#ParceriaUJ – Casca do coco pode ser reciclada

Todo mundo sabe que a água de coco tem inúmeros benefícios. No entanto, quando se trata de Sustentabilidade, o seu consumo pode trazer problemas ambientais, já que a casca descartada após o consumo da água demora cerca de 10 anos para se decompor. São Paulo é o maior estado consumidor e 70% da produção nacional vem da Bahia. Segundo a Embrapa, cada 300 ml de água de coco geram 1,5 kg de casca, mas apenas 1% desse resíduo é reciclado.

Imagem: Coco seco | Fonte: Google Imagens
Imagem: Coco seco | Fonte: Google Imagens

Preocupada, a Embrapa pesquisa desde 2003 maneiras de reaproveitar esse “lixo”. A solução encontrada é o MDF verde, uma espécie de compensado ecológico feito da fibra e do pó da casca. A partir daí, é possível usar esse MDF para a fabricação de divisórias, móveis, painéis de isolamento, etc. Também é possível produzir material de jardinagem, artesanato, substrato para agricultura, entre outros. Porém, ainda aguardam parcerias para a produção em larga escala.

Outra solução é o Projeto Construcoco, criado em 2011. Orientados pelo professor Eraldo Martins Guerra, alunos da Escola Técnica Estadual Professor Agamemnom Magalhães (ETEPAM), em Recife (PE), fabricaram um tijolo ecológico com barro e fibra de casca de coco. A ideia levou a melhor na etapa nacional do prêmio Educadores Inovadores, promovido pela Microsoft, no mesmo ano.

O Projeto Coco Verde funcionou no Rio de Janeiro até outubro de 2013, quando encerrou as atividades. Entretanto, também em 2013, a Yagasai desenvolveu a ação “Coleta de Coco Verde”, que foi finalista do 3° Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade 2013, na categoria de Microempresa. A proposta da empresa é coletar cascas de coco na Grande São Paulo. Clique aqui e saiba mais.

Diante tantas ideias, diversas cooperativas de reciclagem e empresas se espalham pelo Brasil, mas a maioria ainda vai para os lixões. Em São Paulo, por exemplo, tem a empresa Pós-Coco. Já no Rio Grande do Norte, a AquaCoco começou a se preocupar com isso em 2005. Com a Poty Fibras, extensão da marca, a casca do coco recolhida começou a trazer lucro para a empresa, além dos benefícios ambientais. As fibras são usadas para a confecção de assentos de automóveis e artesanato.

O melhor destino para a casca de coco é a reciclagem. Se você gostou da ideia e não sabe por onde começar, fale com o Sebrae.

Parceria e matéria do site Universo Jatobá.

Logo Universo Satobá - Parceria

 

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Um comentário em “#ParceriaUJ – Casca do coco pode ser reciclada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.