Projeto Navega Recife tem o objetivo de interligar a intermodalidade bicicleta-transporte público (náutico)

Esta manhã recebi a indicação deste vídeo, achei um máximo e claro, fui procurar a veracidade e também a viabilidade na internet, assista ao vídeo:

 

O projeto já me chamou a atenção por interligar o transporte via bicicletas (intermodalidade bicicleta-transporte público), isto já me fez brilhar os olhos, além disto a comodidade.

Tem como finalidade transformar os rios recifenses em grandes corredores de transporte público. Serão utilizados barcos climatizados, com velocidade média de 18 Km/h.

Abaixo, vídeo de gestores públicos e idealizadores falam sobre o projeto:

 

 

Pelo o que entendi, este projeto já vem de longa data, “a primeira empresa de navegação do Capibaribe foi criada em 1856″. O projeto é visto por bons olhos por várias pessoas, principalmente as autoridades, mas “o principal entrave natural para uso do Capibaribe, como via de transporte, está no fato de a cidade ficar no estuário. Ocorre que quando a maré enche e o rio fica cheio o transporte praticamente pára e, na vazante, são depositados milhares de toneladas de detritos. Para mantê-lo navegável e apto para o transporte a nível aceitável, seria necessário dragá-lo a intervalos curtos”. 

Desde 2007 […] constataram-se obstáculos e problemas socioambientais que ainda não se sabe como transpor. Palafitas nos Coelhos e na Vila Brasil (São José), esgoto doméstico despejado nos cursos d’água e lixo nas margens dificultam instalar estações.

Porém a maior barreira é o assoreamento, que reduz a profundidade dos rios a algo entre 1 e 3 metros. Em alguns trechos, a terra chega a aflorar, constata o engenheiro civil Otávio Augusto Mendonça, do consórcio Eicomnor Engenharia e Projetec, responsável pelo projeto.

Espera-se que o projeto dê certo, tudo bem que parece que vai demorar um pouco… Mas considerando toda a engenharia “ambiental” que pode ser empregada e facilitando de alguma forma a procura da solução para estes entraves.

“A cidade ficaria realmente à feição de Veneza” ex-secretário Municipal de Planejamento José Múcio.

E vocês, o que acham da iniciativa?

 Fonte

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.