Henkel desenvolve tecnologia para fabricação de canudos de papel

Imagem: Divulgação

Adesivo é resistente a líquidos e segue normas de segurança alimentar São Paulo, fevereiro de 2019 – O alto consumo e descarte de produtos plásticos vem sendo discutido em diferentes países por conta da poluição, especialmente dos oceanos. De acordo com uma pesquisa publicada pela revista científica Science, em 2015, descobriu-se que a humanidade gera um total de 275 milhões de toneladas de resíduos plásticos por ano – desse montante, entre 4,8 milhões e 12,7 milhões de toneladas chegam aos oceanos. Com a intenção de diminuir a poluição plástica, cidades brasileiras buscam alternativas para preservar o meio ambiente, começando pela substituição do canudo plástico pelo de papel biodegradável ou reciclável. O Rio de Janeiro foi a primeira cidade a banir o uso e fornecimento de canudos plásticos em quiosques, bares e restaurantes, devido a um projeto de lei sancionado em julho de 2018. Outras cidades brasileiras também buscam caminhos para eliminar o consumo e o fornecimento de itens plásticos. A tendência é que essa mudança também se estenda para outros itens, como copos, pratos e talheres plásticos. Sempre a favor de iniciativas sustentáveis e para atender as indústrias em relação às novas necessidades do mercado, a Henkel, líder em tecnologias adesivas de alta performance, desenvolveu um adesivo específico para aplicação em canudos de papel – resistente a líquidos durante o período de uso. Produzido em Jundiaí, interior de São Paulo, sua fórmula é 100% a base d’água, não contém solventes e atende legislações locais pertinentes a contatos diretos com alimentos. “A Henkel está sempre preocupada com os impactos ambientais, além de acompanhar as tendências e necessidades de diferentes mercados. Ao identificar essa demanda no Brasil, nosso time de Pesquisa e Desenvolvimento desenvolveu essa tecnologia com alta performance, qualidade e segurança para atender prontamente às necessidades dos fabricantes. Além disso, nossa unidade fabril de Jundiaí tem capacidade para abastecer a indústria local”, explica Igor Honorato, Gerente de Vendas Brasil para a divisão de Adesivos Industriais. O produto já está disponível para validação dos fabricantes e sua venda será feita em duas apresentações distintas.