Orquestra sinfônica do lixo

Orquestra sinfônica do lixo!

Apesar de nossa música (não só a nossa, mas a música mundial) ter muitas coisas boas, infelizmente (ou felizmente) também tem muito “lixo”!

Àqueles que apreciam a “boa música” informo que já existem profissionais que transformam lixo em música, ou melhor, em instrumentos musicais. Pena que ainda não conseguem transformar a “música lixo” em música boa, rs! Estamos falando aqui de ecologia e ação social da melhor qualidade!

Uma história comovente que além de impactar fortemente nossa consciência ambiental, promove atitude social sem precedentes, abraçando jovens carentes que poderiam talvez, nem estar vivos hoje, não fosse o projeto.

Orquestra sinfônica do lixo!

 

Tudo começou quando o músico Favio Chavéz, também formado em tecnologia ambiental, iniciou um programa de reciclagem em Cateura (cidade localizada na região central do Paraguai, abriga o principal aterro sanitário do país), e percebeu que poderia dar “vida” ao lixão que envolve a idade de uma forma diferente e inusitada: através da música.

Ao lado de Nicolás Gomés, outro gênio sem estudo formal (desde os 7 anos ajuda a mãe cuidar dos oito irmãos após a morte do pai) que trabalha o lixão, começaram a produzir instrumentos musicais diversos com material recolhido do aterro e fundaram a Orquestra de Instrumentos reciclados de Cateura.

É mole!

 

Orquestra sinfônica do lixo!

 

A maioria das crianças e adolescentes participantes da orquestra são oriundas desta vila, essencialmente construída em cima de um aterro sanitário, onde todos procuram no lixo, bens vendáveis, onde crianças correm o risco constante de se envolverem com drogas, gangues e todo tipo de crime.

A orquestra então vem oferecer de bom grado à essas crianças e adolescentes uma nova alternativa para uma vida diferente da que seus pais tiveram.

As pessoas de Cateura apesar de serem das mais pobres do Paraguai e viverem do lixo que é o seu sustento estão orgulhosas da vida na favela que é extremamente vibrante, onde mesmo em meio a histórias de violência, alcoolismo, miséria e drogas, reafirmam sua dignidade a cada dia, reduzindo assim os índices cruéis das estatísticas.

 

orquestra+instrumentos+reciclados+cateura-07

 

A verdade é que, dois dos temas mais vitais nestes sombrios tempos de Kali Yuga, são exatamente a pobreza e a poluição por resíduos. O mundo gera cerca de um bilhão de toneladas de lixo por ano. Tem noção do que é isso? É muita coisa!

A música assim como todas as artes, tem o poder transformador que se usado de maneira adequada pode solucionar diversos problemas, inclusive ambientais, como este. Já pensou se a moda pega geral? Seria uma “bênção” para todo aquele ser humano dependente dos aterros sanitários espalhados pelo mundo! E para os não dependentes também.

 

Orquestra sinfônica do lixo!

 

Se emocione mais, assistindo ao vídeo abaixo!

Um filme documentário sobre esta orquestra, que roda o mundo encantando a todos, está sendo produzido e deve

ser lançado em breve. Se quiser, saiba mais aqui (que é também a fonte das imagens contidas neste artigo):

Grande abraço!

 

 

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Em 1992 com a chegada do microcomputador fiz diversos cursos na área de design entre eles Photoshop (Senai), Indesign e QuarkXpress (Casa de Editoração), Corel Draw e FreeHand (Market) entre outros, aprendendo muito como autodidata também. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Jornalista registrado no Ministério do Trabalho e Emprego sob o número: 0016467MG. Vida inteligente na WEB.

Um comentário em “Orquestra sinfônica do lixo

  • 19 de agosto de 2013 em 13:16
    Permalink

    Nossa que incrível! Maravilhoso o projeto e a atitude do músico Favio Chavéz,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.