Cloud Computing vs sustentabilidade

cloud

Bom, depois de um bom tempo (leia-se: meses) estou aqui novamente para falar sobre uma coisa que esteve em praticamente em todos meus projetos nesse tempo que estava inativo do blog, Nuvem.

A computação na Nuvem não é algo novo, tanto que você com certeza já deve usar há vários anos, desde quando criou sua primeira conta de e-mail. Nesses últimos anos as empresas estão migrando vários serviços para a nuvem, desde e-mails, plataformas de colaboração, CRM, banco de dados, sites, etc. Isto é algo bom tanto para a empresa como para a natureza de um certo modo.

Empresas que hoje possuem dezenas de servidores estão migrando serviços web (e-mail, sites, banco de dados, etc) para a Nuvem, isso reduz custos operacionais internos, reduz gastos com soluções de backup, energia, espaço físico (que hoje em dia está se tornando algo muito caro) e refrigeração.
Ao migrar isso para datacentes especializados em cloud (nuvem) a empresa além de cortar custos com tudo isso pode até mesmo “dividir” o mesmo servidor com várias outras empresas, sem que ela de fato saiba disso, isso reduz custos para o datacenter pois utiliza a virtualização, já comentado no meu último post.

Em grandes datacenter a refrigeração, energia, utilização dos servidores, etc é gerenciado em uma forma quase impossível de se imaginar. Não há gastos desnecessários. Não gastam com refrigeração desnecessária, energia desnecessária, etc. Isso em um número grande já deixa perceptível como faz uma redução tremenda de custos e ajuda muito no TI Verde. Até mesmo os datacenters mais modernos no Brasil, como por exemplo da Uol e Locaweb utilizam sistemas de reutilização da água da chuva para a refrigeração dos servidores. Se você pensar que todos esses servidores hospedados lá poderiam estar instalado em salas com refrigeração precária (faz com que os servidores gastem mais energia para expulsar o calor interno além de diminuir o tempo de vida) ou com excesso de refrigeção (mantém os servidores refrigerados, porém gasta mais energia que o necessário) pode aumentar a degradação do meio ambiente utilizando recursos que não seriam necessários.

Bom, não sei se você conseguiu enteder minha linha de pensamento, mas muitas pessoas estão mudando para serviços na Nuvem para redução de custos e para obterem menor dor de cabeça com backup, gerenciamento, manutenção em si dos servidores, mas automaticamente com isso você pode ver que ajuda e muito o meio ambiente.

Você deve estar pensando agora que apenas pequenas ou médias empresas migram para a nuvem. De um certo modo sim por causa do sigilo de dados, etc., que eu também acho que não se pode deixar em qualquer lugar, mas até mesmo a Coca-Cola Company migrou para a nuvem seus serviços de e-mail, IM e conferências.

Conte-nos se sua empresa utiliza algum serviço na nuvem (e-mail, colaboração, banco de dados, IM, conferências, etc) e como você enxerga esse negócio.

10 comentários em “Cloud Computing vs sustentabilidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.