Os impactos ambientais de se fazer xixi no banho

Para os internautas, twitteiros e blogueiros de plantão, se falar em xixi por estes últimos 3 dias se remete à uma só imaginação, sim, a campanha da fundação SOS Mata Atlântica intitulada por “xixi no banho”. Este projeto tem como “lema” o seguinte fluxograma:

-> Fazendo xixi no banho, você economizaria uma descarga por dia (para qm toma um banho por dia né? Porque, convenhamos só o fato de escutar o chuveiro aberto já dá vontade de fazer xixi), o que equivale a aproximadamente 12 litros de água (potável). –> Com isto, gastanto menos água, degrada-se menos a natureza, preservando assim os recursos naturais e as nascentes dos rio. –> Com os rios cheios e saudáveis, significa mais águas para os reservatórios (sem contar que também benificia na agricultura também)

O site vem com uma questão bem peculiar, perguntando se esta ação pode vir a causar alguma doença e a resposta deles é NÃO. Pois segundo eles, além do xixi ser constituído em sua maioria de água (95%), a parte restante são substâncias como uréia e sal, no qual quando o “xixi” desce pelo ralo a água corrente leva tudo embora.

Há ainda mais algumas dicas, do que fazer, muitas delas já conhecidas do pessoal aqui do #vivoverde, mas que não custa nada relembrar:

  • VARRA (não lave) A CALÇADA
  • Não deixe a porta da geladeira aberta ( nem que seja para pensar!)
  • Elimine VAZAMENTOS
  • FECHE a torneira enquanto se ensaboa (parece ser fácil, mas…)
  • Prefira embalagens reutilizáveis
  • Prefira equipamentos com selo PROCEL
  • Abra a torneira só quando for enxaguar a louça

Eu gostei destas dicas que eles enfatizaram aqui, porque são coisas que talvez agente não perceba que faz. Abaixo assista o vídeo da campanha, eu achei uma gracinha o susto das gotinhas d’água! E a música? Háaaaa esta está uma graça mesmo!

Mas vamos aos impactos ambientais, afinal de contas é disto que esta matéria deve tratar …

De início confesso que foi bem difícil quantificá-las, porque pensando bem há mais impactos possitivos do que negativos. Estas dicas mesmo, se levadas ao pé da letra são impactos positivos e todas remetem ao uso consciênte da água.

Nestes últimos dias, ví que as pessoas ficavam com o pé atrás por causa do mau cheiro que poderia causar, vendo por este lado acho um pouco de hipocrisia até porque olha só:

xixi

Até o momento enquanto escrevia esta matéria 75% das pessoas que acessaram responderam que SIM, fazem xixi no banho, então quer dizer que a maioria das pessoas são “nojentinhas”, como disseram? Que tem o seu banheiro fedido? Eu creio verdadeiramente que não, até porque eu mesma FAÇO e meu banheiro não tem NADA de fedido, muito pelo contrário. Uma solução fácil e indolor e citada pela campanha é fazer o xixizinho no início do banho, afinal, com o banho vai lavar o chão do banheiro!

Mas eu tenho uma solução para estas pessoas. Já ouviram falar do sanitário ecológico seco? Pois é, ele existe e é desta forma:

image

1. O sanitário tem uma separação para fezes e urina. Assim, no momento que ele é utilizado, cada excreta cai no seu devido lugar.
2. Num coletor colocado a baixo do vaso são depositadas as fezes e a urina é levada para outro compartimento.
3.Em seguida é dado o devido tratamento para cada um, antes de retorná-los ao meio ambiente. A urina é misturada com água e serve para regar as plantas. As fezes são colocadas numa vala para maturação e após seis meses é retirada para adubar a terra. O sanitário não tem mau cheiro e excrementos são utilizados como fontes de nutrientes para o solo.

Este processo economiza água, evita a contaminação dos aqüíferos e propicia a utilização dos nutrientes das excretas humanas no solo. Eu só quero ver se estas pessoas vão querer reembolsar uma grana para monta-lo em sua casa! Penso que fazer o xixizinho lá no banho é mais fácil… Mas, tudo bem!

