Biocombustível feito a partir de fraldas sujas

Um grupo de engenharia britânico, Amec, está desenvolvendo uma pesquisa para gerar combustível a partir de fraldas sujas. A ideia é utilizar as fraldas descartáveis e outros plásticos recicláveis para criar uma espécie de diesel sintético.

A Agência de Proteção Ambiental Americana prevê as fraldas descartáveis representam cerca de 1,5% do lixo total do país. Se fossem usadas para fabricação de combustível, além de reduzir o lixo as fraldas usadas poderiam ajudar a economizar outras fontes de energia.

O processo ainda está em estágio de teste, o que significa que pode estar longe de chegar ao mercado.

bebê

Isto me fez lembrar da eterna comparação com o uso das fraldas de pano e estas descartáveis, com esta inovação nos combustíveis a partir de fraldas descartáveis já utilizadas seria uma “mão na roda” em vários aspéctos, posso enumerar, diminuição deste material em lixões, reaproveitamento de material, novas tecnologias para o conforto do bebê, além de rapidez agilidade às mulheres, entre outras coisas.

Há quem ficará feliz em saber que poderá contribuir com os biocombustíveis, mas isto terá que ser feito de forma controlada e organizada, com postos de coleta e educação ambiental. Creio que isto estará em pauta, é esperar para ver.

Fonte: Insone / Meio Ambiente

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Um comentário em “Biocombustível feito a partir de fraldas sujas

  • 16 de setembro de 2010 em 18:48
    Permalink

    Achei a ideia ótima…..acompanhe o trabalho e nos mantenha informada por favor…bjcas,mimirabolantes p/ vc…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.