Até que ponto os atentados a Paris podem interferir no meio ambiente?

Torre_Eiffel_Luces_Apagadas

Estava ontem pensando, “será que este atentado terrorista a Paris afetará algo sob o meio ambiente?” Até ontem não tinha tido nenhuma resposta, até me  recordar da COP21 que ocorrerá justamente na França em dezembro!

Há aproximadamente 2 semanas, participei do evento “Fórum Estadual de Mudanças Climáticas” em Palmas/TO que representava o “Workshop Regional sobre Mudanças Climáticas”. Até chegar a capital do Tocantins, este workshop passou por outras cidades no estado como, Araguaína, Araquatins, Dianópolis  e Gurupi. Em todos eles a discussão era a mesma, ideias para a COP 21 na França!

Já foram feitos simultaneamente outros eventos regionais e estaduais com participações de entidades federais, estaduais, instituições de ensino e pensadores. Nestes workshops eram apresentados painéis, cada um com um pergunta: painel de ações,  “Quais são as ações que podem ser desenvolvidas para reduzir a emissão de gases do efeito estufa – GEE?”,  adaptação “Como você irá se adaptar às mudanças climáticas?” e capacidade “Como você irá garantir a capacidade financeira institucional e de força de trabalho para desenvolver ações para a redução de GEE?” , no qual em todos os três eram discutidos “o que”, “quem”, “onde”, Quando” e “como”, com justificativas de fragilidades e potencialidades para cada painel.

Alguns exemplos: ação de recuperação de áreas degradadas; Quem? Ruraltins, Embrapa, Seagro e Naturatins; Onde? Municípios que apresentam áreas mais extensas degradadas; Quando? até 2025; Como? Plantio direto e terraceamento, transporte de sementes, entre outros.

Capacidade de parceria público/privada, Quem? Governo e setor privado, Onde? Todo o estado, Quando? A curto prazo, Como? Acordos de cooperação.

Adaptação de financiamento de energia solar residencial, Quem? Bancos públicos e privados e BNDS, Onde? Regiões do Tocantins e projetos habitacionais, Quando? imediato, Como? parcerias e subsídios estaduais.

Fórum Estadual

Desta forma foram dadas várias ideias e discutidas entre todos. Esta discussão tem o objetivo de gerar um relatório (que vou apresentar aqui no blog) e ser encaminhado a câmara técnica, a partir dos resultados do relatório, define as metas estaduais e redução de emissão de GEE e isso será apresentado no fórum estadual, e a câmara técnica elabora o anexo tocantinense do under 2 mou que será apresentado na COP21! Mas o que é tudo isto?

O Under 2 MOU foi originado a partir de uma parceria entre a Califórnia e Baden-Württemberg a partir do desejo de reunir estados ambiciosos e regiões dispostas a fazer uma série de compromissos-chave para a redução de emissões e para ajudar a galvanizar a ação na COP 21. A ideia central para o acordo é que todos os signatários concordem em reduzir suas emissões de gases de efeito estufa 80 a 95%, ou o limite de 2 toneladas de equivalente CO2 per capita, em 2050. As jurisdições são convidados a assinar o Memorando de Entendimento até a COP 21 em dezembro.

  • Ele reúne governos subnacionais dispostos a comprometer-se a reduzir os seus gases de efeito estufa (GEE) 80-95% abaixo dos níveis de 1990 até 2050 ou atingir uma meta de emissões per capita de menos de 2 toneladas métricas em 2050;
    Está em linha com os níveis necessários para limitar o aquecimento global abaixo de 2 graus Celsius emissões cientificamente estabelecidos;
    Oferece uma oportunidade para os estados, regiões e cidades para compartilhar ideias e melhores práticas sobre a forma de reduzir os GEE e promover as energias renováveis;
    Fornece um modelo para outros signatários para se juntar;
    Constrói dinâmica e colaboração à frente da Conferência de Mudança Climática da ONU em Paris em dezembro e incentiva uma maior ambição nacional para essas negociações;
    Traz a atenção internacional para as ações e metas de redução ambiciosas dos líderes do clima a nível subnacional em todo o mundo;
    Demonstra o impacto coletivo dessas ações e compromissos entre os estados, regiões, cidades e países; e
    Destaca a diversidade de abordagens para reduzir as emissões.

E aí? Terá COP21? As decisões futuras ao meio ambiente pelas nações representantes será afetado? Hoje pela manhã o G1 apresentou uma matéria tranquilizando, onde Paris resolve cancelar apenas os eventos paralelos da cúpula do clima  – COP21 – após os atentados.

O evento continua, porém, confirmado para o período de 30 de novembro a 11 de dezembro, disse o primeiro-ministro francês, Manuel Valls. “Todos os chefes de Estado e de Governo do planeta virão e devem passar uma mensagem mundial de apoio e solidariedade à França”, disse Valls à rádio RTL. “Nenhum chefe de Estado, nenhum chefe de Governo apresentou um pedido de adiamento.” “Com certeza, uma série de eventos previstos não acontecerão. Sem dúvida, (o encontro) ficará limitado à negociação”, completou o chefe de Governo. “Estamos examinando, mas toda uma série de atividades externas à COP, toda uma série de shows, de eventos do tipo festivo serão cancelados, sem dúvida nenhuma.”

Como eu disse, menos mal, mas com certeza o clima de insegurança e desconfiança estará pairando sob todos. O mundo precisa desta discussão e às pessoas precisam de proteção! Espero que todo o trabalho que vem sendo feito pelos Estados e municípios não seja em vão. Que em Dezembro eu possa vir aqui, apresentar o que às nações resolveram sobre a interação do meio ambiente e dos homens!

 

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.