A tendência dos celulares ECO

A geração ECO, está por aí e vem crescendo muito dentro de grandes corporações, empresas e indústrias e isto é evidente em nosso dia-a-dia. As vezes pode-se imaginar que pode ser por redução de gastos ou por vezes  jogadas de markeing (o que eu acho mais provável), o que se vê na  verdade é um BOOM de marcas que se dizem ecológicamente corretas ou que se preocupam com esta nova linha. Bem, nesta matéria fiz um apanhado de notícias de blogs e sites mostrando as novas tendências desta linha verde que vem tomando o mercado. Ainda penso oque passa pela cabeça dos consumidores – comprar porque é mais rentável, porque é ecológicamente correto, porque tem uma boa tecnologia? – esta resposta acho melhor cada um refletir e dar o seu palpite. Enfim, vamos aos produtos. Cada produto com sua referência.

_____

A Motorola, esta lançando o novo telefone w233 que, apesar de ter poucas funções extras e ser bastante padrão, é feito à partir de garrafas tipo PET recicladas. A Motorola diz que o telefone é o primeiro aparelho mundial com produção neutra de carbono. Além disso, o celular vem empacotado em uma caixa eco-compatível de papel reciclado, usa 22% menos material e somente tinta à base de soja. O telefone também foi projetado para usar menos energia quando em uso. Visto aqui.

green

Clique na imagem para ver a fonte

Seguindo outras empresas, como a Nokia e a Motorola, a Sony Ericsson lançou seu projeto “GreenHeart”, que promete trazer produtos menos nocivos ao meio ambiente, mostrando como ela é boazinha e preocupada com economia de gastos o meio ambiente.

Para começar, a empresa trouxe dois novos aparelhos, o Naite e o C901 Cyber-shot (da foto acima), que vão ajudar a empresa a atingir meta de 20% de redução na emissão de carbono até 2015. Os aparelhos são fabricados com plástico reciclado e possuem baterias otimizadas, com menor consumo. O corte de produtos químicos foi observado até na tinta usada, que foi trocada por outra à base de água.

A embalagem foi reduzida e o manual foi embutido nos aparelhos, após ser digitalizado no formato HTML – porque poucos lêem manual para poupar a natureza. Com isso, pretende-se diminuir o impacto de cada aparelho celular em 15%.

O C901 GreenHeart possui câmera de 5 megapixels, e o Naite de 2 megapixels. Ambos possuem media player e FM, bluetooth, navegador e agenda, dentre outras coisas. Até o fone de ouvido que acompanha os aparelhos é amigo da natureza, por ser feito 100% com plástico reciclado.

Os dois modelos também trazem o Walkmate, aplicação que mede quanto quanto carbono você deixa de emitir ao caminhar em vez de usar seu carro. Ou seja, os celulares querem que você também se conscientize. Os aparelhos estarão disponíveis durante o segundo semestre de 2009. (Via @ivanmiranda)

ericson

As empresas de telefonia móvel parecem estar apostando nos consumidores responsáveis para lutar contra a recessão. Durante o Congreso Mundial de Celulares de 2009, em Barcelona, pelo menos três empresas já anunciaram telefones celulares alimentados por energia solar: Samsung, LG e a empresa chinesa ZTE.

Samsung Blue Star

Samsung-blue-star-movil-solarO modelo da Samsung é um telefone inteligente com touch-screen, e sua bateria é parcialmente carregada por um painel solar incorporado à parte posterior.

Se o telefone ficar sem bateria, o painel exposto ao sol pode fornecer energia suficiente para realizar uma chamada. Durante o lançamento, no entanto, não foi informado se o painel pode carregar totalmente o telefone, quanto tempo o processo levaria nem o preço de lançamento, previsto para meados de 2009 na Inglaterra.

O dispositivo possui outras características amigáveis ao meio ambiente: seu revestimento é feito em PCM, plástico proveniente da reciclagem de garrafas PET. Tanto o celular quando seu carregador não contêm substâncias tóxicas, como bromato, berílio e ftalato.

Este telefone também pode ser programado para funcionar em “Eco mode” (economia de energia), e virá com uma função que permite calcular quantas emissões de dióxido de carbono seu usuário economiza ao caminhar em vez de dirigir um automóvel.

LG

LG-telefono-solar LG lançou o seu “celular verde” durante o Congresso Mundial de Celulares 2009, em Barcelona. Assim como o da Samsung, ele vem equipado com um painel solar na parte posterior, que serve para carregar uma bateria interna.

Quando a bateria acaba, se o celular for exposto ao sol por aproximadamente 10 minutos, obterá energia suficiente para uma chamada de três minutos. A LG também afirma que se o aparelho for exposto ao sol por um período prolongado, a bateria poderá ser carregada completamente, com utilização plena de todas as funções.

