Mulheres com alto poder aquisitivo são maioria no consumo de orgânicos


Alto grau de escolaridade, renda familiar elevada e predominantemente do sexo feminino. Esse é o perfil do consumidor de alimentos orgânicos no Distrito Federal, segundo estudo realizado pela Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília (UnB). O retrato foi obtido a partir de pesquisa coordenada pela professora Ana Maria Resende Junqueira e conduzida pelo engenheiro agrônomo Maurício Júnio Gomes.

De 400 consumidores entrevistados em um grande supermercado, em feiras orgânicas e na Centrais de Abastecimento do DF (Ceasa-DF), 72% eram mulheres. Quanto ao nível de estudo, 50% do total de respondentes tinham curso superior completo e 27% tinham pós-graduação. Por fim, com relação à situação econômica, 59% dos participantes declararam ter renda familiar acima de R$ 5 mil.

De acordo com a professora Ana Maria Junqueira, a presença maciça de mulheres no rol dos consumidores fiéis de produtos orgânicos pode ser explicada com base em fatores culturais. “Quem adquire alimentos para o lar, culturalmente, é a mulher. Ela vai às compras, a decisão fica nas mãos delas”, afirma. Ana Maria relata ainda que 88% dos entrevistados – incluindo muitas mulheres – colocaram a preocupação com a saúde como principal motivo para aquisição dos orgânicos e que 46% deles tem idade superior a 41 anos.

Logo atrás do cuidado com a saúde como principal estímulo para compra dos orgânicos pelos moradores do DF, foi citada a preocupação com o meio ambiente por 33% dos entrevistados (agrotóxicos).

Curiosamente, a equação entre as duas variáveis muda de acordo com a idade do consumidor. Os entrevistados acima de 61 anos conferem 92% de importância à preocupação com a saúde e 17% ao meio ambiente. Já os na faixa dos 20 anos, colocam, respectivamente, 50% e 50% para cada um.

Fonte: Correio Braziliense

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Um comentário em “Mulheres com alto poder aquisitivo são maioria no consumo de orgânicos

  • 29 de setembro de 2008 em 11:43
    Permalink

    que noticia boa.. creio que grande parte da população está se preocupando com o meio ambiente e com a sua saúde também , já que fazemos parte de uma coisa só.. somos um só corpo (homem + natureza)…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.