Corinthians e Palmeiras se unem em favor do meio ambiente

O mundo inteiro está mobilizado para diminuir as emissões de gases do efeito estufa. Esta não é a primeira vez que falo sobre este projeto, porém, agora ele está com um novo reforço, o Palmeiras. O Jogando Pelo Meio Ambiente é um projeto do Banco Cruzeiro do Sul em parceria com Corinthians e Palmeiras contra o aquecimento global.

Só se muda um comportamento a partir da conscientização e sensibilização das pessoas. Este é o objetivo do projeto Jogando pelo Meio Ambiente. Durante os jogos, são distribuídos materiais promocionais com o endereço do site, que tem conteúdos de conscientização e educação ambiental. Além disso, membros dos times e das torcidas organizadas participaram de oficinas e workshops com orientações para práticas ambientais responsáveis.

O projeto prevê ações eficazes contra o aquecimento global em duas direções:

– Compensação e redução de gases do efeito estufa;

– Educação socioambiental.

O mais interessante do projeto, é que Palmeiras e Corinthians estão juntos nessa prática e o Banco Cruzeiro do Sul se compromete a plantar 100 árvores para cada jogo, 100 árvores a cada gol de Palmeiras e Corinthians, 100 árvores a cada jogo em que um dos dois times não sofra gols e mais 200 a cada pênalti defendido.

“Rivais dentro de campo. Unidos fora dele.”

Todas as partidas disputadas durante o ano de 2011 terão suas emissões de carbono calculadas e neutralizadas com o plantio de mais árvores. Neste cálculo, são levadas em consideração as principais atividades que envolvem emissão de carbono num jogo de futebol:

– Meios de transporte usados pelos jogadores e demais membros da equipe técnica no trajeto clube/estádio;

– Energia consumida durante o período do jogo.

 

Onde é feito o plantio?

Contando os jogos, os gols e a carboneutralização, o projeto já tem mais de 48 mil árvores na somatória. As mudas de 2010 foram plantadas na Reserva Florestal Corinthians – Banco Cruzeiro do Sul. Em 2011, a área escolhida se encontra no Bairro da Ressaca, no município de Sarapuí.

 

Quais espécies são plantadas?

Para que o plantio siga os padrões técnicos e garanta uma floresta sustentável, é preciso que existam pelo menos 100 espécies nativas, como Ipê roxo, amarelo, Jatobá, entre outros. O Banco Cruzeiro do Sul se compromete a cuidar das mudas durante 2 anos, até que elas fiquem fortes para seguir em frente sozinhas.

 

As redes sociais do projeto são:

– Facebook  https://www.facebook.com/paginaJPMA– Twitter: https://twitter.com/#!/jogandopma– YouTube: https://www.youtube.com/user/meioambientevideos

Confira no site e nas redes sociais mais informações sobre o projeto.

Bom, eu espero que estas briguinhas entre os times parem (pelo menos agora), pois a causa é nobre, né? (rs)

Agora, conheça o projeto no infográfico abaixo (achei o máximo):

 

 

Esta matéria não é publicidade.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.