TI Verde – Tecnologia da Informação

tiverde

Eu tenho um certo afair por tecnologia e principalmente novas tecnologias verdes, que trabalhem com três vertentes, sustentabilidade, economia e rentabilidade (pode chamar de lucro também). Há empresas que trabalham até com outras vertentes, mas todas chegam a uma idéia principal. Há quem diga que a empresa que pensa em “sustentabilidade” e “desenvolvimento” estão apenas pensando em lucro, talvez pode até ser, o certo é que uma coisa já não anda mais sem a outra, é quase uma peça essencial na política das empresas.É pensar em um futuro, não da empresa, mas de todos os colaboradores desta.

Vagando pela internet encontrei um conceito sobre TI Verde (Tecnologia da Informação Verde) de uma empresa bem interessante.

O conceito TI verde é uma expressão que tem sido utilizada pelo setor de tecnologia para incorporar a preocupação com o meio ambiente e a sustentabilidade. Apesar das discussões recentes sobre o assunto abordarem de forma predominante o consumo eficiente de energia, a análise sobre o tema pode ser ampliada. É importante avaliar ainda outros aspectos como o impacto da cadeia produtiva, o uso e reuso de recursos naturais, a reciclagem de equipamentos, a destinação final de resíduos, bem como a utilização de arquiteturas e processos que permitam uma maior vida útil para as infra-estruturas de tecnologia.

Ao desdobrar o tema TI verde, usuários e empresas se tornam conscientes de que suas escolhas, e a forma como encaram a adoção de equipamentos e tecnologias, trazem impactos ao meio ambiente. E ainda percebem que esta consciência permite a eles assumir um caráter ativo, responsável, que possibilite um melhor uso dos recursos naturais e um menor impacto para o meio ambiente, ao mesmo tempo em que garanta o atendimento de suas demandas técnicas e operacionais.

Engloba, portanto, muito mais que a simples economia de energia – muito embora esta economia também seja de grande importância – somando-se a ela a gestão de recursos e o impacto nas cadeias produtivas, bem como o ciclo que vai da extração de matéria-prima para a produção de um equipamento até a destinação ambientalmente adequada destes materiais, ao final de sua vida útil, considerando também a responsabilidade do usuário no momento da escolha, aquisição e descarte adequado de produtos.

Economia de energia: tem grande importância no balanço de ações sustentáveis. Menor consumo de eletricidade significa um menor impacto ambiental. Em computadores e servidores, os ganhos energéticos derivam, em sua maioria, da criação de componentes mais eficientes, como processadores e fontes conversoras que consomem menos energia em sua operação. Mas é importante ressaltar que estas vantagens são homogêneas entre muitos fornecedores de tecnologia, por estes utilizarem componentes que são padrão de mercado.

Fonte: Aqui