#ParceriaUJ – Australiano aproveita partes de carros antigos para fazer guitarras

UJ_Carro1

Se John Lennon e Paul McCartney sentassem hoje para escrever a música “Drive my car”, poderiam substituir “Baby, you can drive my car” por “Baby, you can play my car”. Assim, eles estariam seguindo a tendência lançada por um designer australiano, que reaproveita partes originais de carros dos anos 50 e 60 para construir guitarras.

Dave Gartland, também conhecido como Ali Kat, é o responsável pela novidade. Ali aqui faz alusão a “alumínio”. Dave sempre esteve envolvido no mundo do rock, por mais de 30 anos foi DJ e trabalhou como fotógrafo, registrando momentos de bandas desse estilo musical.

UJ_Carro2

Conversando com um amigo, integrante de uma banda de rockabilly, Dave disse que gostaria de construir um contrabaixo feito de alumínio. Foi assim que tudo começou.

Detalhe: as Ali Kats Classic Car levam cerca de 165 horas para ficarem prontas, ou seja, mais de seis dias.

A ideia é manter as linhas do carro na própria guitarra. Para isso, Dave usa modelos de FJ Holden, carro australiano produzido entre 1953 e 1957, além do famoso Cadillac Coupe Deville, também do final da década de 1950.
Dave definitivamente se tornou o rei das guitarras, não por sua habilidade em tocá-las, mas em fazê-las.

Ouça o som da guitarra Ali Kat:

Matéria  em parceria com o Universo Jatobá.

Logo Universo Satobá - Parceria

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Um comentário em “#ParceriaUJ – Australiano aproveita partes de carros antigos para fazer guitarras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.