Toma deste lixo que ele é seu!

topoBAD09

toxic_waste_warning_by_nocturnal_devil

Para início de conversa é melhor entender as definições de lixo e resíduo. Chama-se de lixo tudo aquilo que para “você” já não presta mais, considerado inútil, supérfluo, e/ou sem valor, gerado pela atividade humana. Já os resíduos são estes materiais no qual já não servem mais e ainda aqueles que podem servir para alguma outra atividade, mesmo depois de descartado. São chamados frequentemente de resíduos sólidos recicláveis. Muito do lixo pode ser reutilizado através da reciclagem, desde que adequadamente tratado, gerando fonte de renda e empregos, além de combater a poluição ambiental. O fato de tê-lo jogado fora ou não é uma questão de conhecimento, assim como a própria denominação lixo soa falha por diversas vezes.

Os resíduos são classificados dependendo de sua origem, como os domésticos que em sua maioria são provenientes de lixo orgânico (alimentos), resíduos comerciais (em sua maioria papel, papelão e plástico), resíduos industriais (esta categoria depende muito do material que é trabalhado dentro da indústria como alimentos, madeiras, tecidos, couros, metais, produtos químicos e outros). O lixo da área de saúde – ou hospitalar requer muito cuidado, afinal de contas pode haver material patogênico, podendo transmitir doenças. Ele é composto por seringas, vidros de remédios, algodão, gaze, órgãos humanos, etc. deve ter um tratamento diferenciado, desde a coleta até a sua deposição final. Resíduos de limpeza pública (o nome já diz, provém da limpeza da cidade, contém folhas, galhos de árvores, papéis, plásticos, entulhos de construção, terras, animais mortos, madeiras e móveis danificados), resíduos de construção e demolição abreviadamente conhecidos por RCD, são provenientes de obras de construção, reconstrução, ampliação, alteração, conservação e demolição e da derrocada de edificações, assim como os solos e lamas de escavação. E ainda têm os resíduos nucleares que são decorrentes de atividades que envolvem produtos radioativos, entre outros. E ainda há uma classificação (por composição) de inorgânicos e orgânicos, secos e molhados.

Os métodos de tratamento são variados: aterros sanitários, incineradores, compostagem, biogasificação, confinamento permanente (lixo altamente tóxico e duradouro, e que não pode ser destruído, como lixo nuclear, precisa ser tratado e confinado permanentemente, e mantidos em algum lugar de difícil acesso, como túneis escavados a quilômetros abaixo do solo, ou até mesmo no mar) e reciclagem. Lembrando que: lixo nuclear deve ser isolado, enquanto lixo hospitalar deve ser incinerado.

Para mim, o lixo que se deve ter mais cuidado e atenção é o lixo tóxico pois ele provém de substâncias com propriedades químicas altamente nocivas ao ambiente. Os resíduos liberados por esses tipos de lixo podem se acumular nos níveis tróficos das cadeias e teias alimentares, podendo extinguir espécies e ainda causar gravíssimos problemas de saúde nos humanos. Todo lixo tóxico gerado deve ter um destino correto para que não fique exposto aos fatores que virão a contribuir para que aconteça uma contaminação. Desde crianças que brincam pelas ruas a cachorros que vasculham lixeiras ao nível do solo. Ese tipo de lixo no que pode conter até agrotóxicos, encontramos algumas substâncias como chumbo, cádmio e mercúrio, altamente tóxicas e nocivas à saúde.

Segundo o clínico geral Clóvis Tomasi, diversos tipos de doenças como intoxicações, câncer de próstata, de mama, de testículos, ovário, e muitas outras podem vir a ser causadas por agrotóxicos. As pilhas e baterias causam intoxicações graves caso tenha contato com liquido que sai do material quando o mesmo esta corroído e intoxicações leves caso ingerir alimentos cultivados com água ou solo contaminado pelos metais pesados das pilhas e baterias. Os Agrotóxicos influenciam na cadeia hormonal, podendo até mesmo alterar o ciclo menstrual de agricultoras e na qualidade e quantidade do esperma dos agricultores. Com o decorrer do tempo as pessoas que consomem produtos cultivados com agrotóxicos, podem acabar ficando doentes, afinal com o decorrer do tempo pode-se ter uma intoxicação grave, pois você esta ingerindo um pouco de veneno a cada produto ingerido.

Guild-biogas-purification-system_360w

Muito do lixo que é descartado por nós é tóxico, como por exemplo as pilhas, baterias, tintas, resíduos industriais entre outros. Eles podem causar vários danos ambientais e de saúde também, caso não sejam devidamente tratado. Mas existem também aqueles resíduos que são altamente tóxicos, como os nucleares e hospitalares (como disse anteriormente do seu fator de periculosidade).

LEMBRE-SE
Quando  empresas de telefonia promovem campanhas de devolução/coleta de baterias , não pense você que  com esta ação a empresa está gerando apenas lucro para ela, lembre-se que o seu ato de depositar aquela bateria inutilizada e até a carcaça de seu celular que “você considerou” como lixo, poderá ter um destino qualificado e deixará de ser um fator de perigo para você e sua família).

_____________________________________________________________________

Matéria que escrevi para o Blog Nerd Somos Nozes para o Blog Action Day.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

4 comentários em “Toma deste lixo que ele é seu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.