[SMAVV] A água, seus estudos e definições

A partir de hoje o VV se dedica a SMAVV – Semana de Meio Ambiente do Vivoverde com matérias vinculadas aos elementos da natureza (água, terra, fogo e vento). Hoje, começo falando da água, que é uma substância encontrada em grande quantidade em nosso planeta, entretanto, nem toda essa água disponível pode ser aproveitada pelo homem.

água é um recurso natural abundante essencial para a existência de vida na Terra. O planeta Terra é constituído por uma extensa massa de água, correspondendo ao que conhecemos como hidrosfera. Além de estar presente na composição do planeta, a água também compõe parte do nosso corpo, permitindo-nos pensar que falar de água é falar de sobrevivência. Essa substância é utilizada em atividades essenciais ao ser humano, como a produção agrícola, e também usada como solvente universal.

A água era considerada um recurso inesgotável. Contudo, desde que foi considerada um símbolo de riqueza, por ter sido transformada em uma mercadoria, passou também a ser sinônimo de conflito. O mau uso, o desperdício, sua distribuição, bem como sua ocorrência são responsáveis por criar conflitos em diversas regiões do mundo. A preocupação com a disponibilidade de água é pauta frequente nas discussões ambientais e geopolíticas.

A hidrografia é a parte da Geografia que estuda as águas do planeta Terra. O termo também é utilizado para designar o conjunto das águas de uma região ou país. A maior parte da água total do planeta está concentrada em oceanos e mares, correspondendo a 97% da reserva hídrica. As águas continentais representam aproximadamente 2,7% da água do planeta Terra. Entre os objetos de estudo da Hidrografia estão:

  • Rios;
  • Oceanos;
  • Lagos;
  • Mares;
  • Geleiras;
  • Água do subsolo;
  • Água da atmosfera;

O estudo da hidrografia envolve diversos conceitos. Antes de entender o que é uma bacia hidrografia é preciso entender essas definições. Conheça alguns:
• Oceano: são os corpos d’água de grande extensão na Terra. A profundidade de um oceano pode chegar até 11 mil metros. Os três oceanos do planeta são o Índico, Atlântico e Pacífico;
• Mar: menores extensões de água. A profundidade vai até mil metros. O mar do Caribe, o mar Negro e o mar Mediterrâneo são alguns exemplos;
• Rio: é um tipo de água continental que percorre longas distâncias e chega até uma foz. Fornece água para atividades humanas e é fonte de alimento para a população; • Margem: são as partes da terra não alagada mais próxima dos rios. É dividida em margem direita e esquerda, sendo o sentido do rio a referência; • Nascente: cabeceira ou olho-d’agua é o local onde um rio inicia;
•  Leito: parte que a água do rio ocupa. Estende-se da nascente até a foz.

Já os rios podem ser classificados pela forma de escoamento da água e serão:
• Rios intermitentes: também chamados de temporários, são os rios que correm em certo período do ano e depois secam. Esse fator pode ser causado por fatores naturais ou ação antrópica; 
• Rios perenes: são os rios que correm durante todo ano e não apresentam períodos de seca. Às vezes recebe volume de águas de outros rios;
• Rios efêmeros: são os que se manifestam em épocas de chuvas intensas. São pouco comuns. 

Ciclo da água

O ciclo da água é o processo de transformação da água na natureza, passando de um estado físico para outro. Ele ocorre por meio dos processos de evaporação, condensação, precipitação, infiltração, transpiração e também pela transpiração dos seres vivos.

O ciclo da água na natureza é fundamental para a manutenção da vida no planeta Terra, uma vez que ele vai determinar a variação climática e influenciar o nível dos rios, lagos, mares, oceanos.

água presente nos rios, lagos, e etc, evapora e forma as nuvens na atmosfera. Quando as nuvens ficam sobrecarregadas, atingem altitudes maiores e a temperatura diminui, a água volta para a superfície da Terra através das chuvas. Esta água vai então para os oceanos, rios e lagos. Depois, a água evapora novamente, completando o ciclo.

Passo a passo do Ciclo da Água

ciclo da água

Evaporação

O calor do sol aquece a água dos rios, lagos, mares e oceanos fazendo com que aconteça o fenômeno da Evaporação. Ocorre então a transformação do estado líquido da água para o estado gasoso, à medida que ela vai da superfície da Terra para a atmosfera.

Condensação

O vapor da água esfria, se acumula na atmosfera e se condensa na forma de gotículas que irão formar as nuvens ou nevoeiros. Ocorre então o processo de Condensação, que é a transformaçãodo estado gasoso da água para o estado líquido. As nuvens na atmosfera são, na verdade, gotículas de água líquida suspensas no ar.

