Perigos ambientais permanecem no topo dos riscos globais para 2019

Conheça os perigos ambientais, que permanecem no topo dos riscos globais para 2019.

Com um crescimento exponencial nos últimos anos, os riscos ambientais continuam a dominar os resultados da Pesquisa de Percepção de Riscos Globais, que ouviu 1.000 lideranças empresariais, acadêmicas e sociedade civil de todo o mundo. A pesquisa anual integra o Global Risks Report 2019, publicação do World Economic Forum (WEF), realizada com apoio da seguradora global Zurich, e que chega a sua 14ª edição.

“Neste ano, os riscos que envolvem a categoria ambiental responderam por três dos cinco principais por probabilidade e quatro por impacto. Os eventos climáticos extremos, como inundações, furacões e incêndios, são riscos de maior preocupação, mas os entrevistados estão cada vez mais preocupados com o fracasso de políticas ambientais para mitigar mudanças climáticas”, afirma Celso Soares, Head de Subscrição de Linhas Empresariais da Zurich.

De acordo com o relatório, as consequências da inércia na mitigação de risco relacionados ao clima está se tornando cada vez mais clara. O ritmo acelerado da perda de biodiversidade é uma preocupação especial. A abundância de espécies diminuiu em 60% desde 1970. Na cadeia alimentar humana, a perda de biodiversidade está afetando a saúde e o desenvolvimento socioeconômico, com implicações para o bem-estar, a produtividade e até mesmo a segurança regional.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.