Incêndio no Parque Estadual do Cantão – TO é tido como criminoso

Neste último sábado o Parque Estadual do Cantão (PEC) que fica em Caseara – TO, foi agravado por uma ocorrência de incêndio criminoso. Fui saber de toda esta história na segunda-feira, 08, e ainda ontem o Naturatins, orgão no qual eu trabalho e realiza ações no PEC encaminhou uma nota sobre o caso, segue na íntegra:

 

O Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins, órgão responsável pela gestão das Unidades de Conservação do Estado, manifesta repúdio à ação criminosa de incêndio das estruturas do Parque Estadual do Cantão, em Caseara. O incêndio criminoso começou por volta das 21h30 deste sábado, 05, e foi contido graças à ação rápida da equipe do parque e de Palmas, que trabalhava na UC e aos equipamentos de combate a incêndio adquiridos em 2011, um trator e um tanque de água. Com a agilidade, a equipe retirou os veículos, barcos e motores das chamas, perdendo apenas a estrutura da garagem, o píer e a guarita.

 

Este órgão esclarece também que o caso foi passado à polícia Civil, que já realizou a perícia do local e inicia as investigações para apuração. Esta gestão acredita que tal atitude seja em virtude dos trabalhos de efetiva fiscalização realizados na região, e garante que tal atitude não intimida, e sim, faz com que os trabalhos sejam reforçados para garantir a preservação da rica biodiversidade local.

 

Tal atitude configura-se um atentado ao patrimônio público Nacional, uma vez que o Cantão abriga fauna do Cerrado e Amazônia, fazendo parte do programa do Governo Federal, ARPA – Áreas Protegidas da Amazônia.

 

Atenciosamente, Assessoria de Comunicação do Naturatins

Fotos:

Conversando com uma amiga, fica claro o sentimento de revolta que é gerado perante o caso, e como ela mesma disse:

 

Nós que trabalhamos e vivemos a realidade dos parques no TO, nesta hora temos que divulgar e apoiar nossos técnicos e funcionarios do PEC que la estavam e fizeram o possivel para diminuir os efeitos devastadores do fogo nas estruturas da sede. Temos que compartilhar para mostrar o alto grau de repudio aos que cometeram esse crime contra nós funcionarios, o órgão, o estado e ao meio ambiente que não tem que pagar pela insatisfação de uns para com a gestão e ou gestores do PEC. O CANTÃO É PATRIMONIO DE TODOS NÓS! – Melissa Decaria (@Meldecaria)

Faço minhas, suas palavras…

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

3 comentários em “Incêndio no Parque Estadual do Cantão – TO é tido como criminoso

  • 8 de maio de 2012 em 12:54
    Permalink

    Registramos a nossa revolta com o ocorrido. Destacamos que tal atitude é revoltante e nada se justifica para tais fatos.

    Nossa empresa de ecoturismo no município do Parque do Cantão, e esperamos que os culpados sejam punidos pelo rigor da Lei. Além de realizar toda a recuperação das estruturas construidas com dinheiro publico. Dinheiro nosso.

    Atenciosamente
    Leonardo azevedo
    Diretor da CCTrekking Adventure

  • 8 de maio de 2012 em 23:10
    Permalink

    É MUITO TRISTE, ESPERO MESMO QUE OS RESPONSÁVEIS SEJAM PUNIDOS POR ESTE ATO TÃO BAIXO.

  • 9 de maio de 2012 em 11:12
    Permalink

    Covardes, ladrões de galinha. A palha ia ser trocada mesmo por telhas, e todos os veículos sobreviveram, graças a bravura dos funcionários do Parque. Graças a eles, não aconteceu o verdadeiro desastre, que seria o fogo passar para o cerrado e queimar o verdadeiro patrimonio do PEC. As estruturas em breve estarão reconstruidas, mais bonitas do que antes.

    Agora é mostrar quem manda – o Estado ou os ratos. E provar para esses covardes que brasileiro não cede a terrorismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.