Startup de impacto socioambiental foca em regiões com baixo índice de reciclagem no país

Iniciativa so+ma chegou a Salvador e Curitiba com programa de vantagens para ampliar  reciclagem nas cidades e dar benefícios para moradores que separam resíduos.

A startup de impacto socioambiental so+ma chega às capitais Salvador e Curitiba para ajudar a estimular a correta destinação de materiais recicláveis. O diferencial da iniciativa é que os moradores levam os resíduos recicláveis às chamadas casas so+ma, onde trocam os resíduos por pontos em um programa de vantagens. Os benefícios variam de cursos profissionalizantes a produtos essenciais como alimentação e kits de higiene pessoal. 

Com isso, a iniciativa ajuda no aumento da reciclagem nas cidades. Em Curitiba, por exemplo, este índice está atualmente em torno de 5,7%, de acordo com dados de um relatório técnico produzido na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Em Salvador, segundo o IBGE, o índice é de 1%. “A so+ma nasceu a partir de uma solução para o problema de reciclagem no país e com a vontade de mudar o comportamento do brasileiro em relação aos resíduos, incentivando hábitos sustentáveis”, conta a fundadora e cientista comportamental, Claudia Pires. 

Em Curitiba, a so+ma conta com uma casa funcionando na área industrial do município e no dia 05/06, dia Mundial do Meio Ambiente, abriu outra na região do bairro Vila Verde. Na cidade, a startup conseguiu receber mais de 216,3 toneladas de materiais para a reciclagem, sendo que o resíduo mais recebido foi o vidro, somando mais de 87,6 toneladas.  Na capital paranaense, quem apoia a iniciativa é a empresa SIG Combibloc.

Salvador

Já em Salvador, onde a startup conta com 8 casas ainda neste mês, 4,4 famílias já participaram da iniciativa levando seus resíduos até as casas so+ma, acumularam pontos e trocaram por cursos e alimentos básicos. Desde que foi implantada na capital baiana, a iniciativa arrecadou mais de 377,2 toneladas de materiais. A expectativa agora é de dobrar esse número a partir dos novos postos de recebimento. A iniciativa beneficia ainda as cooperativas locais, gerando emprego e melhores condições de trabalho, sem possibilidade de reaproveitamento. 

O Programa so+ma vantagens é realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de Salvador por meio de um termo de cooperação, além do apoio do Grupo HEINEKEN no Brasil e Ifood, e conta com a parceria dos hipermercados Assaí e BIG.

Troca de pontos por cursos 

A baiana Doralice dos Santos conseguiu somar pontos e trocar por um curso de digitação para o neto Jeferson Ferreira dos Santos, 11 anos. “Eu não tinha condição de pagar o curso e ele queria muito melhorar a digitação, então eu fui me informar em uma casa so+ma. A atendente disse que se eu conseguisse ter 3 mil pontos, eu poderia trocar por um curso para o meu neto. Então, corremos atrás de garrafas, sacos plásticos e, no final, conseguimos 6 mil pontos. Deu para trocar pelo curso e  ainda distribuir os pontos com a minha vizinha”, orgulha-se a avó.

Pioneirismo na reciclagem do vidro no Nordeste

Até a implementação do programa so+ma vantagens, Salvador não contava ainda com um processo claro sobre o tratamento do vidro descartado pelos consumidores. Após conseguir estabelecer a confiança e os processos necessários para as indústrias e cooperativas, unindo todos os atores da economia circular do início ao fim do processo, o programa foi responsável por implementar de maneira inédita a Cadeia do Vidro local, com validação e rastreamento de todos os materiais utilizando o blockchain (tecnologia de registro de transações), oferecendo às cooperativas mais uma oportunidade de renda e desenvolvimento da economia circular. 

O blockchain é uma rede que funciona carregando as informações sobre todas as transações pelas quais determinado item passou. No Programa so+ma vantagens, por exemplo, é a produção, venda ou descarte do material. O método visa oferecer garantia em relação ao resíduo que foi entregue pelo consumidor, destinado corretamente para a reciclagem e retornado ao mercado como uma nova embalagem para consumo, com todas essas informações devidamente registradas. Hoje, este é o único programa em Salvador habilitado para receber vidro, um dos resíduos com maior volume na cidade, e são direcionados para a Indústria Vidreira do Nordeste (IVN), localizada em Estância (SE).

Sobre a so+ma 

A startup tem o propósito de gerar impacto socioambiental unindo tecnologia e ciência comportamental a fim de promover a mudança de comportamento, para a promoção da qualidade do meio ambiente e desenvolvimento social nas comunidades por meio de parcerias com entidades privadas, públicas e sem fins lucrativos. Levando seus recicláveis aos espaços mantidos pela so+ma, os moradores ganham pontos que podem ser trocados por cursos, alimentação básica, experiências, descontos em supermercado e muito mais. A adesão é totalmente gratuita e sem taxas de anuidade. 

A startup também fomenta o crescimento da economia local ao incentivar as trocas dos pontos em comércios da região.  Para saber mais, acesse: https://somosasoma.com.br/

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do Portal VivoVerde, nascida e residente de Minaçu/GO e há 12 anos escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduada em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultor, ministra treinamentos nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @VivoVerde | Instagram: @DaianeVV | 063999990294

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.