Conheça quais os impactos ambientais causados pela má gestão de resíduos

O Brasil ainda é um grande gerador de resíduos sólidos do mundo. Para você ter uma ideia, só em 2018, foram gerados mais de 79 milhões de toneladas, um aumento de 1%  em relação ao ano anterior. Dessa quantidade de lixo produzido, 92% é recolhido pela coleta. Parece ótimo, não é mesmo? Porém, mais de 6 milhões de toneladas ficaram sem ser recolhidos nas cidades. Lixos industriais, como de empresa de alpinismo industrial, também ganham destaque.

Os dados foram retirados do Panorama dos Resíduos Sólidos, da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), divulgado em 2019. O cenário pode ficar ainda pior quando associamos ao fato de existirem municípios brasileiros que não contam com os recursos técnicos necessários para que essa questão seja solucionada.

Após apresentar toda a situação, fica claro que tanto a sociedade quanto a economia do país sofrem com os impactos ambientais que a falta de uma gestão de resíduos causa, ainda mais de modo tão negligente como o que se segue.

A verdade é que dos orgânicos aos inorgânicos, passando por entulhos e lixo domiciliar, absolutamente todo resíduo considerado sólido tem sua importância. Por esse motivo, administrá-lo é a forma correta e eficiente de mostrar a responsabilidade que temos com o meio ambiente. E quando digo nós, me refiro a todos, desde uma empresa de galvanização a fogo até um cidadão comum.

Todo esse processo apresentado é conhecimento como gerenciamento de resíduos. Podemos constituí-lo por um conjunto de ações que buscam minimizar os impactos ambientais da geração de resíduos e garantir coleta, armazenamento, tratamento, transporte e descarte adequado a todos eles.

Pensando nisso, produzimos um artigo bem interessante sobre os principais impactos ambientais causados pela má gestão de resíduos e o porque isso é tão nocivo e perigoso ao meio ambiente.

A principal consequência é a poluição

Poderíamos citar diversas definições no que se refere à poluição mas, de modo geral,  essa ação nociva nada mais é que a degradação do meio ambiente por um ou mais fatores prejudiciais. Dentro desses fatores, podemos considerar poluentes tudo o que é liberado de matéria ou de energia _ como luz, calor e o som, por exemplo.

É claro que o problema com a poluição já vem de muito tempo atrás, porém ele ganhou força durante a Segunda Revolução Industrial, uma vez que foi nesse período que a urbanização se tornou realidade e uma série de desenvolvimentos começaram a ser adotadas, como as indústrias químicas, elétrica e petrolífera. Vamos conferir, agora alguns tipos de poluição?

Poluição atmosférica

Essa talvez seja o tipo de poluição mais conhecido entre todos os que serão apresentados no artigo. Ele nada mais é que a contaminação por gases, partículas sólidas, líquidos em suspensão, material biológico ou energia, ou até mesmo ingredientes que provocam danos diretos no ecossistema de uma região.

É esse tipo de poluição que é a grande responsável pelo aquecimento global, um dos maiores – se não for o maior – problemas ambientais a serem combatidos atualmente.

Poluição hídrica

Também muito conhecido – e muito prejudicial – a poluição hídrica se caracteriza pela introdução de qualquer resíduo ou energia que possa poluir e contaminar um determinado corpo de água.  Lixos industriais produzidos pela empresa de célula de carga, por exemplo, além de produtos agrícolas (fertilizantes outros tipos de agrotóxico) e o esgoto doméstico são os principais causadores desse tipo de poluição.

Pode parecer brincadeira, mas o assunto é muito sério! Para você ter noção do problema, por ano, mais de 2 milhões de pessoas morreram por ingerir água contaminada. Os dados foram disponibilizados, em 2011, pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Poluição visual

Apesar de ter sido citado por último, não significa que seja menos importante do que os que vieram anteriormente. A realidade é que esse prejuízo ambiente talvez seja o mais perceptível quando o assunto é má gestão de resíduos.

Pois é, a poluição visual  está ligada, diretamente, com o excesso de elementos ligados à comunicação visual, em ambientes urbanos, como cartazes, anúncios e placas de rua, entre outros. Porém existem um fator que também se encaixa nessa definição.

O abandono de resíduos sólidos  em ambientes abertos e expostos em locais que não deveriam também são uma forma de poluição visual grave, uma vez que são eles que degradam as cidades.

Mas não pense que, quem faz esse tipo de ação passará impune, viu? A realidade é que todos que causarem essa poluição, pode ser enquadrado como crime ambiental. Tal crime possui pena de reclusão de um a cinco anos, além das demais penalidades civis e administrativas cabíveis.

Consequência de uma má gestão de resíduo

Agora, se você acha que apenas as formas de poluição citadas acima são o que preocupa e os únicos problemas causados pelo lixo que é produzido e descartado inapropriadamente no país, você está muito enganado. A forma arbitrária como os resíduos são manuseados deve combatido de força intensa.  

Mas você deve estar se perguntando o porque que isso é tão prejudicial a saúde, não é mesmo? Não só porque traz sérias consequências à saúde pública e ao meio ambiente de forma geral, mas também por estar associado à manutenção das mazelas sociais, especialmente das famílias que sobrevivem de coletar e comercializar materiais que encontram nos lixões.

Dito isso, Neste sentido, a Lei de Logística Reversa ganha uma proporção ainda maior. Isso porque, além de trabalhar para conter instrumentos para possibilitar todo o avanço do país no combate aos principais problemas causados pelo descarte inadequado de resíduos sólidos, também impõe que as organizações elaborem planos eficazes de gerenciamento desses rejeitos.

De modo geral, é fundamental que você possa desenvolver uma gestão de resíduos eficiente, mesmo que possa parecer uma tarefa difícil. Mas é fundamental para garantir o máximo reaproveitamento de todos os lixos dispensados, ainda aqueles com pouca viabilidade técnica ou econômica para a reciclagem.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do Portal VivoVerde, nascida e residente de Minaçu/GO e há 12 anos escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduada em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultor, ministra treinamentos nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @VivoVerde | Instagram: @DaianeVV | 063999990294

Um comentário em “Conheça quais os impactos ambientais causados pela má gestão de resíduos

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.