Hoje já se pensa em um saneamento ecológico, no qual além de evitar o desperdício reaproveitando as águas cinzas, o novo modelo de saneamento básico pretende reciclar também urina e fezes humana. […] Nós precisamos lidar com as excretas como recursos reutilizáveis e não descartáveis […] , explica a pesquisadora do grupo de Recursos Hídricos da UFBA, Martha Schaer.

Cientistas mostraram que as vantagens da uréia no que diz respeito ao aumento da produtividade e a diminuição dos custos de produção são muito maiores do que os possíveis impactos negativos para o meio ambiente. Apesar disso, os defensores do modelo orgânico alegam que na filosofia adotada por eles há preceitos que independem de constatação científica.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), cada pessoa necessita de 3,3 m³ de água por mês, o correspondente a cerca de 110 litros por dia, para atender às necessidades de consumo e higiene. Entretanto, no Brasil, o consumo por habitante pode chegar a mais de 200 litros/dia.

Em 2006, o prefeito de Londres pediu para […] não dar descarga no vaso sanitário […]
que dessem só quando fossem fazer côco defecar, e da mesma forma me lembro bem ele foi tratado como “nojentinho”, mas as pessoas as vezes esquecem que certas regiões de seu país sofrem com secas que castigam a população, o Brasil mesmo é reflexo disto.

Há quem diga ainda que ao fazer xixi no banho pode ser que venha a ter contaminação biológica, mas eu não creio nisto, neste caso não, afinal a urina é constituída de nutrientes, agora se defecassem no ralo… aí sim a história mudaria. Uma outra questão vem até mesmo dos nutrientes, pois efluentes que tem alta concentração, podem provocar EUTROFIZAÇÃO, que é na verdade o crescimento de algas na superfície de corpos hídricos, o que dificulta a penetração da luz solar, havendo assim uma redução da taxa de oxigênio suficiente para atender a demanda dos organismos aeróbicos (os peixes e mamíferos aquáticos), que consequêntimente não conseguem sobreviver e assim aumenta o teor de matéria orgânica no meio. Neste caso, sim um impacto negativo, mas observando a porcentagem de nutrientes no xixi, acho que não é de grande relevância não, muito maior é o de detergêntes que são derramados nos corpos hídricos.

E, as pessoas que me seguem no Twitter perceberam que estou fazendo #pesquisas com relação a matéria que será vinculada aqui no VivoVerde, e desta vez a pergunta foi?

O que vc acha da campanha #xixinobanho? E o que não o faria participar?

Respostas (participação dos seguidores):

  • @RicXand – Eu já fazia #xixinobanho. Mas minha mãe reclama por causa do cheiro que fica. Sabe como é macho, né? Demarcando território. 😀
  • @luizbento – O dinheiro que as pessoas doam para as ONGs ambientalistas, visando o plantio de árvores, está indo pelo ralo, literalmente.
  • @Djowvi – Bem.. Minha mãe sempre me ensinou a nao fazer xixi no banho rs. Mas agora q fiquei sabendo q é ecologicamente correto farei hehe

Como sempre, muito obrigada pela participação!

Já há cartilhas que ensinam a população a usar a água com responsabilidade e traz uma série de dicas.

___________
Engenheira Daiane Santana.

  • Entre em contato comigo via Twitter.

Sugestões e dúvidas: daianeea@gmail.com

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

22 comentários em “Os impactos ambientais de se fazer xixi no banho

  • 8 de maio de 2009 em 4:59
    Permalink

    Adorei a matéria. Educatica, explicativa e de fácil entendimento. Parabéns pelo texto e pela idéia. É tão simples e parece tão pouco, mas a gente parando pra pensar, imagina 1 milhão de pessoas deixando de gastar de 8 a 12 litros de água potavel por descarga, só por causa de um xixizinho no banho?! Não é demais?
    Beijo Engenheira. =)

  • 8 de maio de 2009 em 5:02
    Permalink

    *educativa (a pessoa vai comentar 5 horas da madruga, lerdo de sono, dá nisso.. hehehe)
    Agooora sim
    Boa sexta!

