Grene computing, o que é isto?


As práticas de “sustentabilidade”, aplicadas à tecnologia da informação, beneficiam o planeta através da economia de energia e as organizações com a redução de custo nessas áreas. O Green Computing, conhecido no país como Computação Verde, racionaliza os recursos utilizados pelos sistemas computacionais e alinha o setor à era da sustentabilidade.

Nessa busca pela produção de componentes de baixo consumo, atóxicos, recicláveis, entre outras características que diminuam seus danos ao meio ambiente, o principal alvo são os data centers. De acordo com a consultoria Gartner Group, eles consomem cerca de 1% da energia gerada no planeta. Enquanto metade é direcionada aos servidores, o restante é utilizado nos sistemas de ar condicionado que controlam a temperatura dos ambientes onde estão instalados. Se os níveis atuais de consumo forem mantidos, os gastos com eletricidade podem chegar a 50% dos orçamentos de tecnologia de uma grande empresa.

Para aprimorar esses servidores, surgiu o selo verde “The Green Grid”. Adotado por companhias como HP, IBM, Orolix, entre outras, o selo representa uma nova geração de data centers que seguem padrões de desenvolvimento e processos destinados a otimizar sua eficiência energética.

Orolix investe 115 mil dólares em Green Computing

O provedor de acesso gratuito à Internet Orolix, que oferece remuneração em dinheiro ou créditos de celular em troca de tempo de navegação, investiu 115 mil dólares na racionalização de seus recursos tecnológicos. Conhecidas como “computação verde”, as ações voltadas a sustentabilidade da tecnologia da informação geraram economia de 15 mil dólares anuais através da redução de 19.272 kwatts/ano em consumo energético.

________________
Matéria sugerida pôr Caroline Schmitt, por meio do e-mail. Se você também quer dar alguma sugestão de pauta para o Vivo Verde envie para daianeea@gmail.com .

Grata

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

4 comentários em “Grene computing, o que é isto?

  • 16 de setembro de 2008 em 0:33
    Permalink

    Ou, muito interessante.
    Por ser de computação, alguns aspéctos eu já sabia, mas tem coisas que eu desconhecia.
    Claro q os Nerd’s não poderiam deixar de se preocupar com o futuro do planeta…
    Abraçoooooo!

  • 16 de setembro de 2008 em 11:42
    Permalink

    interessante.. e quais sao as opçoes “verdes” para o resfriamento de tais servidores? refrigeraçao à agua?

  • 17 de setembro de 2008 em 10:12
    Permalink

    Muito obrigada Vinícius pelo comentário … foi bem mais cabível que o comentário anterior e acho que você foi no ponto certo deste tema “redução de energia”, ou melhor … o desperdício de energia…

    O link que você colocou aí … mostra bem a jogada das empresas de que… “a estratégia envolve ganhos de eficiência no uso de ar-condicionado” .

    Com novas tecnologias que possibilitem a troca da carga de trabalho de área mais quente para áreas mais frias dos computadores.

    Em postagens anteriores … falei do Índice de Desempenho Ambiental… IDA, que mostra bem o que as empresas desejam.. tudo volta para que “o poder de processamento dos data centers irá dobrar até 2010 sem que haja aumento do consumo de eletricidade…” e é justamente isto que o IDA calcula…. aumento econômico, diminuição de impactos ambientais .. e por aí vai …

    Obrigada aí pessoal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.