Precipitação

Com muita água condensada na atmosfera, se inicia o processo de Precipitação, onde as gotículas suspensas no ar se tornam pesadas e caem no solo na forma de chuva. Em regiões muito frias, a água condensada passa do estado gasoso para o líquido e rapidamente para o estado sólido, formando a neve ou o granizo.

Infiltração

Quando o vapor de água condensado cai sobre a superfície terrestre, ocorre a Infiltração de uma parte dessa água que vai alimentar os lençóis subterrâneos.

Transpiração

Parte da água que se infiltrou no solo pode ser absorvida pelas plantas que, depois de utilizá-la, a devolvem à atmosfera por meio do processo de Transpiração.

A água também pode evaporar ou escoar sobre o solo e abastecer os rios que deságuam em mares e oceanos, reiniciando todo o processo do ciclo da água.

As Bacia Hidrográficas

Bacia Hidrográfica é a região que se caracteriza pela captação das águas da chuva que escoam pela chamada “rede de drenagem” (rede hidrográfica), formada pelos cursos de água como riachos, córregos, ribeirões e os rios.

Há dois aspectos que são fundamentais para a constituição das bacias hidrográficas: o relevo e a hidrografia.

O Brasil possui 12 regiões hidrográficas. Entre elas, pode-se destacar oito Bacias Hidrográficas:

Bacia Amazônica

Maior bacia hidrográfica do mundo, a Bacia Amazônica está localizada na região norte do país. Possui aproximadamente 7 milhões de km² de extensão, no qual cerca de 4 milhões de km² estão no território brasileiro. O principal rio da Bacia Amazônica é o rio Amazonas e  seus principais afluentes são os rios: Negro, Solimões, Madeira, Purus, Tapajós, Branco, Juruá, Xingu e Japurá.

Bacia do Tocantins-Araguaia

Maior bacia hidrográfica totalmente brasileira, a bacia do Tocantins-Araguaia está localizada nas regiões norte e central do país. Possui cerca de 2.500 km e seu nome é proveniente da união dos nomes dos rios mais importantes da bacia: rio Araguaia e rio Tocantins.

Bacia do Rio Parnaíba

Localizada na região nordeste do país, a bacia do rio Parnaíba possui cerca de 340 mil km² de extensão. O principal rio é o Parnaíba e seus principais afluentes são: Parnaibinha, Gurguéia, Balsas, Medonho, Uruçuí-Preto, Poti, Canindé e Longa.

Bacia do Rio São Francisco

Localizada na região sudeste, em Minas Gerais, e em maior parte na região nordeste do país, a bacia do rio São Francisco possui aproximadamente 640 mil km² de extensão. Seu principal rio é o rio São Francisco e seus principais afluentes são os rios: Pardo, Paraopeba, Jequitaí, Pará, Abaeté, Grande, Verde e das Velhas.

Bacia do Paraná

Localizada na região sudeste e sul do Brasil, a bacia do Paraná possui cerca de 800 mil km² de extensão. O principal rio é o Paraná e recebe águas de muitos afluentes, em especial os rios: Grande, Tietê, Paranapanema.

Bacia do Rio Paraguai

Localizada na região centro oeste do país, a bacia do Paraguai possui cerca de 1.100.000 km² de extensão. O principal rio é o Paraguai, um dos afluentes do rio Paraná.

Bacia do Rio Paraíba do Sul

Localizada na região sudeste, a Bacia do rio Paraíba do Sul possui cerca de 60 mil km² de extensão. Seu principal rio é o Paraíba do Sul, que está nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Seus principais afluentes são os rios: Paraibuna, Jaguari, Buquira, Pomba, Piabanha e Muriaé.

Bacia do Rio Uruguai

Localizada na região sul do Brasil, a bacia do rio Uruguai possui cerca de 385 mil km² de extensão, nos quais 180.000 km² estão no território brasileiro. Seu principal rio é o Uruguai, e seus principais afluentes são os rios: Peixe, Chapecó, Peperi-Guaçu, Passo Fundo, Ijuí, Negro e da Várzea.

Bacia Platina

A Bacia do rio da Prata (Bacia Platina), formada pelas Bacias do Uruguai, Paraná e Paraguai, é considerada uma das maiores bacias hidrográficas do mundo, possuindo cerca de 3 milhões km² de extensão, e nos quais 1,4 milhão km² está localizada em território brasileiro.

Fontes: beduka | Brasilescola | maisbolsas

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do Portal VivoVerde, nascida e residente de Minaçu/GO e há 12 anos escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduada em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultor, ministra treinamentos nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @VivoVerde | Instagram: @DaianeVV | 063999990294

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.