Macbook-pr:o praticamente uma máquina verde

Pode ser que eu esteja pegando no pé desta área (tecnologia verde) mas é oque anda bem fresca em minha mente, acho que pelo fato que estou tendo um maior contato com o assunto ultimamente.  E ontem fui a um evento da Microsoft aqui em Palmas/TO – Springboard Series Windows 7, palestra ministrada por Herleson Pontes –  eu confesso que foi bem convincente, Na visão de uma engenheira ambiental, o Seven me interessou pelo sistema parecido com o modo “stand by” –  no qual a tela reproduz, como nos aparelhos celulares, que vão escurecendo aos poucos – fazendo com que a bateria dure mais tempo carregada, diminuindo o consumo, aumentando assim a durabilidade… mas enfim, oque vim abordar nesta matéria não tem  NADA haver com a Microsoft, nada  MESMO! rs Venho na verdade falar é de um lançamento da Apple, uma máquina que pode-se dizer que é “praticamente” verde!

macbookpro

Confesso que eu já esperava por algo desta magnitude, tão rápido? nem tanto, se for pensar em como a tecnologia avança e também com a habilidade da pesquisa, não. Mas o que se pode ver é um notebook considerado ecológicamente correto, não apenas na redução de vários minérios poluentes que são utilizados na fabricação de notebooks mas também em uma parte que me surpriendeu, nos selos de qualidade ambiental. Já digo logo, este  não é um post pago… rs

Vamos aos detalhes:

Para início de conversa esta máquina notebook teem catacterísticas de redução de impactos ambientais maravilhosos:

  • Vidro da tela sem arsênico;
  • Sem componentes retardadores de chama brominados;
  • Tela retroiluminada por LED, sem mercúrio;
  • Cabeamento interno sem PVC;
  • Estrutura de vidro e alumínio totalmente recicláveis;
  • Tamanho reduzido da embalagem;
  • Atende aos requisitos de ENERGY STAR Versão 5.0;
  • Certificação EPEAT Gold;

Vamos por partes agora:

Existem vários componentes tóxicos que são utilizados na fabricação de eletro-eletrônicos, um que é bem conhecido pelas pessoas é o mercúrio que é usado na retroiluminação por CCFL (lâmpadas fluorescentes) e o arsênico presente no vidro dos monitores tradicionais de LCD. No caso desta máquina estes compostos não foram usados, segundo a marca. Foram eliminados componentes retardadores de chama (o que é uma boa) e o PVC dos chips, cabos internos, conectores, isolantes, adesivos e outros (eu diria que são as miudesas de dentro dá máquina rs) e usto não apenas no MacBook Pro mas em outros aparelhos tão falados da marca (incluindo Mac mini, Ipod classic… etc).

Composto por uma peça única de alumínio sólido e tela de vidro, estes, materiais recicláveis e de grande procura por catadores, material geralmente de maior volume em PEV-LEVs (Ponto/Local de Entrega Voluntária) ou usinas de triagem. Isto faz com que o material possa ter um ciclo de reciclagem maior.

Ele veio com embalagens menores, especificamente 41%, 37% e 34% menor (nos modelos de 13, 15 e 17 polegadas respectivamente). Menos quantidade de resíduo sólido, menor número de caixas, menor carga no transporte oque gera também menos emissão de CO2.

Muito se fala em redução do consumo de energia e esta máquina se supera. Seu disco rígido para de girar automaticamente quando está inativo, o processador “colabora” para economizar nos intervalos da digitação, tela por LED, consome 30% menos energia que os de LCD, e ainda tem algo parecido lembra com o que o Seven trás, pois a tela foi projetada para reduzir a luminosidade em locais com pouca luz. Ligado, a máquina consome cerca de 1/3 da energia de uma lâmpada comum.

Portador de certificação ENERGY STAR de baixo consumo de energia estabelecidos pela EPA. São certificados que detem de padrões específicos exigêntes, no quesito consumo de energia, e que hoje em dia é inevitável em grandes empresas, que procuram por qualidade, e não apenas qualidade ambiental.

Ferramenta de Avaliação Ambiental de Produtos Eletrônicos – avalia o impacto ambiental de um produto com base em quanto ele é reciclável, quanta energia ele consome, como ele foi projetado e como é fabricado, seria uma classificação.

Dispõe de baterias renováveis, que podem chegar a 5 anos de durabilidade.

Tudo bem que pode ser que eu tenha babado ovos por ele, mas inovações na área ambiental devem ser enfatizadas e dado o seu devido valor, são estas ideias que serão copiadas… outros tipos de equipamentos, máquinas, produtos estarão no mercado utilizando destas fontes, independentes das marcas, afinal o mundo(nós) precisa disto.

estante

Tá aí, mais uma funcionabilidade reciclável das caixas dos MacBooks rs uma reutilização, na verdade, eu gostei! (indicação via twitter do @belenos)

Clique aqui e leia o relatório ambiental do ano de 2008 da Apple. Este post foi inspirado em uma matéria do site da Apple sobre o produto, deu para perceber né?? rs

Daiane Santana

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

19 comentários em “Macbook-pr:o praticamente uma máquina verde

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • 9 de junho de 2009 em 0:40
    Permalink

    na verdade esse recurso que o seven trás como novidade existe em todos os macs a város anos. Não é a toa que o novo macbook pro consegue funcionar por 7 horas com apenas uma carga na bateria. Eu tenho um macbook pro do modelo mais antigo, a bateria dura mais ou menos 5 horas, no windows que não possúi os avançados sistema de economia de energia a bateria dura com sorte por umas 3 horas.

