico da garrafa para fazer a filtragem da água

  • 16 de setembro de 2014 em 10:17
    Permalink

    Faço parte de um grupo de famílias assentadas no Município de Chorozinho -ce na Fazenda. Uruanan. Cada família comprou dez hectares de terra com a plantação de caju o que na verdade é um bom negócio. Porém queremos investir em novas culturas; para isto estamos buscando formas de beneficiar a terra com a questão da água. A terra é boa para plantação de mamão, acerola, banana, cana, feijão, etc.

  • 15 de novembro de 2014 em 9:39
    Permalink

    A primeira vista parece bonitinho e sustentável. Mas isto não vai ficar aí para sempre. Qual o destino dessa “garrafa”?

    O que falta perceber é que é preciso acabar com a produção deste tipo de embalagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.