Marca de esmaltes coloca coletores de embalagens em SP

Não é de hoje que eu tiro fotos e algumas até posto nas redes sociais para evidenciar o quanto acho importante ações como esta. Já vi em lojas e as primeiras foram  em lojas de vendas de celular, que aceitam pilhas, baterias e também aparelhos que já não nos servem mais. Enfim…. Esta matéria de hoje foi uma indicação via Facebook da amiga Hellen Flávia.

“Com o projeto “Risqué. Sustentabilidade em Nome da Moda”, a marca desenvolveu um sistema de descarte e coleta de embalagens de esmaltes que proporcionará benefícios ambientais importantes ao reduzir o impacto ambiental causado nos aterros sanitários.

Ao invés de jogar os esmaltes fora no lixo comum, a consumidora pode deixá-los num dos coletores (que possuem o formato dos tradicionais vidrinhos da marca, e possuem capacidade para 750 embalagens cada). O material recolhido será processado e transformado em fonte de energia para a indústria de cimento.

Inicialmente só as paulistanas poderão participar da iniciativa, já que os coletores estarão disponíveis apenas em algumas unidades da perfumaria Ikesaki, como a da Liberdade (Rua Galvão Bueno, 37 – São Paulo).”

No mais, aguardamos que esta ação chegue logo a cidades de todo o Brasil, além disto fiquei pensando, não creio que será apenas recebida embalagens da Risqué, né? Imagino que será bem recebido por várias pessoas… Minha mãe mesmo… (rs)!

Esta matéria não é uma publicidade.

Daiane Santana

Daiane Santana é a idealizadora do #VivoVerde, mora em Palmas/TO há 15 anos e há 11 escreve neste site. Formada em Engenharia Ambiental, pela UFT – Universidade Federal do Tocantins, pós-graduanda em Gestão de Recursos Hídricos e Segurança do Trabalho. Atua como consultora nas áreas de meio ambiente, segurança do trabalho e está a disposição do mercado de trabalho. Contato: contato@vivoverde.com.br | daiane@vivoverde.com.br | Twitter - @DaianeVV | Instagram: @DaianeVV

Um comentário em “Marca de esmaltes coloca coletores de embalagens em SP

  • 28 de janeiro de 2013 em 6:37
    Permalink

    Aew Daiane, eu acho que todas as empresas deveriam agir desta forma. Além de diminuir a poluição, também contribuiria para diminuição dos gastos na fabricação de novas embalagem, aumentando o capital da empresa. Nesse caso é bom para a empresa e bom pro meio ambiente. Aliás, uns dos principais poluentes que temos hoje em dia são as pilhas descartáveis. Na própria embalagem do produto, há instruções para o correto descarte, que no caso é enviar ao fabricante ou pontos de coleta, mas como fazer isso se não há suporte deles? Há poucos coletores de baterias usadas em Palmas. Eu conheço dois pontos: um no Supermercado Extra e outro no Banco Santander.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.