Parques de SP têm aparelhos de ginástica

Desde o ano de 2009 a prefeitura de São Paulo instalou o projeto de academias de ginásticas nas praças. E por incrível que parece deu certo.  Mesmo os aperelhos sendo limitados a um carga única de esforço físico, tem pessoas que sempre utilizam como forma de perder peso.  Para os jovens a intensidade deve ser aumentada aos poucos, nestas academia isso não acontece. Por isso deve ser usada mais por idosos. Também é importante usar tênis e uma roupa leve que não atrapalhe o movimento do corpo. “O ideal é usar todos os equipamentos e com assiduidade”, para quem o lugar também é muito bom para desestressar.

Os equipamentos são bons, abrangem um grande número de exercícios, mas deveriam ter instruções sobre o uso. Como os aparelhos são de pouca intensidade há um risco pequeno de as pessoas se machucarem ou sofrerem lesões caso usem de forma errada. Os equipamentos exercitam melhor pessoas mais velhas porque os jovens precisam de uma carga mais intensa.

Thiego Reis

Thiego é um pesquisador e um observador do progresso tecnológico da humanidade. Ele também é um entusiasta do pensamento humano e um defensor do ambiente amigável de energia alternativa.

5 comentários em “Parques de SP têm aparelhos de ginástica

  • 21 de setembro de 2012 em 12:41
    Permalink

    Aqui no interior do Tocantins também tem, em praças!
    São cidades onde há várias pessoas que caminham no fim da tarde, achei bem interessante. Aqui em Palmas/TO, além de alguns destes equipamentos, ainda tem (ou tinha, nãos ei se ainda está em funcionamento) uma equipe que ajuda o pessoal a alongar.
    Bem legal a iniciativa =)

  • 21 de setembro de 2012 em 12:48
    Permalink

    Lá no meu estado não tinha, achei legal. Mas uma forma de lazer barata, e de fácil acesso.

  • 22 de setembro de 2012 em 15:43
    Permalink

    Essas academias de ginástica ao ar livre estão sendo incentivadas em todos os estados, é até uma iniciativa com apoio do governo federal. Claro que elas possuem problemas, como o fato de não existirem instrutores, mas podem ser uma boa ideia para quem souber utilizá-las. Outro problema, em muitas cidades, é a depredação. Mas aí é uma questão do município e é uma pena que isso aconteça em muitos locais. De maneira geral, acho que as academias ao ar livre são uma ótima ideia e devem ser levadas em frente, não só em São Paulo, como também em outras cidades.

  • 25 de setembro de 2012 em 14:35
    Permalink

    Já vi isso em alguns locais que passei por São Paulo. Sempre fiquei pensando ‘quem usa isso são pessoas que já conhecem um pouco a rotina da academia e querem algo mais barato’ e por incrível que pareça, a postagem me incentivou a não perder a oportunidade quando encontrar a mais perto de casa, mesmo que eu não saiba muito sobre cada item. Desejo mesmo que este projeto seja levado a sério e quem sabe os que entendem de ginástica não passem a fazer boas ações gratuitas / voluntariamente não é? hehe

  • 15 de fevereiro de 2013 em 21:12
    Permalink

    A iniciativa dos aparelhos é louvável, entretanto temos que cobrar a MANUTENÇÃO dos mesmos pelo Poder Público, pois não está sendo feita, o argumento é: sai mais barato para o Estado-Nação a prevenção da saúde da população, que as doenças por falta de exercícios físicos e até estímulo à corrigir uma alimentação inadequada que alguns cidadãos usuários destes equipamentos vêm a fazer, falo como cidadã usuária dos aparelhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.