    O mais legal é que sendo bom para o ambiente o mac acaba sendo bom para seu dono, já que consome menos energia e opera por muito mais tempo com o mesmo tipo de bateria.

  • 9 de junho de 2009 em 0:46
    Permalink

    É, o recurso da bateria eu fiquei meio em dúvida, tanto que fui perguntar a um amigo e ele me disse que vai muito da marca, mas oque me deixou intrigada é de muitos ter uma durabilidade de apenas 1 ou 2 anos… é muito pouco! Se pensar em tempo, número e descarte… fica complicado na parte ambiental!!

    Agora o recurso do seven.. eu tive que ratificar, afinal foi novidade para MIM! rs

    Mas valeu a observação!

    Abraços .o/

  • 9 de junho de 2009 em 0:55
    Permalink

    Pra quem usa o sistema windows, grande maioria, não deixa de ser uma novidade. É legal quando uma empresa grande da um passo na direção certa, não importa se estão copiando ou não, coisas boas tem mais é qe serem copiadas mesmo.

    A questão da bateria que mencionei é principalmente uma questão do software, no mesmo computador, a bateria pode durar 5 horas usando o sistema MACOS ou 3 usando o Windows XP, no Windows vista não passa de 2.

    Essa queda de 2 horas é simplesmente porque o windows XP não consegue gerenciar a economia de energia no sistema tão bem quanto o macOS e o Vista praticamente não se importa com isso, consumindo todo o poder da máquina.

    As 7 horas de bateria do novo macbook pro com certeza são apenas no sistema MACOS, no windows com certeza dura bem menos. É importante a microsoft moatrar que se importa com isso no windows 7, agora é só esperar pra ver se vai ser só pra inglês ver ou se realmente a coisa vai funcionar como prometido.

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • 9 de junho de 2009 em 8:43
    Permalink

    nuussa meo seu blog tá mto bonito huhu nao tinha visto ainda.

    bjs

  • 9 de junho de 2009 em 9:24
    Permalink

    Posso estar enganado, mas a funcionalidade que você citou, para o Windows 7, já existe para versões antigas de SO da Microsoft. O meu note veio com o Win XP que possui um modo Stamina (um botão ao lado do power) que diminui a iluminação da tela, e pode desativar a maioria de periféricos como o SOM, MIC. É só questão de configuração.
    Para o cara que falou que é novidade para usuários Microsoft, a Sony tem notebooks que a bateria duram 11 horas. Isso não é questão de S.O. e sim de hardware.

  • 9 de junho de 2009 em 10:43
    Permalink

    Opa cara, 11 horas de bateria em notebook não existe hoje em dia, a não ser que estejamos falando de netbooks, que não nem de longe a mesma coisa.

    Quanto às funcionalidades que vc descreveu, são implementadas pelo fabricante do hardware, tem um software feito fabricante que gerencia estas questões, ele vem pré instalado na máquina, mas o OS não ajuda.

    A suposta diferença é que o próprio sistema vai suportar esse tipo de controle, o que faz com que ele seja muito mais eficiente e muito menos trabalhoso para se implementar.

    Os mac’s fazem downlock automático no processador, ajustam automaticamente o brilho da tela de acordo com a iluminação ambiente, levam o que está sendo usado pra memória e desligam o HD, desligam os drives óticos, dentre várias outras coisas.

    Pelo que entendí o sistema da microsoft vai começar a fazer esse tipo de coisa agora, sem depender de implementações diferentes de hardware (famoso Gato) e de software de terceiros.

  • 9 de junho de 2009 em 15:21
    Permalink

    Parabéns Daiane. É o Caio do iTec. O novo Blog está realmente muito bom. E aposto que você teve que ter coragem de largar o blogspot depois de tanto tempo. Bom, PARABÉNS.
    OBS: Tenho que te passar o link dos celulares. (:

  • 9 de junho de 2009 em 16:40
    Permalink

    Oi Daiane. Vim parabenizar você pelo “novo” Vivo Verde.

    Está realmente excelente o visual do blog, sendo que o conteúdo sempre foi dos melhores.

    Muito sucesso e conte com o meu apoio.

    P.S.: Você foi uma das vencedoras da Promoção Deu na Telha. Assim que der, entre em contato, uma camiseta linda lhe aguarda.

    Beijos

  • 9 de junho de 2009 em 18:44
    Permalink

    Existe sim cara. Pode pesquisar no site da Sony. É um note de 11″.

  • 9 de junho de 2009 em 18:46
    Permalink

    O blog tá show!!!

  • 9 de junho de 2009 em 18:53
    Permalink

    hehe esta discussão de vocês é bem mais tecnica doque eu imaginava… cm traansparece no post não tenho muita propriedade de falar (minha área é outra) … mas já que vocês estão falando…. fico só olhando rs

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • Pingback:Túlio Martinez

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • Pingback:A tecnologia que veio para ficar

  • Pingback:Vivo Verde » A tecnologia que veio para ficar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.