[Fotos] A Ecdise das cigarras

Quem nunca escutou uma cigarra cantando, hein? Chega a ser um pouco desconfortável, mas é um sinal de que estes pequenos insetos que fizeram parte de minha infância estão por perto. Na minha época era bem normal pegar aquela “casca” que ficava grudada nas árvores e colocar na camiseta do colégio, a gente  se sentia usando um dos mais belos broxes… o que não é mentira!

O termo cigarra é a designação comum aos insetoshomópteros da família dos cicadídeos, que reúne os maiores representantes da ordem. Existem mais de 1.500 espécies conhecidas deste insetos (sendo que a Carineta fasciculata pode ser considerada como a espécie-tipo brasileira). São notáveis devido à cantoria entoada pelos machos, diferente em cada espécie e que é ouvida no período quente do ano. Os machos destes insetos possuem aparelho estridulatório, situado nos lados do primeiro segmento abdominal, emitindo cada espécie som característico. (wiki)

A cigarra é um inseto de fases incompletas. Ovo→ Ninfa→ Inseto adulto.

– Fêmeas põem seus ovos e morrem logo depois. Os ovos eclodem.

– Os insetos jovens (ou “ninfas”) caem no chão e entram na terra.

– As ninfas vivem na terra por 1 a 17 anos (depende da espécie) se alimentando da seiva de raízes.

– Depois desse período, elas cavam túneis, sobem nas árvores e sofrem uma metamorfose, a ecdise, se tornando adultas e prontas para o acasalamento.

– O acasalamento ocorre geralmente durante os meses quentes do ano, o que varia de acordo com a região geográfica.

Abaixo vocês podem ver uma sequência de belas fotos deste momento maravilhoso das cigarras, a ecdise.


Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

7 comentários em “[Fotos] A Ecdise das cigarras

  • 21 de setembro de 2011 em 9:08
    Permalink

    Querida amiga Daiane…

    Adorei essa matéria das cigarras, ela tem um gostinho de infância realmente, posso dizer q o som das cigarras é a trilha sonora daquele colégio. Adorei de verdade viu…

    Parabéns pelo site.
    Saudades…Milena

  • 23 de setembro de 2011 em 2:43
    Permalink

    Olá! Fia!!! Muito obrigada pelo comentário, fiquei feliz em saber que você anda por estas bandas, melhor ainda é saber que gostou da matéria, realmente eu só me lembrei da gente lá no CEGM rs

    Saudades também!! Abs.

  • 10 de outubro de 2011 em 11:59
    Permalink

    qto tempo ficam as cigarras após a fase ninfa, na casca(exoesqueleto)?

  • 10 de outubro de 2011 em 12:48
    Permalink

    Bom, fui pesquisar esta sua dúvida, tudo que eu encontrei é que depois do longo período em que ela fica no solo, ela logo sobre na árvore e vai começar o período de troca de “pele”. Creio que isto venha a durar alguns dias.

  • 10 de janeiro de 2012 em 1:13
    Permalink

    Adorei! Ja vi algumas vezes essa “casca” sem saber do que se tratava… agora sei! Mas, fiquei com uma dúvida: minha vó sempre diz que quando a cigarra canta vai fazer sol no dia seguinte ou no mesmo dia e noto que, sempre depois de uns dias de chuva, quando o sol finalmente aparece, elas cantam. Por que seria isso? pq não cantar enquanto chove, por exemplo?

  • 25 de setembro de 2014 em 9:48
    Permalink

    gostaria de saber quantos ecdises a cigarra reaiza em toda sua vida? e tambem em que momento ela acontecem?

  • 20 de outubro de 2014 em 17:26
    Permalink

    DIANE, gostaria de saber, por que 03 anos passados, visitei um sítio no Sul de Minas, pleno verão , e havia centenas de cigarras no ambiente, mas quase todas estavam em volta de uma única árvore.

    obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.