Profissional da área ambiental x Ambientalistas

Neste fim de semana estava conversando com amigos em um bar em Palmas/TO e chegamos à esta discussão. A diferença entre os profissionais da área ambiental e os ambientalistas.

Hoje é fácil encontrar alguém no mundo que fale sobre às questões ambientais, principalmente na tão comentada expressão “sustentabilidade”, hoje há eventos, projetos, programas, revistas, lojas e várias outras coisas sustentadas nesta expressão que nada mais é que (ao meu ver) uma palavra criada pelas pessoas/mídia/empresas e que se perdeu muito o seu sentido, ou melhor o seu real significado.

Me recordo muito bem que quando estudante de ensino médio caiu em uma prova a pergunta: “O que é sustentabilidade? Defina suas funções”. Confesso que pedi cola e mesmo assim não consegui responder. Durante minha formação em Engenharia Ambiental este episódio nunca saiu da minha cabeça, até mesmo a idealização deste blog partiu um pouco deste momento.

A sustentabilidade, pelo menos a expressão denota algo “perfeito”, melhor, algo que no seu processo de início, meio e fim não haverá nenhuma falha, algo sustentável deveria ser  algo que em todas as fases ela se reutilizaria, entraria em uma recomposição, se transformaria, se renovaria. Sem nenhum impacto ambiental negativo.

Para ilustrar, é como se fosse a cadeia  alimentar. A planta nasce, cresce, se reproduz e morre, ao crescer e se reproduzir, um ser virá e a comerá, este ser será “talvez” comido por algo e será “comido” por outro ser, que poderá morrer de causas naturais e se decompor e voltar a terra que ajudará esta terra a criar nutrientes que são bons para as plantas e por ai vai… Compreendeu? Mesmo assim, a cadeia alimentar ainda gera impactos ambientais negativos… ou seja, nada é tão sustentável assim!

Uma vez encontrei um projeto (folder) que eu disse “Este sim, é um projeto sustentável!”, mas fui dar uma analisada melhor… Era um projeto na caatinga para famílias que passavam por escassez de água, haviam plantas que ajudavam na dessanilização das águas, além disto esta planta gerava alimento às famílias, além de comida para os animais e afins (não me lembro de todo o processo), querendo ou não este projeto também gerava impactos ambientais negativos…

Mas enfim, você é das pessoas que pensam que “TODOS” os profissionais da área ambiental são ambientalistas? Caso você pense assim… terei que te ajudar a esquecer isto de sua VIDA! Pelo menos na parte de definição.

Não… nós da área ambiental não somos ambientalistas, claro que, se partir da generalização… não! Não que eu esteja fugindo da raia ou me revoltando com algo, a intenção desta matéria não é esta. Muito me irritava nestas eleições às pessoas terem a certeza que eu iria (teria) que votar na Marina Silva, alguns diziam até que “a comparação era obvia”. Não não, somos pessoas normais, brigamos pelas causas ambientais desde que siga uma linha lógica e voltada para a conservação do meio ambiente! Mas na questão da política, a análise deveria ser bem mais ampla!

Os profissionais da área ambiental são “instruídos”, aprendem na faculdade (geralmente durante 5 anos) à gerar soluções para os problemas ambientais, causados pelos homens ou não, sim, às causas naturais também são analisadas e digo mais, respeitadas.

Os ambientalistas (alguns) ao meu ver são muito extremistas (diga-se os eco-chatos), claro que tem profissionais da área ambiental que se intitulam. As vezes falam besteiras demais em prol da algo que não se tem o conhecimento devido, nem tudo que é intitulado ambiental, deve-se abraçar, há projetos por aí toscos demais e muitos o segem. Procuro muito analisar isto, até mesmo para trazer ao meu blog.

Acho que muitos confundem também às pessoas que tem um conhecimento empírico da Natureza ou que aprendeu com os avós e que abraça a causa com unhas e dentes, estas pessoas eu tenho um respeito muito grande, porque há coisas em que só a vida (família ou especialista empírico) ensina, nem mesmo a faculdade! Mas estas pessoas é muito fácil de perceber a diferença, estes sim são ambientalistas e detém a força e a capacidade de liderar projetos ambientalistas/ambientais com louvor.

Empresas que trabalham à “sutentabilidade”, hoje já começo a tapar os olhos para esta expresssão e já analiso o que a empresa quer… se há algo que vai gerar mais impactos ambientais positivos do que os negativos… ai sim, parabéns! Você está no VivoVerde.

Há pessoas que acham que nós profissionais da área ambiental somos figurinhas voltadas para o meio ambiente 24 (vinte e quatro) horas por dia, não não, somos pessoas normais, temos nossos deslizes, porém temos às atitudes ambientais bem apuradas em nossas mentes e sabemos o que falar o que é certo ou o que é errado, se eu falar que sou uma pessoa perfeita (susntatável) estarei mentindo muito há vocês, posso dizer que eu sou uma pessoa que procuro muito em me policiar e tenho eu minhas atitudes ambientais. O Desafio Unilever mesmo, está vindo como um desafio pessoal também, há coisas  que eu faço sem nem perceber e o Desafio me relembrou que é algo legal para o meio ambiente.

Bom, é isto! Você que é da área ambiental, já passou por um aperto assim? Você que é (ou se acha) ambientalista, você tem certeza disto? Há…. na boa, são denominações e definições demais na minha vida!

Por Daiane Santana (@DaianeVV)

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

4 comentários em “Profissional da área ambiental x Ambientalistas

  • 13 de outubro de 2010 em 15:24
    Permalink

    Adorei o post, muito bom!!!
    A questão ambiental é muito complexa, há vários fatores envonvidos, dentre eles sentimentos.
    E nós profissionais temos o dever de buscar a técnica e a racionalidade para lidar com o meio ambiente!

  • 13 de outubro de 2010 em 18:46
    Permalink

    Disse tudo! Passou da hora desse pessoal se tocar e ver que a área ambiental/sustentabilidade não é oba-oba.
    Esse tipo de confusão é comum em outras áreas também, infelizmente.
    bjo!

  • 11 de novembro de 2010 em 15:06
    Permalink

    muito oba oba nessa area

    logo a moda passa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.