Programa Natureza Empreendedora divulga os vencedores da edição 2020

Cerveja sustentável, delivery de pesca artesanal e agência de turismo regenerativo foram os selecionados pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza

Foto: Barra do Ararapira, dentro do Parque Nacional do Superagui, no município de Guaraqueçaba (PR). Local faz parte da Grande Reserva Mata Atlântica. Foto: Zig Koch.

A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza anunciou nesta última terça (8) os três negócios de impacto socioambiental positivo vencedores do Programa Natureza Empreendedora: o delivery online Olha o peixe!, a cervejaria Porto de Cima Brewing e a empresa turística Ekoways. O primeiro vai receber R$ 10 mil, enquanto os outros dois ganharão R$ 5 mil cada.

Lançado em 2019, o Natureza Empreendedora é uma iniciativa que busca fortalecer e dar visibilidade a empreendimentos inovadores que contribuam com a conservação da biodiversidade na Grande Reserva Mata Atlântica – o maior remanescente contínuo do bioma no Brasil, englobando áreas em São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

“É crescente a quantidade de empreendedores que têm a preocupação de desenvolver seus negócios de forma a contribuir com a conservação ambiental, sem gerar danos à natureza e contribuindo com o desenvolvimento local. Essa é uma realidade com potencial ainda maior na Grande Reserva Mata Atlântica, o que reforça a importância de fomentar, estimular e acelerar esses negócios”, comenta o coordenador de Negócios e Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário, Guilherme Karam.

Os negócios ganhadores do Natureza Empreendedora foram selecionados por um comitê que avaliou critérios como viabilidade técnica e econômica, impacto ambiental positivo e visão de futuro. Eles foram escolhidos dentre 20 empreendimentos que participaram de um processo de mentoria e aceleração conduzido pela Fundação Grupo Boticário, em parceria com o Sebrae-PR, ao longo de três meses. Entre os conteúdos trabalhados estão Teoria da Mudança e Modelo C, neuroliderança, design de produtos, experiência do usuário, gestão financeira, mensuração de impacto e storytelling.

Os negócios participantes da edição de 2020 estão sediados no Paraná e têm como foco de atuação 15 municípios da Grande Curitiba e do Litoral do Paraná: Adrianópolis, Antonina, Bocaiúva do Sul, Campina Grande do Sul, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Paranaguá, Piraquara, Pontal do Paraná, Quatro Barras, São José dos Pinhais, Tijucas do Sul e Tunas do Paraná.

Os vencedores

Olha o peixe! é um serviço de entrega de produtos da pesca artesanal, aproximando quem produz o alimento de quem o consome e fortalecendo as comunidades pesqueiras e o consumo consciente. A empresa define o valor do produto em conjunto com os pescadores locais e comercializa o pescado por meio de um clube de assinaturas ou por vendas semanais pela internet. Entre os clientes estão consumidores finais e restaurantes da Região Metropolitana de Curitiba.

A empresa, cuja sede fica em Pontal do Paraná, não trabalha com espécies ameaçadas de extinção, leva informação técnica sobre os pescados aos clientes e usa embalagens ecológicas, de forma que o consumidor não olhe apenas o peixe que está comprando, mas todas as vidas por trás desses alimentos.

Já a Ekoways é uma empresa turística que aposta em um segmento ainda pouco explorado no Brasil: o turismo regenerativo. Seu objetivo é criar pacotes de experiências que impactem direta e positivamente a qualidade do meio ambiente. Para isso, a Ekoways trabalha somente com fornecedores que comprovem ter saneamento ecológico e uma correta gestão de resíduos. Incentiva ainda o turismo de base comunitária como forma de empoderamento das comunidades locais.

Durante os roteiros guiados, o viajante recebe informações sobre a flora e a fauna locais, com destaque para espécies ameaçadas de extinção, para que conheçam os processos de regeneração da floresta. Além disso, na pré-viagem, a empresa – localizada em Curitiba – fornece um check-list instruindo o viajante a optar por repelentes e produtos naturais e levar um “kit viajante sustentável”, com talheres e copos reutilizáveis para evitar o consumo de descartáveis.

Sediada no distrito de Porto de Cima, em Morretes, a Porto de Cima Brewing é uma nanocervejaria que produz chopes e cervejas artesanais, sem adição de conservantes químicos e carbonatados naturalmente. São quase 30 estilos diferentes e exclusivos vendidos em garrafas e a granel.

A área onde a fábrica está localizada tem 43 hectares de mata nativa, sendo que 17 são protegidos por uma reserva particular do patrimônio natural – a Pousada Graciosa. Em todos os rótulos das bebidas, a Porto de Cima Brewing divulga elementos da flora e da fauna da Mata Atlântica, chamando atenção para a riqueza da floresta. Além disso, a cervejaria também usa ingredientes de espécies nativas na composição de alguns de seus rótulos, resgatando sabores regionais e apoiando outros produtores artesanais locais, quando os produtos deles viram ingredientes das cervejas e dos chopes. Com isso, a empresa consegue agregar valor ao turismo local, propiciando experiências autênticas e genuínas aos visitantes nacionais e internacionais que passam pela região.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do Portal VivoVerde, nascida e residente de Minaçu/GO e há 12 anos escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduada em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultor, ministra treinamentos nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @VivoVerde | Instagram: @DaianeVV | 063999990294

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.