Tecnologia da Informação Verde

Nas últimas décadas entramos na era da tecnologia, o que trouxe para o nosso cotidiano o uso do computador, impressoras, scanners, e uma dezena de outros itens revolucionários.


Hoje é praticamente impossível encontrar alguma empresa ou profissão que não exija o conhecimento e domínio dessas ferramentas.

À medida que mais e mais itens foram chegando ao mercado, a substituição dos velhos modelos de computadores passou a gerar problemas, especialmente ao meio ambiente quando estes eram descartados sem maiores cuidados.

A Tecnologia da Informação Verde, também conhecida como TI Verde ou na sua versão em língua inglesa “Green IT”, refere-se justamente a preocupação com o impacto dos recursos tecnológicos na natureza.

A TI Verde é um conceito amplo e ainda está em construção em vários países, que tem produzido diversificada legislação para tratar desse tema. No Brasil pesquisadores e ambientalistas têm proposto leis ambientais definindo critérios para eliminar e reduzir impactos ambientais de atividades relacionadas à área da Tecnologia da Informação.

Redução de recursos e insumos na produção, utilização de matéria-prima e substâncias menos tóxicas na composição dos computadores e acessórios, aparelhos que economizam mais energia, reciclagem e reutilização são alguns dos temas principais da “TI Verde”.

Para muita gente, o conceito de TI Verde ainda soa bem estranho, mas é fato que cada vez mais empresas e instituições públicas têm adotado seus princípios.

Acredito que ainda é preciso maior conscientização do cidadão comum que cada vez mais incorpora o computador como item indispensável de seu lar, para que comece a praticar a TI Verde em casa e, assim, colabore com a construção de um mundo mais sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.