  • 8 de maio de 2009 em 9:21
    Permalink

    Eu fazia xixi no banho de vez em quando, quando era criança! Mas todos diziam que era errado /= vou voltar a fazer isso!

    Beijo!

  • 8 de maio de 2009 em 9:36
    Permalink

    Eu entrei nesse site assim que ele foi feito, o conheci via Twitter, mas ñ entendi nada sobre o que era, depois de algumas semanas só se falava dele… agora está explicado…

    Belas dicas vc fez acima!, se todos a seguissem o Mundo talvez ñ estivesse do jeito que está!

    AndersonZ1.

  • 8 de maio de 2009 em 9:46
    Permalink

    MUITO obrigada![=

  • 8 de maio de 2009 em 17:38
    Permalink

    Dai, amei a matéria, achei o máximo!
    E estou colocando no meu log a indicação para que as pessoas visitem o seu blog e leiam também.
    Beijão.

  • 8 de maio de 2009 em 18:31
    Permalink

    Assunto interessante, quase polêmico esse tema.

    Não sei se foi disso que você falou, mas ouvi falar que urinar no ralo pode acarretar em alguma doençinha tipo frieira ou outras cositas.

    Procede?

  • 10 de maio de 2009 em 18:39
    Permalink

    Xixi no banho, no caso das mulheres, além da água, permite a economia de um pedaço de papel higiênico. Essa é a ação pró-ecologia mais fácil de fazer e nos permite uma oportunidade única de fazer xixi em pé. Sobre as frieiras é o oposto porque a urina auxilia a curá-las. No Peru o pessoal guarda urina e faz vários medicamentos para afecções dermatológicas. Sobre o cheiro a água e sabão do banho limpam o box, em resumo, adoro fazer isso.

  • 20 de maio de 2009 em 8:54
    Permalink

    Os seres humanos não conseguem viver em paz entre si, é muita hipocrisia acharem que ele vai viver em paz com o planeta…

  • 20 de maio de 2009 em 15:21
    Permalink

    Pode até ser….

  • 20 de maio de 2009 em 18:29
    Permalink

    Eu sempre fiz isso, mais sempre achei que era errado! Agora que vou fazer mesmo, sabendo que estou colaborando para um mundo melhor!

    Abraços

  • 20 de maio de 2009 em 20:46
    Permalink

    Pois é, Xixi no banho todo mundo faz. Mas só em casa 🙂

  • 20 de maio de 2009 em 20:50
    Permalink

    Pow…. na casa dos outros também rola ahhahahaha mas tem q ser no início … no início do banho huhuhu =]

  • Pingback:Tweet Verde

  • Pingback:Tweet Verde

  • Pingback:Vivo Verde » Faça #xixinobanho outra vez!

  • Pingback:Cláudia Zank

  • 14 de setembro de 2009 em 12:47
    Permalink

    Ô gente, sinceramente, é só “mirar”bem no ralo do banheiro que não fica cheiro nenhum!
    Eu sempre faço isso, desde pequena… rsrsr!

  • 2 de outubro de 2011 em 13:36
    Permalink

    olá amigos,sou agente penitenciário e atual chefe de segurança numa cadeia de regime semiaberto no RS,e estou a procura de novas idéias e parceiros dentro da area ecológica,pois é uma forma simples e acima de tudo barata de transformação e educação . Aguardo por sugestões e amigos que ajudem a transformar nossa mão de obra ociosa ,num trabalho honesto e acima de tudo devolutivo positivamente a nossa sociedade….

  • 23 de janeiro de 2014 em 15:02
    Permalink

    gostaria que voce me mande a matéria que esta no inicio da site.
    eu sou o inventor de produto que vai revolucionar o xixi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.