Roteiros na região das Serras Gerais do Tocantins incentivam o turismo

Região sudeste do Tocantins conta com diversos atrativos ecológicos e culturais e faz parte da maior cadeia de serras do Brasil

Gruta da Lua do Sabiá tem  tem mais de uma dezena de salões – Crédito da Foto: Governo do Tocantins;

Por Tamires Rodrigues/Governo do Tocantins

As Serras Gerais circundam uma região com cavernas, desfiladeiros, cachoeiras e rios de águas cristalinas, oferecendo um ecoturismo em áreas preservadas, com aventura e segurança, e possibilitando também o turismo histórico e cultural, no qual o turista tem a chance de conhecer a trajetória do desenvolvimento das cidades, com uma culinária diversificada, variedade de festas religiosas e arquiteturas coloniais.

Está localizada na região sudeste do Tocantins, entre os municípios de Aurora e Taguatinga, sendo eles Almas, Aurora, Dianópolis, Natividade e Rio da Conceição. O período de viagem entre Palmas e Natividade, que é a primeira cidade da região das Serras Gerais, é de aproximadamente duas horas.

Com uma extensão de apenas 147 metros, o Rio Azuis é considerado como o menor rio do Brasil e da América Latina e o terceiro menor rio do mundo, segundo o Guinness Book –  Crédito da Foto: Aldemar Ribeiro/Governo do Tocantins;

Roteiros

Os roteiros oferecidos pelas agências de turismo para a região das Serras Gerais variam de três a dez dias, com diversas opções de passeios contemplando as piscinas naturais e cachoeiras em regiões de fauna e flora preservadas. O roteiro contempla também quem está à procura de aventura com as travessias de cachoeiras, trilhas ecológicas, stand up, caiaque e mirantes com vistas panorâmicas.

Fernanda Castro, que é dona de uma agência de turismo que disponibiliza roteiros para as Serras Gerais, ressalta que são recomendáveis seis dias de itinerário para conhecer bem a região. “Os atrativos são bem conservados com biomas diferentes. Nos roteiros, o turista encontra em um momento o cerrado bem definido e, logo após, uma mata bem fechada e densa”, informou.

Nos pacotes turísticos, a média de preço dos pacotes tem variação de R$ 380 a R$ 1.500, incluindo transporte, hospedagem e entrada nos atrativos, sendo possível também a contratação somente do guia. O turista que deseja realizar os passeios na região deve ir preparado para os diferentes biomas, com equipamentos de trilha, roupas e calçados confortáveis.

O pacote de três dias tem em seu roteiro travessias nas cachoeiras de Rio da Conceição, visita à Lagoa da Serra, onde é possível realizarstand up e o circuito Boia Cross. O de cinco dias conta com a programação de Rio da Conceição, como também com visita ao Rio Azuis e Cachoeira da Sombra, em Aurora do Tocantins. No município de Almas, o roteiro passa pelo Cânion Encantado com quatro quedas d’água simultâneas com mais de 70 metros de altura, com opções de trilha aquática e por terra; e no município de Dianópolis é possível visitar as trilhas no Vale Encantado e ver o pôr do sol na Fortaleza dos Guardiões.

No Facebook e Instagram é possível encontrar opções de hospedagem, agências e guias turísticos pesquisando por Serras Gerais do Tocantins. Os destinos mais procurados são o Rio Azuis, no município de Aurora, e a Lagoa da Serra, em Rio da Conceição, atrativos que são de fácil acesso e com atividades para todas as idades. É possível encontrar fotos dos destinos pesquisando pelas hashtags #serrasgeraistocantins e #visiteoTocantins.

De água transparentes, a Lagoa da Serra fica no município de Rio da Conceição no Tocantins – Tharson Lopes/Governo do Tocantins;

Incentivo ao Turismo

A Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) tem trabalhado na inclusão da região das Serras Gerais no Programa de Regionalização do Turismo, programa do Ministério do Turismo que tem o intuito de desenvolver o turismo nas regiões do Brasil, trabalhando de forma descentralizada para revelar e estruturar destinos turísticos mais qualificados e competitivos. Ações para que o desenvolvimento local e regional do turismo tenha produção de benefícios direcionados às comunidades locais. 

A Adetuc tem auxiliado também no cadastro das agências de viagens, hotéis e guias da região no Cadastur (https://cadastur.turismo.gov.br), sistema do Ministério do Turismo que reúne os prestadores de serviços turísticos, trabalhando no desenvolvimento e supervisão dos serviços oferecidos em todo o Brasil. O cadastro tem como finalidade auxiliar no processo de planejamento de captação de recursos dos prestadores de serviços, garantindo também seus direitos trabalhistas.  

Em incentivo ao turismo nas Serras Gerias, houve a parceria entre a Adetuc, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-TO)  e as prefeituras dos oito municípios próximos à região. Assim foi criado o Comitê Gestor do Desenvolvimento do Turismo Municipal, que viabilizou a formação de circuitos turísticos incluindo as cidades da região, pensando na sustentabilidade, possibilitando a inclusão de quem mora nos municípios.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.