#AcontecenoTO – Governo promove ações de prevenção às queimadas

Durante os meses de julho a outubro, o Tocantins apresenta um elevado número de focos de incêndios florestais e queimadas. No cerrado, bioma predominante no estado, o fogo é provocado por fenômenos naturais, descuido humano e atividade agropecuária que se intensifica devido às altas temperaturas e baixa umidade relativa do ar.

Diante disso, o Governo do Estado, através da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semades), desenvolve uma série de ações ao longo do ano para combater as queimadas. O Projeto Cerrado-Jalapão, realizado em cooperação técnico-financeira com a Alemanha, promove até abril o curso de manejo em pastagem ecológica, para evitar a queima de pastos nas propriedades rurais do Tocantins.

Grupo de bombeiros em ação.

Grupo de bombeiros em ação.

O Projeto também prevê para o mês de março, uma parceria com o Serviço Florestal Americano (USFS) para o treinamento de brigadistas e instituição da Academia do Fogo. Essa será um centro de formação continuada em diferentes níveis de conhecimento sobre o combate a incêndios.

Ainda em março, está prevista a vinda de pesquisadores alemães para auxiliarem na definição de uma metodologia para o cálculo das emissões de gás carbônico (CO²) e outros gases do efeito estufa. “O Projeto Cerrado-Jalapão tem a meta de reduzir em 20% as emissões de gases. Para isso, é necessário criarmos mecanismos para medir a presença desses elementos na atmosfera durante os três anos de duração do projeto”, explica Rubens Brito, diretor de Meio Ambiente da Semades.

O Projeto prevê um total de investimentos de cerca de R$ 37 milhões também para aquisição de equipamentos para monitoramento das queimadas, veículos para auxiliar o combate ao fogo, além de capacitações, estudos e veiculação de programas de rádio que levarão a mensagem de conscientização sobre o manejo do fogo.

Outras ações

Com recursos oriundos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos, a Semades deve investir R$ 600 mil no treinamento e contratação de 50 brigadistas para os meses de julho a outubro. A proposta deve entrar em votação na próxima reunião do Conselho Estadual de Recursos Hídricos.

Além disso, encontra-se em fase de negociação no Ministério da Fazenda a liberação de financiamento de cerca de R$ 100 milhões do banco canadense EDC. Esse recurso será utilizado para melhorar a infraestrutura de fiscalização e combate ao fogo no Estado.

Números

Segundo dados da Defesa Civil, o Tocantins apresentou mais de 19 mil focos de queimadas no ano de 2012. Em 2013, esse número teve uma redução para 9.756 mil.

Texto: Gabriela Glória – Ascom/Semades