Este celular será lançado na Europa no final de 2009.

A empresa também conta com um kit solar bluetooth para automóveis, denominado LG HFB-500, e anunciou o lançamento de uma série de modelos de fones de ouvido com materiais amigáveis ao meio ambiente.

ZTE Coral 200

ZTE-coral-200-movil-solarA empresa chinesa ZTE também apresentou seu modelo no Congresso Mundial de Celulares de Barcelona. O Coral 200 é um telefone básico, dirigido especificamente a países em desenvolvimento e áreas em que não existe rede de energia elétrica. Ele foi concebido principalmente para realizar chamadas e mensagem de texto.

De acordo com o jornal britânico The Times, o celular custará apenas 15 libras (cerca de 22 dólares) e estará disponível em junho de 2009 no Caribe e região do Pacífico Sul.

Durante anos, os telefones celulares foram alvo de críticas dos ambientalistas pela energia que consomem e a grande quantidade de resíduos que geram. No entanto, esta nova geração de celulares pode estar apontando os novos caminhos para um consumo mais responsável.

O divulgou no começo do ano o relatório “Green Electronics: The Search Continues”, que aponta os eletrônicos mais ecológicos do mercado, levando em conta aspectos como gasto de energia, reciclagem e toxicidade dos químicos usados na fabricação dos aparelhos. O título de “celular mais verde” ficou com o modelo F268 da , que não contém materiais tóxicos como o PVC.

A “onda verde” tem crescido com força entre as fabricantes de telefones celulares. Recentemente, durante a CES 2009, a apresentou o W233, feito a partir de garrafas plásticas recicladas. A também tem explorado materiais alternativos – o modelo W510, por exemplo, é feito de materiais naturais extraídos do milho.

Em alguns casos, o cuidado não fica restrito aos aparelhos: o 3110 Evolve, por exemplo, usa materiais recicláveis também em sua embalagem. O F268, primeiro colocado no ranking de celulares ecológicos do , assim como todos seus acessórios, não é feito com PVC ou BFRs (retardantes de chamas à base de bromo), substâncias prejudiciais ao meio-ambiente e que costumam ser usadas na fabricação de celulares.

Para o , a maioria dos aparelhos submetidos a avaliação mostra que é possível diminuir consideravelmente o uso de substâncias tóxicas em sua fabricação.

No relatório, a organização ambientalista internacional observa que houve grandes avanços no desenvolvimento de celulares “verdes”, principalmente em relação ao uso de químicos, uma tendência que deve crescer em 2009. Via: Terra Networks

____

Tá aí pessoal, a tendência é esta mesmo que venham mais e mais aparelhos “verdes” , não apenas na linha dos celulares mas também em outros produtos eletrônicos, pelo que se vê acho que logo logo não se verá mais garrafas PETs se depender das empresas (piada boba), mas se for para ajudar na redução de resíduos sólidos no meio, eu apoio a causa! Logo logo que ro discutir aqui sobre as campanhas das empresas de celulares sobre a devolução de aparelhos e baterias para reciclagem. Eu já contribuí para uma certa empresa e eu saí de lá com o sentimento de dever cumprido, mas muitos dizem que é mais um ganho que a empresa teem na reciclagem… na boa, se for para ajudar e eu sair de lá satisfeira com meu ato.. para mim tudo bem! Mas este assunto fica para uma outra ocasião!

Pessoal, muito obrigada pelos elogios que recebi, pela nova casa, nova roupa, fiquei muito feliz. Devo adiantar que novas ideias estão sendo analisadas e logo logo vocês terão conhecimento. Abraços e uma ótima semana.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

12 comentários em “A tendência dos celulares ECO

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • Pingback:Bianca Moura

  • Pingback:Leonardo Silva

  • Pingback:martapavlak

  • Pingback:Tatiana Marisco

  • Pingback:Biosfera

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • 8 de junho de 2009 em 7:12
    Permalink

    Daine,

    Acho estas inciativas um pouco enganosas. O problema da matéria príma é sério, mas o pior é o consumismo mesmo. Não importa ser de PET ou não, celulares precisam de vários outros elementos químicos que são nocivos (tanto na aquisição, quanto no descarte). Temos que combater o consumismo e não virarmos mais um público alvo para eles. É da moda agora ser verde! As coisas se inverteram! Esses caras são muito inteligentes.
    Abraços

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • Pingback:Eng. Daiane Santana

  • 7 de agosto de 2010 em 13:19
    Permalink

    PARABÉNS A TODOS OS ENVOLVIDOS NESSA CAMPANHA DE PRODUTOS ECOLOGICAMENTE CORRETOS ,O MEIO AMBIENTE AGRADECE E NÓS SERES HUMANOS SÓ TEMOS A GANHAR QUANDO CAMINHAMOS DE MÃOS DADAS COM A NATUREZA….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.